Grupo de 156 países em iniciativa para acesso justo à vacina para covid-19. EUA ficam de fora

Jean-Christophe Bott / EPA

Diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

Um total de 156 países – representando cerca de 64 por cento da população mundial – comprometeram-se a reunir recursos para ajudar a desenvolver, comprar e distribuir equitativamente dois mil milhões de doses de uma vacina para a covid-19 até o final de 2021.

“Esta não é apenas a coisa certa a fazer, é a coisa inteligente a fazer”, disse o diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Ghebreyesus, um dos responsáveis pela Coalition for Epidemic Preparedness Innovations (CEPI) e pela Vaccine Alliance (Gavi).

Até agora, 64 países desenvolvidos aderiram à iniciativa conjunta, bem como 92 de baixa e média receita, elegíveis para receber apoio na aquisição de vacinas. O CEO da Gavi, Seth Berkley, disse na segunda-feira, durante uma conferência de imprensa da OMS, que espera a cooperação de outros 38 países nos próximos dias.

Alguns dos países de alta receita já a bordo são a Austrália, o Canadá, o Japão, a Suécia, o Reino Unido e os 27 estados membros da União Europeia (UE). A lista de 92 países de baixa e média receita inclui a República Democrática do Congo, o Gana, a Índia, a Mongólia, a Ucrânia e o Vietname.

O grupo reunirá recursos para apoiar o desenvolvimento de pelo menos nove vacinas, já iniciadas, e, após aprovadas, comprará as doses para as distribuir de maneira justa. “Não é caridade, é do interesse de todos os países”, afirmou Tedros Ghebreyesus na conferência. “Afundamos ou nadamos juntos”, sublinhou.

Este esforço global exigirá pelo menos 35 mil milhões de dólares (cerca de 30 mil milhões de euros). Até agora, foram arrecadados cerca de três mil milhões. Tedros Ghebreyesus pediu na segunda-feira uma injeção imediata de 15 mil milhões para manter a iniciativa.

Um dos países ausentes da lista é os Estados Unidos (EUA). A administração Trump disse no início deste mês que não se juntaria ao programa – designado COVID-19 Vaccines Global Access (COVAX) Facility – devido ao envolvimento da OMS. O Presidente norte-americano, Donald Trump, declarou no final de maio que pretendia retirar o país da OMS.

Também ausentes da lista estão a Rússia e a China, que já emitiram autorizações para vacinas experimentais e começaram a distribuí-las antes da conclusão dos ensaios clínicos.

Alguns países de alta receita – incluindo os EUA – têm negociado acordos individuais para garantir milhões de doses se uma vacina for bem-sucedida nos testes. Esses acordos, que Tedros Ghebreyesus classifica como “nacionalismo de vacinas”, podem reduzir os suprimentos para distribuição global.

Por outro lado, se os acordos não resultarem numa vacina segura, os países que só têm acordos bilaterais podem ter dificuldades em obter acesso a uma vacina bem-sucedida. A OMS sugeriu que os países façam os seus próprios acordos, ao mesmo tempo que adiram à iniciativa global.

Os países que participam da COVAX, por seu lado, terão a garantia de receber uma parte das doses de uma vacina de sucesso. Num relatório divulgado recentemente, a OMS indicou que o grupo distribuirá vacinas em duas fases.

Na primeira fase serão fornecidas a cada país um abastecimento para 20% da sua população, começando pelos grupos de alto risco, como profissionais de saúde, idosos e pessoas com problemas de saúde.

Como os suprimentos serão limitados no início da distribuição da vacina, a fase um tem um estágio inicial que visará apenas 3% da população de cada país, continuando a ser administrada até que cada país atinja os 20%.

A segunda fase começa quando forem distribuídas doses para vacinar a população além dos 20%. No entanto, nesta fase, a alocação para cada país pode ser ponderada tendo em consideração a transmissão local e outras vulnerabilidades.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

FC Porto empata com a Roma em jogo manchado por conflito entre jogadores

O FC Porto empatou hoje 1-1 com os italianos da Roma, treinados pelo português José Mourinho, em jogo de preparação para a próxima temporada, disputado no Estádio Municipal da Bela Vista, em Lagoa. A equipa italiana, …

Benfica abre investigação para averiguar eventuais conflitos de interesses de Vieira

O SL Benfica vai abrir uma investigação interna para averiguar eventuais conflitos de interesses durante a presidência de Luís Filipe Vieira. O clube diz que não pode afirmar nem excluir a "eventual existência no passado de …

Estados Unidos e Rússia em diálogo discreto em Genebra para estabilizar relações

Delegações dos Estados Unidos e da Rússia continuaram esta quarta-feira, em Genebra, o diálogo iniciado na mesma cidade pelos respetivos presidentes, Joe Biden e Vladimir Putin, em junho, para discutir a estabilidade estratégica entre as …

Primeira medalha para Portugal nos Jogos Olímpicos

Jorge Fonseca conseguiu a medalha de bronze no judo. Cãibras condicionaram o acesso do português à final. "Quero ser o maior desportista nacional de todos os tempos", comentou. Portugal entrou para a lista de países com …

Marcelo pressiona Governo a virar a página, deixa recado à oposição e passa batata quente a Costa

Marcelo Rebelo de Sousa foi o convidado especial do programa Circulatura do Quadrado. Sem vestir a pele de comentador, o Presidente da República pediu ao Governo um "novo discurso" de transição para o pós-pandemia, uma …

Com as eleições à porta, escolha de listas de candidatos autárquicos cria nova guerra no PS-Braga

O PS-Braga, que já tinha estado em clima de tensão depois da escolha do candidato autárquico Hugo Pires, abre agora uma nova guerra: as listas de candidatos autárquicos não foram votadas. Segundo o Observador, a queixa …

"Príncipes da Torre". Um dos crimes mais misteriosos de sempre pode ter sido resolvido

Novas evidências sugerem que Ricardo III pode mesmo ter ordenado o assassinato de dois príncipes em Inglaterra. É talvez uma das maiores histórias de mistério de assassinato da história britânica — um jovem rei e o …

Vem aí o draft da NBA e Neemias Queta pode fazer história por Portugal

Neemias Queta pode fazer história ao tornar-se o primeiro português a jogar na NBA, a principal liga de basquetebol dos Estados Unidos e do mundo. Nesta madrugada de quinta-feira, dia 29, para sexta-feira, dia 30, a …

Acordo de Concertação prevê licenças e apoios fiscais à formação

Já se conhecem algumas das medidas previstas no Acordo de Formação Profissional e Qualificações, assinado ontem pelo governo, confederações patronais e UGT. O governo, as confederações patronais e a UGT assinaram, esta quarta-feira, o Acordo de …

Relatório do Novo Banco estilhaça PSD. Pinto Luz sai em defesa de Passos Coelho e critica Rui Rio

Esta quarta-feira, Miguel Pinto Luz, vice-presidente da Câmara Municipal de Cascais, deixou duras críticas ao atual líder do PSD depois de o partido ter aprovado o relatório que acusa o Governo de Pedro Passos Coelho …