Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Alejandro Ernesto / EPA

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus.

O país mais pobre das Américas, o Haiti, é elegível para receber vacinas gratuitas da iniciativa COVAX, um programa apoiado pela Organização Mundial da Saúde para fornecer vacinas para os países mais pobres.

Contudo, o governo demorou demasiado tempo a cumprir algumas das etapas legais e burocráticas que a COVAX exige, segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), colocando assim em dúvida em que altura o país irá receber a primeira remessa das 756 mil doses da vacina AstraZeneca, que eram esperadas até ao final de maio.

Ainda assim, a COVAX planeia entregar doses suficientes para vacinar 20% dos 11,3 milhões de haitianos até o final deste ano, referiu Tristan Rousset, porta-voz da OPAS em Porto Príncipe.

O Haiti é um dos 10 países da América Latina que vai receber as vacinas COVAX gratuitamente, mas neste momento está um passo atrás, uma vez que os outros nove já receberam as doses iniciais, de acordo com a OPAS.

Segundo a VICE, para receber as vacinas, os países devem apresentar planos detalhados de vacinação para mostrar que são capazes de as começar a distribuir de forma eficaz, porém a conjuntura política e social do Haiti não tem facilitado este processo.

A pandemia de covid-19 está a atingir o país, ao mesmo tempo em que vão acontecendo vários protestos contra o presidente Jovenel Moïse.

Depois de novas manifestações ao longo da semana, o primeiro-ministro Joseph Jouthe renunciou, sem dar justificações, após apenas um ano em funções. Jouthe é o quinto primeiro-ministro a renunciar durante a administração de Moïse.

Perante a agitação política, as eleições prometidas podem atrasar a implementação de um plano de vacinação ainda em 2021. Além disso, há ainda o problema do Haiti ser particularmente vulnerável à temporada de furacões, que começa no dia 1 de junho, e que também pode prejudicar a distribuição da vacina.

Quase 80% da população do país vive com menos de 5,50 dólares por dia, de acordo com o Banco Mundial. A representante das Nações Unidas no Haiti, Helen Meagher La Lime, alertou em fevereiro que cerca de 4,4 milhões de pessoas irão precisar de ajuda humanitária ainda este ano, à medida que a insegurança alimentar aumenta.

Relativamente à pandemia, o Haiti registou cerca de 12.855 casos de covid-19 e apenas 251 mortes, de acordo com dados do Centro de Pesquisa Coronavírus da Universidade Johns Hopkins. No entanto, é de frisar que, com o fraco sistema de saúde do país, é difícil avaliar até que ponto estes números correspondem à realidade.

Grande parte da população também se carateriza por ser cética em relação à doença, e rejeitam que o novo coronavírus seja tão perigoso quanto as autoridades afirmam ser, informou a AP.

Após um ano de pandemia, o governo está a fazer muito pouco para interromper as atividades que poderiam acalmar a transmissão do vírus.

Um exemplo disso é o facto de, em fevereiro, o Haiti ter dado início a uma celebração de carnaval com a duração de três dias na cidade costeira de Port-de-Paix.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Burocracia e pobreza juntos, a composição apropriada para que nada corra bem, quanto mais dificuldades alguém ou país tem, mais lhe caem encima para lhe dificultar a vida!

RESPONDER

Ministério Público, viúva de Ihor e inspetores vão recorrer da sentença

Tanto o Ministério Público, como a viúva de Ihor Homeniuk e os inspetores do SEF, vão recorrer da decisão no caso da morte do ucraniano no aeroporto. Procuradora considera que penas foram demasiado leves. A decisão …

Entre a espada e a parede. Ministro do Ambiente de “olhos fechados“ em relação à agricultura intensiva

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, continua a fugir a perguntas sobre a expansão da área de estufas no Parque Natural do Sudoeste Alentejano, quando questionado em audição na comissão parlamentar de Ambiente sobre …

Uma questão de minutos. Os antigos romanos quase foram salvos da erupção do Vesúvio

Centenas de romanos antigos que fugiram da erupção do Vesúvio em 79 estavam a poucos minutos de serem resgatados num barco enviado pelo historiador Plínio, o Velho, quando morreram. Os esqueletos de 300 habitantes da cidade …

Regime de prevenção da corrupção isenta políticos e órgãos de soberania. Delação premiada gera críticas no PS

Os gabinetes dos principais órgãos políticos e de todos os órgãos de soberania, assim como o Banco de Portugal, vão ser excluídos do novo regime geral de prevenção da corrupção. De acordo com o jornal Público, …

”Pouco realista”. Banco de Portugal arrasa plano do Novo Banco para a dívida de Vieira

O Banco de Portugal considera que a reestruturação da dívida de Luís Filipe Vieira no Novo Banco é “pouco realista” e tem “pouca aderência à realidade”. A reestruturação da dívida do grupo de Luís Filipe Vieira …

Um treinador sem medo de errar e um plantel que pouco o fez. As razões para o título do Sporting

O Sporting sagrou-se, esta terça-feira, campeão nacional. Há várias figuras responsáveis pelo título dos 'leões', desde Rúben Amorim ao talentoso plantel. Apito final do Sporting CP-Boavista e os 'leões' voltam a conquistar o campeonato, 19 anos …

Identificada nova espécie de gato dente-de-sabre, uma das maiores de sempre

Usando técnicas detalhadas de comparação de fósseis, cientistas foram capazes de identificar uma nova espécie gigante de gato dente-de-sabre, que teria andado pela América do Norte entre há cinco e nove milhões de anos. De acordo …

Doentes mais graves vão começar a ser vacinados nos hospitais

Os doentes mais graves, sem limite de idade, que são seguidos em consultas hospitalares, vão começar a ser vacinados nos próprios hospitais. O processo de vacinação contra a covid-19 em Portugal está finalmente a acelerar, sendo …

Com um surto grave e hospitais em colapso, a Índia tem um novo problema: um fungo raro e mortal

Um raro fungo que invade o cérebro está a ser cada vez mais visto em pacientes vulneráveis na Índia, incluindo aqueles com covid-19. Este domingo, o ministério da saúde indiano divulgou um comunicado sobre como tratar …

Matos Fernandes reconhece que venda de barragens “é incomum” (e anuncia 30 milhões para casas eficientes)

O ministro do Ambiente e Ação Climática reconheceu que a transmissão de concessões de barragens no Douro “não é comum”, mas considerou que não prejudicarão os territórios que abrangem. Falando numa audição na Comissão Parlamentar de …