Pais em teletrabalho que peçam apoio indevidamente arriscam multa até 12.500 euros

O Governo alterou os apoios às famílias, permitindo que pais com filhos na escola até ao final do 1.º ciclo e as famílias monoparentais vão poder trocar o teletrabalho pelo apoio. Porém, quem pedir indevidamente o apoio à Segurança Social, arrisca uma multa até 12.500 euros.

No entanto, este apoio não estava disponível para os pais que estejam em teletrabalho. Perante a ameaça de uma maioria negativa no Parlamento, para aumentar a abrangência da medida, o Governo decidiu antecipar-se e avançou com flexibilização de algumas regras.

Os pais com filhos até ao 4.º ano vão poder trocar o teletrabalho por um apoio criado por causa do encerramento de escolas, mesmo que as suas funções sejam compatíveis com teletrabalho.

Para isso, tem de cumprir um de três requisitos: ter um filho que frequente até ao final do primeiro ciclo do ensino básico, incluindo creche e pré-escolar; um dependente com deficiência e incapacidade igual ou superior a 60%, independentemente da idade; ou se a família for monoparental.

Além disso, no caso das famílias monoparentais e nos casos em que haja partilha do apoio entre os dois progenitores, o apoio passará a ser de 100%.

O jornal ECO alerta esta segunda-feira, contudo, que quem pedir indevidamente o apoio à Segurança Social arrisca uma coima até 12.500 euros.

Segundo o advogado Pedro da Quitéria Faria, o pedido constitui uma contraordenação muito grave, punível com uma coima de 1.250 euros a 6.250 euros, no caso de ter sido praticada por negligência, e de 2.500 euros a 12.500 euros, no caso de ter sido praticada com dolo.

Já a advogada Marta Oliveira, afirmou que, “tendo em consideração que prestar ‘falsas declarações’, com vista à obtenção do subsídio excecional à família, constitui uma contraordenação muito grave, conforme decorre do artigo 22º do Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social (Lei n.º 110/2009), consideramos que se aplica o artigo 233º nº 3 do Código dos Regimes Contributivos do Sistema Previdencial de Segurança Social, que prevê que as contraordenações muito graves são puníveis com coima de 1.250 euros a 6.250 euros, se praticadas por negligência, e de 2.500 euros a 12.500 euros, se praticadas com dolo”.

 

Segundo a Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, quem está em teletrabalho e pretenda optar pelo apoio à família, terá de informar com três dias de antecedência a empresa dessa decisão e que os trabalhadores independentes, que também podem aceder ao apoio, terão o “mesmo tratamento”.

 

 

Até ao momento, a Segurança Social recebeu 68 mil pedidos do apoio à família, enquanto em 2020 o apoio chegou a 201 mil famílias, com um impacto de 83 milhões de euros.

Maria Campos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Imunidade de grupo poderá ser atrasada. Jovens com mais de 18 anos vacinados a partir de 4 de julho

Henrique Gouveia e Melo, coordenador da task-force para o Plano de Vacinação contra a covid-19, admitiu um atraso de até 15 dias na meta de 70% de população vacinada com a primeira dose, devido ao …

Supremo espanhol ordena libertação imediata dos nove políticos catalães

O Supremo Tribunal espanhol ordenou, esta quarta-feira, a libertação imediata dos nove líderes independentistas catalães condenados pela tentativa separatista de 2017, depois de o Governo ter concedido um indulto por "razões de utilidade pública". Segundo a …

Corona quer sair do FC Porto e tem uma escolha de eleição

Em final de contrato com o FC Porto, Jesús Corona olha para a porta de saída e vê no Sevilha a escolha de eleição para seguir a sua carreira. Jesús Corona termina contrato com o FC …

Índia alerta para variante Delta Plus, já presente em Portugal. É a chamada "mutação nepalesa"

A Índia alertou, esta terça-feira, para uma mutação da variante Delta, chamada Delta Plus, que já terá sido detetada em nove países, incluindo Portugal. O Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge confirma que se …

PS acusa Rui Rio de "incoerência" por criticar Governo após palavras de Merkel

Sobre as críticas de Angela Merkel subscritas por Rui Rio, Ana Catarina Mendes lembra que, "em maio, o PSD criticava o Governo por não ter ainda anunciado a abertura aos voos do Reino Unido". A líder …

Arqueólogos investigam mistério de túmulos reabertos há 1400 anos

Um novo estudo mostra que pessoas que viviam na Europa há cerca de 1400 anos tinham o hábito de reabrir túmulos e retirar de lá certos objetos, algo que os arqueólogos ainda estão a tentar …

O dilema de Costa nas negociações: de um lado a esquerda que quer "destroikar", do outro Centeno que deixa avisos

António Costa vai dar início às negociações sobre o Orçamento do Estado em julho, mas está numa encruzilhada: se, de um lado, tem a esquerda a pressioná-lo com o dossiê do Código do Trabalho; do …

"Dever de neutralidade". Portugal não assinou carta contra a Hungria pelos direitos LGBTI

O Governo de António Costa está a ser duramente criticado por ter recusado subscrever uma carta assinada por 13 Estados-membros da União Europeia (UE) contra a Hungria, na defesa dos direitos LGBTI neste país. O …

Jogos de futebol emocionantes podem (literalmente) parar o coração

Um equipa de investigadores descobriu que um jogo de futebol emocionante, que deixa as pessoas stressadas ou zangadas, pode provocar um ataque cardíaco. Em 2014, a Alemanha venceu a Argentina na final do Campeonato Mundial de …

PSD aprovou lei que mantém libertação de presos

Num texto conjunto com o PS, no ano passado, o PSD propôs que a vigência do regime de perdão de penas no âmbito da covid-19 terminasse "na data a fixar em lei própria". O líder do …