Pandemia mostrou “falta de proteção das mulheres”

A pandemia de covid-19 mostrou “a vulnerabilidade e a falta de proteção das mulheres e quão pouco as sociedades se preocupam realmente em proteger elementos-chave em matéria de segurança”, considera Edit Schlaffer, diretora-executiva da Women without Borders.

Em entrevista à Lusa, no âmbito da iniciativa Best of Estoril Conferences, que antecipa as Conferências do Estoril de 2022, a responsável pela organização internacional sem fins lucrativos que fundou em 2001 recordou que as mulheres estiveram na linha da frente do combate à pandemia, revelando-se “incrivelmente resilientes”.

Por isso, “não é justo” que “a maioria do trabalho mal pago” seja feito por mulheres. “Como é possível? Isto tem de mudar”, reivindica, em entrevista realizada por via remota.

Um estudo divulgado pelo Instituto Europeu para a Igualdade de Género a 5 de março mostrava que o impacto da pandemia foi mais forte nas mulheres, nomeadamente com as “pesadas reduções de emprego em profissões dominadas por mulheres”, como é o caso dos setores têxtil, retalho, alojamento, lares e trabalho doméstico.

As mulheres representam a maior fatia da força de trabalho nestes setores e foi nestes que se perderam “40% dos empregos” femininos, apontava o relatório “Igualdade de género e as consequências socioeconómicas da crise de covid-19”, preparado a pedido da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia.

Na primeira vaga de covid-19, verificou-se uma redução de 2,2 milhões de empregos para as mulheres em toda a União Europeia – com Portugal a ser o quinto país com mais perda de trabalho feminino (dados do segundo trimestre de 2020).

Os homens perderam 2,6 milhões de empregos, mas a recuperação do trabalho no verão beneficiou-os mais – as mulheres resgataram apenas metade dos empregos que os homens retomaram.

Isso significa que “o impacto económico da pandemia está a ter efeitos mais duradouros nas mulheres”, alerta o EIGE, sublinhando que as jovens (15-24 anos) são as mais vulneráveis.

Acresce que, com base em dados do primeiro trimestre de 2020, entre a população europeia que está a passar à inatividade – que, depois de ficar desempregada, não está a procurar emprego –, há mais mulheres em quase todos os Estados-membros (média de 40% vs. 33% nos homens). Também aqui Portugal ocupa a segunda posição, só atrás de Itália, no caso das mulheres, mas desce para sétimo no caso dos homens.

Salientando o papel das mães na educação, a diretora-executiva da Women without Borders, sediada em Viena e que trabalha para capacitar as mulheres como agentes de mudança, realça que “muitas vezes as mulheres não têm a confiança nem as competências para educar da melhor forma”.

Perante a atual crise que vivemos, Edit Schlaffer diz que “é preciso um movimento” de economistas e ativistas pelos direitos humanos e pela justiça social, que olhem para os planos de recuperação e resiliência nacionais e europeus, de forma a evitar que seja feito “negócio como de costume”, porque essa abordagem “não é sustentável”.

Assinalando que “estamos a caminhar para uma situação muito frágil”, com consequências desastrosas”, em que “as grandes empresas contratam mão-de-obra barata”, mas as pessoas “não estão tão caladas e pacíficas como costumavam”, protagonizando “muitas disrupções e revoltas”, urge uma reflexão sobre a atual liderança.

“Precisamos de virar a equação do avesso. Vivemos um processo em que os líderes estão no topo, mas as pessoas, todos nós, estamos em baixo, e somos muitos. As pessoas podem assumir o poder e talvez o exerçam, a dado momento”, realça.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Fósseis misteriosos podem ser uma das provas mais antigas de vida animal na Terra

Elizabeth Turner, cientista numa universidade do Canadá, poderá ter encontrado a prova mais antiga de vida animal na Terra. Uma cientista encontrou possíveis sinais de vida animal multicelular em restos de recifes microbianos de há 890 …

E se o mundo entrasse em colapso? Cientistas descobrem qual o país onde há maior probabilidade de sobreviver

Caso a civilização entre em colapso - uma possível consequência das alterações climáticas - os cientistas já descobriram qual o lugar do mundo onde há maior probabilidade de sobreviver: é na Nova Zelândia. Numa pesquisa, dois …

"Dança quem está na roda", responde Marcelo sobre ausência de Bolsonaro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse este sábado que "dança quem está na roda" quando questionado pelos jornalistas sobre a ausência do homólogo brasileiro, Jair Bolsonaro, da cerimónia de reinauguração do Museu …

Todos os anos, esta cidade italiana entrega sal ao Papa em mãos

O Sal de Cervia, também conhecido como "sal do Papa", é-lhe entregue todos os anos em mãos. A tradição sofreu algumas interrupções até ter sido recuperada pelo Bispo Mario Marini, que serviu no Pontificado de …

A colisão secreta entre navios soviéticos e britânicos podia ter tido um desfecho drástico

Colisão aconteceu durante um dos períodos mais quentes da Guerra Fria e foi camuflado pela marinha britânica, que tratou de fazer regressar a sua embarcação à base de Devonport durante a noite para evitar dar …

Esta garrafa de tequila demorou seis anos para ser desenvolvida (e contém ouro)

A Clase Azul Spirits é uma empresa que comercializa tequila e está a preparar uma edição limitada para homenagear o legado artesanal do México - de onde a bebida é originária. A 2 de agosto, a …

Covid-19. Milhares de franceses protestam contra passe sanitário

Milhares de pessoas concentraram-se este sábado em Paris para protestar contra o passe sanitário — certificado de vacinação contra a covid-19 que passa a ser obrigatório para entrar em vários locais —, tendo a polícia …

"Toque de Midas" científico. Químicos transformam água purificada em metal dourado

Esta nova descoberta ajuda a entender o estado de transição da água e pode vir a ser importante no estudo de planetas como Neptuno ou Urano. Numa experiência alucinante, cientistas conseguiram transformar água purificada num metal …

Dispositivo movido a energia solar vai transformar água salgada em potável no Quénia

Transformar água do mar em água potável é um processo muito caro e poluente, mas o Climate Fund Manager e a Solar Water Solutions querem mudar isso. A nova solução revolucionária tem uma pegada de …

EUA impõem sanções contra a Polícia cubana pela “repressão” dos protestos

Os Estados Unidos impuseram novas sanções à Polícia Nacional Revolucionária cubana e a dois altos funcionários da instituição, com o Presidente Joe Biden a admitir mais medidas caso não exista uma mudança “drástica” em Cuba. Questionado …