Papa chama genocídio a massacre de arménios há 100 anos. Turquia em choque.

Henry Morgenthau / Wikimedia

Cadáveres de arménios massacrados em Erzurum em 1895

Cadáveres de arménios massacrados em Erzurum em 1895

O papa Francisco utilizou este domingo a palavra “genocídio” para falar do massacre dos arménios há 100 anos, uma referência que pode perturbar as suas relações diplomáticas com a Turquia.

“No século passado, a nossa família humana passou por três tragédias sem precedentes. A primeira, que foi largamente considerada como ‘o primeiro genocídio do século XX‘, atingiu o povo arménio”, declarou Francisco numa missa na basílica de São Pedro, em Roma, durante a qual citou um documento assinado em 2000 pelo papa João Paulo II e pelo patriarca arménio.

“As duas outras tragédias humanas foram praticadas pelo nazismo e pelo estalinismo. E mais recentemente outros extermínios de massa, como no Camboja, Ruanda, Burundi ou Bósnia”, acrescentou, citado pelas agências internacionais de notícias.

As declarações do papa foram feitas na abertura de uma missa em memória dos arménios massacrados entre 1915 e 1917, concelebrada com o patriarca arménio e na presença do presidente da Arménia, Serzh Sargsyan.

Amēnun taretsʻuytsʻě : zbōsali u pitani / Wikimedia

Legenda original (1921): "A foto acima mostra oito professores arménios massacrados pelos turcos"

Legenda original (1921): “A foto acima mostra oito professores arménios massacrados pelos turcos”

Segundo a agência France Presse, mesmo que o papa João Paulo II tenha usado o termo “genocídio” no documento assinado em 2000 com o patriarca arménio, trata-se da primeira vez que um papa o utiliza publicamente ao falar do massacre dos arménios no início do século passado.

A Arménia estima que 1,5 milhões de arménios tenham sido mortos entre 1915 e 1917, no final do império otomano, com vários historiadores e muitos países a terem já reconhecido o genocídio.

Turquia chama embaixador no Vaticano para consultas

A Turquia chamou o seu embaixador no Vaticano para consultas, um novo passo no incidente diplomático suscitado depois de o papa ter usado a palavra “genocídio” para descrever o massacre dos arménios na I Guerra Mundial.

“O nosso embaixador no Vaticano, Mehmet Pacaci, foi chamado à Turquia para consultas”, informou o Ministério dos Negócios Estrangeiros turco num comunicado, horas depois de ter anunciado que chamou o representante do Vaticano em Ancara para explicar as palavras do papa.

Repetindo declarações feitas também hoje pelo chefe da diplomacia turca, Mevlut Cavusoglu, o comunicado refere que as palavras do papa Francisco são “incompatíveis com os factos legais e históricos“.

O texto acusa o papa de ter uma “visão seletiva” da I Guerra Mundial e de “ignorar as atrocidades sofridas pelos povos turco e muçulmano que perderam a vida” para beneficiar cristãos e arménios.

As palavras do papa, prossegue o texto, são “um desvio grave” da mensagem de paz e reconciliação que levou à Turquia na visita que fez ao país em novembro de 2014.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as vespas esfomeadas (e isso é má notícia)

A Zona de Exclusão de Chernobyl é a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat, onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986. Apesar de não haver humanos na região, e …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …

Orcas bebé têm maior probabilidade de sobreviver se viverem com a avó

Crias de orca que vivam com a avó têm uma maior probabilidade de sobreviver quando comparadas às outras orcas. A experiência destas espécimes mais velhas é essencial para o grupo. Tal como nos humanos, as avós …

A "capital mundial das pessoas feias" mora na Itália

Piobbico, na Itália, é uma cidade medieval repleta de grandes edifícios de pedra cercados por florestas exuberantes. No entanto, a cidade é conhecida pela feiura dos seus habitantes. Esta cidade, com cerca de 2.000 habitantes, alberga …

Jovem norte-americano despistou-se e caiu ao rio. Siri chamou os bombeiros

Um jovem norte-americano estava a caminho da universidade quando perdeu o controlo do carro, que derrapou sobre gelo, e foi parar ao rio Winnebago. Como não conseguiu encontrar o seu telemóvel, recorreu à Siri para …

Basta uma máscara impressa para enganar os sistemas de reconhecimento facial

Especialistas da empresa de inteligência artificial Kneron testaram sistemas em três continentes e vários falharam. O reconhecimento facial é, cada vez mais, um método de controlo e de segurança encarado como credível e, inclusivamente, usado …

Pandit olha para as vacas como família e quer produzir "leite ético" para vegans

Um agricultor nos Estados Unidos quer produzir "leite ético" para vegans, mantendo como prioridade o bem-estar e a saúde das vacas. Ultimamente, o consumo de leite tem sido posto cada vez mais em causa. Não só …

Jogadores do Arsenal doam um dia de salário para ações solidárias

Os futebolistas e a equipa técnica do Arsenal vão doar um dia de salário para ações solidárias de Natal. Os elementos técnicos também entraram na iniciativa, que prevê, ainda, a doação da receita do próximo …