Papa Francisco acaba com segredo pontifício em casos de abuso sexual

catholicism / Flickr

O Papa Francisco

O Papa Francisco decidiu abolir o segredo pontifício para casos de violência sexual e abuso de menores cometidos por membros do clero. A decisão foi anunciada esta terça-feira, no dia de anos do líder da Igreja Católica.

Segundo noticiou o Observador, citando jornal especializado em religião Crux, o Papa Francisco decidiu ainda fazer uma alteração relativamente ao crime de pornografia infantil para a Igreja, que até agora abrangia apenas os atos com menores de 14 anos, passando agora a ser quaisquer conteúdos que envolvam menores de 18 anos.

Estas alterações “contribuem favoravelmente para que haja uma transição do direito canónico de uma atitude de auto-defesa em relação ao direito civil para uma atitude de confiança e colaboração saudável”, referiu o antigo presidente do tribunal do Vaticano Giuseppe Dalla Torre, de acordo com o Crux.

O segredo pontifício é o nível máximo de contenção dentro da Santa Sé sobre determinadas informações, como a nomeação dos bispos. Depois destas revisões aos documentos internos ordenadas pelo Papa Francisco, continua a ser suposto tratar-se os casos de abuso sexual de menores, para “garantir a segurança, integridade e confidencialidade” dos envolvidos.

Contudo, “isso não impede o cumprimento das obrigações exigidas pelas leis civis”. A Igreja passa ainda a dizer claramente que as alegadas vítimas e as testemunhas “não devem ser forçadas a nenhum tipo de silenciamento”, explicou o Vatican News.

O segredo confessional continua a manter-se em vigor, visto ser de natureza sacramental, notou o Observador. Apesar disso, o arcebispo de Malta Charles Scicluna (responsável no Vaticano pelas investigações de abuso sexual) relembrou ao Crux que o segredo pontifício tem sido invocado “repetidamente como um impedimento para fornecer informação às vítimas e às comunidades”. “Na minha opinião, esta decisão é histórica”, acrescentou.

A segunda alteração refere-se ao aumento da idade a partir da qual a Santa Sé passa a considerar que se aplica o crime de aquisição, posse ou distribuição de pornografia infantil. O crime passa a abranger qualquer um que envolva vítimas menores de 18 anos, algo que o Papa defendia há algum tempo.

Em fevereiro, declarou que “a idade deveria ser aumentada para expandir a proteção dos menores”. Em julho de 2013, promoveu uma lei na Cidade do Vaticano relacionada com pornografia infantil onde se dizia que esta abrangia “todos os seres humanos com idade abaixo dos 18 anos”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Deus abençoe e dê forças a este SANTO homem. Deveriam era publicar, tornar público, a lista dos padres suspeitos e condenados por abusos sexuais para segurança de todos os cidadãos, no mundo inteiro. Pois Deus sabe que “Quem cala, consente.” Um Bem Aja ao Santo Padre Francisco.

RESPONDER

Nova Zelândia quer tornar a próxima geração completamente não fumadora

A Nova Zelândia anunciou um conjunto de propostas que visam banir os cigarros entre a próxima geração e aproximar o país da sua meta de ser livre de fumo até 2025. Desta forma, o Governo pretende …

Porto lança cartão da cidade para munícipes. Vantagens incluem descontos na cultura

O cartão foi lançado no dia 5 de abril e permite que os utilizadores tenham acesso a descontos em museus, teatros, piscinas e utilização gratuita do elevador dos Guindais. Destina-se aos moradores da cidade e …

Afinal, o SEF ainda não foi extinto. Governo vai publicar decreto-lei

Afinal, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) ainda não foi extinto. Segundo o Ministério da Administração Interna, o Governo vai "aprovar por decreto-lei a orgânica do novo serviço público [SEA] e as novas competências …

Mais quatro mortes e 553 casos nas últimas 24 horas

De acordo com a Direção-Geral da Saúde, Portugal registou nas últimas 24 horas 553 novos casos de covid-19 e quatro mortes associadas à doença. Portugal regista hoje mais quatro mortes relacionadas com a covid-19, 553 novos …

Familiares das vítimas do voo MH-17 na Ucrânia vão pedir indemnizações

Uma das advogadas das vítimas do voo MH-17 da Malaysia Airlines anunciou que 290 familiares apresentaram pedido de indemnização contra os quatro suspeitos do acidente. Uma advogada das vítimas do derrube do voo da Malasya Airlines …

1.º de Maio. CGTP duplica lotação, UGT festeja online com ex-ministros socialistas

As centrais sindicais voltam a estar divididas quanto às comemorações do 1.º de Maio. A CGTP vai organizar dois desfiles e duplicar a concentração na Alameda Dom Afonso Henriques; a UGT cancelou qualquer iniciativa presencial …

"Vice" da bancada do PS contestado por pedir autocrítica do partido sobre Sócrates

Pedro Delgado Alves defendeu que o PS deveria refletir sobre a ação de José Sócrates. O deputado foi contestado por outros dirigentes do grupo parlamentar, nomeadamente Ana Catarina Mendes, que reagiu de forma dura à …

Japão responde à China e garante que derrame de Fukushima será seguro

O vice-primeiro-ministro japonês, Taro Aso, reafirmou esta sexta-feira, em resposta às críticas da China, que a descarga da central nuclear de Fukushima aprovada pelas autoridades japonesas estará dentro dos limites de segurança da água potável. "Estou …

Ninguém quer "a batata quente" do caso Sócrates. Ivo Rosa e Carlos Alexandre com nota máxima

Os juízes Ivo Rosa e Carlos Alexandre foram avaliados com a nota máxima de "Muito Bom" pelo Conselho Superior da Magistratura em inspecções realizadas entre 2013 e 2018, ou seja, abarcando o período da investigação …

João Leão afasta criação de imposto de solidariedade para pagar crise pandémica

O ministro das Finanças, João Leão, argumenta que a criação de um imposto de solidariedade para pagar a crise pandémica não ajudaria nem seria benéfica. Em entrevista ao semanário Expresso, o ministro das Finanças, João Leão, …