Pânico no mar. Estranhos ataques de orcas a barcos causam acidentes na costa entre Portugal e Espanha

Desde o Estreito de Gibraltar à Galiza, são muitas as que orcas têm abalroado iates, o que tem vindo a provocar danos nos navios e ferimentos nas tripulações. Os biólogos mostram-se surpreendidos com este comportamento violento e procuram uma explicação.

Nos últimos dois meses os tripulantes têm enviado pedidos de socorro, após o aparecimento de orcas junto dos seus barcos. Podia ser um encontro agradável entre os  humanos e estes mamíferos, ou estes não tivessem a causar o pânico no mar. Nos últimos dois meses, vários barcos perderam parte dos seus lemes, pelo menos um membro de uma tripulação sofreu ferimentos, e vários barcos sofreram grandes estragos.

Segundo o The Guardian, o último incidente ocorreu na tarde de sexta-feira, perto da Corunha, na costa norte da Espanha. Um veleiro da Halcyon Yachts estava a preparar-se para rumar até o Reino Unido quando uma orca bateu, insistentemente, na popa do seu barco de 11 metros. O barco acabou por perder a direção e foi rebocado.

Na mesmo altura, avisos de rádio deram conta de um avistamento de orcas em Vigo, onde aconteceram pelo menos duas colisões recentemente. A 30 de agosto, um navio francês comunicou à guarda costeira que estava “sob ataque” de orcas.

Antes, a 29 de julho – próximo do Cabo Trafalgar – Victoria Morris tripulava um barco de cerca de 14 metros, que acabou cercado por nove orcas. Os mamíferos bateram no barco durante mais de uma hora. Devido à força exercida pelos animais – que comunicam por assobios – o barco rodou 180 graus e acabou por desligar o motor e partir o leme.

O barco está agora a ser reparado, mas ainda assim Morris continua a navegar pela costa espanhola, sendo que na sexta-feira acabou por ser surpreendida por um aviso de rádio: “Todos os navios, todos os navios! Orca no norte de Vigo”.

No mesmo mês, naquela zona, um outro barco teve um encontro de 50 minutos com orcas e o capitão quase deslocou um braço. Às 11h30 da noite anterior, um casal britânico também se viu em apuros e foi apanhado repentinamente pelas orcas que fizeram o barco rodar – conta o The Guardian.

Tidos pelos especialistas como mamíferos sociais e altamente inteligentes, parece estranho este comportamento por parte das orcas. Os biólogos que estudam uma pequena população de orcas presente no Estreito de Gibraltar, assumem que estão curiosos com estes acontecimentos porque apesar de ser normal os animais seguirem os barcos, não é normal que o façam com tanta agressividade.

As autoridades marítimas espanholas alertaram os navios para “manter a distância”. Contudo, os marinheiros garantem que isso pode ser difícil. Para já, os investigadores dizem que ainda é muito cedo para entender a razão que leva as orcas a atingirem os barcos de forma tão violenta. Ainda assim, os especialistas adiantam que este comportamento pode indicar o stress de uma espécie que está em risco de extinção.

Não se sabe se todos estes acontecimentos envolvem o mesmo grupo de orcas, mas é provável que sim. Ruth Esteban, que estudou minuciosamente as orcas de Gibraltar, acha muito improvável que dois grupos diferentes apresentem um comportamento tão incomum.

No entanto, o biólogo Alfredo López realça que as orcas tinham o hábito de subir a costa durante todo o mês de setembro, saindo do Golfo de Cádis até o Golfo da Biscaia.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Linha de Fundo: Benfica reforça liderança, mais recados de Conceição, um jardim de infância especial e João “rosa” Almeida

Era uma vez um Clássico... Deu empate o primeiro clássico da época 2020/21. Em Alvalade, Sporting e FC Porto igualaram-se a duas bolas, num jogo que valeu pelas mudanças de resultado, mas que nem sempre foi …

CDS critica PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa

O CDS está "chocado" por a TAP ir abandonar as quatro rotas que opera no Aeroporto Francisco Sá Carneiro e critica o PS por obrigar portugueses a pagar "buraco" da TAP para servir apenas Lisboa. O …

Contratos de associação dos colégios privados. Ministério da Educação vence todos os 55 processos judiciais

Em todos os 55 processos judiciais que os colégios privados moveram contra o Ministério da Educação em 2016, na sequência da polémica dos contratos de associação, todas as 55 decisões foram favoráveis ao Governo. O jornal …

Famílias numerosas podem pedir desconto no IVA da luz a partir de março

As famílias com cinco ou mais elementos só poderão usufruir da redução do IVA da eletricidade a partir de 1 de março e terão de o requerer junto do seu fornecedor, segundo uma portaria esta …

Vacina da gripe disponível para mais grupos. Farmácias temem não ter stock suficiente

A vacina da gripe está, a partir desta segunda-feira, disponível para mais grupos populacionais com o início da segunda fase da campanha, que estende a vacinação a pessoas com 65 ou mais anos e pessoas …

Franceses em protesto para homenagear professor decapitado. Autoridades procuram radicais islâmicos

Milhares de pessoas reuniram-se no domingo no centro de Paris numa demonstração de repúdio pela decapitação do professor que mostrou aos seus alunos desenhos do Profeta Maomé. Os manifestantes da Praça da República ergueram cartazes onde …

Proud Boys acreditam na vitória de Trump: "Vamos Ganhar". Voto antecipado começa hoje na Florida

O líder do grupo Proud Boys disse à Lusa, durante uma manifestação em Miami, que Donald Trump vai vencer as eleições presidenciais norte-americanas, e rejeitou a acusação de que é dirigente de uma organização extremista. …

Projeto desenvolve testes rápidos de baixo custo para detetar imunidade

Um consórcio de universidades e uma empresa querem desenvolver "testes rápidos e de baixo custo" para detetar a resposta imunitária ao vírus SARS-CoV-2. O projecto TecniCov, que "obteve um financiamento de 450 mil euros da Agência …

"Medo constante". Human Rights Watch denuncia tortura na Coreia do Norte

Uma organização não-governamental denunciou esta segunda-feira que o sistema norte-coreano de detenção pré-julgamento e de investigação é cruel e arbitrário, com ex-detidos a descreverem tortura sistemática, corrupção e trabalhos forçados não-remunerado. No relatório de 88 páginas, …

"Cibermáfia". Rede de criminosos "lavou" milhões de euros em Bancos portugueses

Uma rede de criminosos com origem na Europa de Leste montou um esquema de lavagem de dinheiro roubado em ataques informáticos através de Bancos de países como Portugal. Esta "cibermáfia", como é apelidada pelo Jornal de …