Ex-geringonça desalinhada. Pandemia acentuou diferenças entre Bloco e PCP

António Cotrim / Lusa

Catarina Martins (BE) e jerónimo de Sousa (PCP)

No pré-pandemia, o Bloco de Esquerda e o PCP já se diferenciavam entre si. Agora, o surto conseguiu acentuar ainda mais as diferenças entre os partidos de esquerda.

De um lado, há um PCP que se focou nos direitos dos trabalhadores e se queixou de sofrer ataques de vários setores, dos grupos económicos à imprensa. Do outro, um Bloco de Esquerda moderado que procura assumir uma posição influente, mostrando maior sintonia com as posições do Governo.

Esta é a avaliação que o Expresso faz na sua edição desta segunda-feira, destacando as polémicas comemorações do 1.º de maio em que os dois partidos da esquerda assumiram posições contrárias.

Ao lado da CGTP, o PCP foi o símbolo da celebração e o alvo das críticas de quem não compreendeu a exceção feita às regras de circulação e ajuntamento de pessoas. Por sua vez, o Bloco optou por comemorar a data nas redes sociais.

Ao matutino, um dirigente bloquista referiu que “o PCP leu mal o momento e encurralou-se; tenta sempre dizer que a CGTP não é a sua correia de transmissão, mas neste caso ficaram os dois sozinhos na fotografia”. João Oliveira, do PCP, rejeita: “O que motiva essas críticas é uma desconsideração dos trabalhadores, não é um problema de fulanização deste partido ou daquele sindicato.”

Mas as diferenças não ficam por aqui. Na hora de votar a instauração do estado de emergência, a ex-geringonça também se fragmentou: enquanto que o PCP se absteve e acabou depois por votar contra, o BE esteve sempre a favor. Se o PCP apontou o dedo ao alarmismo que agiganta o medo, o BE acusou o partido vizinho de “desvalorizar” o problema.

Em tempo de emergência, o Bloco de Esquerda tentaram assumir o poder, enviando diretamente ao Governo as suas propostas para que as medidas fossem adotadas o mais rápido possível. Já os comunistas marcaram a diferença com a crítica ao estado de calamidade – que, para Jerónimo de Sousa, serve para “meter medo” – e os avisos sobre o perigo do regresso das políticas de “empobrecimento” da troika.

Em termos de comunicação, o fosso entre os dois partidos também é bem visível. O Bloco apressou-se a criar uma mensagem de vídeo diária, com Catarina Martins a apresentar as medidas do partido. Já o PCP optou por não alterar a sua comunicação, expressando as suas posições através de comunicados.

António Costa diz querer contar com ambos. No futuro, fica a dúvida se Bloco de Esquerda e PCP conseguirão mostrar sintonia.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. A ruidosa indignação, causada pela atitude do PCP e logo seguida pelos títeres das opiniões publicadas, nem sequer conseguiu distinguir emergência sanitária de emergência totalitária.
    A preocupação dos indignados não é sobre os muitos milhares de trabalhadores em lay-off,
    os desempregados pelo oportunismo de entidades patronais sem vergonha, os precários no
    desemprego, a preocupação dirige-se para quem os defende dos ditames da União Europeia
    agora agravados com a pandemia, dos ataques aos magros salários, dos atropelos aos direitos laborais. A preocupação deles aponta para a CGTP que cumprindo os condicionalismos à risca, exerceu o seu direito de luta em defesa de quem trabalha de que o 1º de Maio é símbolo. Os indignados ainda não compreenderam o sentido da História.

  2. A análise fica com o(s) autor(es) desta peça.
    Agora, parafraseando o «boneco» Diácono Remédios, mentir é que não havia nechechidade.
    Desde o dia 13 de Março o PCP transmitiu mais de 40 vídeos e 7 (sete) audições públicas online de cerca de 90 minutos cada, com a participação de vários intervenientes, sobre temas específicos como a produção e soberania alimentar; a situação crítica das MPMEs; assegurar a protecção social – defender e fortalecer a Segurança Social hoje e no futuro; as repostas inadiáveis no sector da Cultura, face ao surto epidémico; no combate à epidemia, nem um direito a menos; no combate ao vírus, defender os direitos das crianças e dos pais.
    Por ocasião do 25 de Abril, do 1º de Maio, do 70.º aniversário do julgamento de Álvaro Cunhal, do 75.º Aniversário da Vitória sobre o Nazi-Fascismo promoveu sessões públicas online e a apresentação de vários filmes e vídeos sobre estes 4 temas durante várias horas.
    Está tudo online aqui http://www.pcp.pt/posicoes-politicas.
    Como é possível, estas circunstâncias, um site de informação escrever «Já o PCP optou por não alterar a sua comunicação, expressando as suas posições através de comunicados.»???

  3. Em relação ao meu comentário anterior, que ainda não visualizo, creio que o parágrafo final está pouco claro. A fonte da notícia é aa Lusa. Mas um site informativo deve, por princípio, verificar a correcção das suas fontes.

  4. Só ainda não acredito como um País como o nosso ainda têm partidos comunistas, já não faz sentido todos sabemos que não o queremos, como ntal só podem existir por interesses.

RESPONDER

Faca feita de fezes entre os vencedores deste ano dos prémios Ig Nobel

Uma faca feita com fezes congeladas e um jacaré a arrotar são alguns dos vencedores dos prémis Ig Nobel, que distinguem as invenções mais incomuns. Os prémios Ig Nobel – uma paródia dos prémios atribuídos pelas …

O hemisfério norte teve o verão mais quente de que há registo (e isso é um sinal de alerta para a Terra)

O hemisfério teve em 2020 o verão mais quente de que há registo. No geral, o Planeta Terra teve três dos meses mais quentes, e o mês de agosto foi o segundo mais quente que …

Há uma nova explicação para o naufrágio do Titanic: Uma fantástica Aurora Boreal

Todos conhecemos a história do Titanic. Também todos sabemos que o seu naufrágio aconteceu após o grande navio ter embatido num iceberg. Contudo, um investigador americano põe novas hipóteses em cima da mesa. E se …

Famalicão 1-5 Benfica | "Águia" faminta com nota artística

Após a desilusão de Salónica, que ditou um adeus precoce dos milhões da fase de grupos da Liga dos Campeões, o Benfica goleou na noite desta sexta-feira o Famalicão por 5-1, numa espécie de redenção. Neste …

O anonimato de Banksy teve um custo. Perdeu os direitos sobre uma das suas obras mais icónicas

O famoso artista de rua britânico Banksy perdeu uma longa batalha judicial pelos direitos autorais da obra "The Flower Thrower", contra a Full Colour Black, empresa que produz postais de felicitações. Banksy, o misterioso artista que, …

Reino Unido e Espanha aumentam restrições. Itália e Alemanha com quase dois mil casos

Madrid restringe movimentos de 850 mil pessoas, Itália regista um aumento dos casos de infeção nas últimas 24 horas, britânicos enfrentam novas restrições no país e Alemanha com dois mil novos casos de covid-19. A região …

Trump novamente acusado de assédio sexual. "Enfiou a língua na minha garganta", disse Amy Doris

O Presidente dos EUA, Donald Trump, foi acusado esta quinta-feira de agressão sexual por uma ex-modelo, num episódio que alegadamente terá ocorrido num torneio de ténis, em 1997. A ex-modelo Amy Dorris relatou ao jornal britânico …

Ventura pondera suspender mandato para se dedicar à campanha presidencial

O presidente do Chega afirmou hoje que o seu partido "está a analisar" no plano jurídico a questão da suspensão temporária do seu mandato de deputado para se dedicar às campanhas dos Açores e presidenciais. Em …

Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recupera, avisa neurologista

Um neurologista ouvido num documentário da RMC Sport diz que o ex-piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher está em estado vegetativo e dificilmente recuperará. Já passaram quase sete anos desde que Michael Schumacher sofreu um acidente …

Processos com acórdãos a meias entre Rangel e Galante estão em risco

Durante dez anos, centenas de acórdãos do Tribunal da Relação de Lisboa foram feitos a meias entre Rui Rangel e Fátima Galante. Agora, esses processos estão em risco. A Procuradoria-Geral da República anunciou esta sexta-feira a …