/

Pais deixaram aluno com covid-19 na escola. Denúncia já chegou à PSP

9

Paulo Novais / Lusa

Um aluno de uma escola de Leiria que está infectado com o coronavírus foi à apresentação do ano lectivo, nesta quarta-feira, quando já havia suspeitas de que teria covid-19, uma vez que o pai também deu positivo para a infecção.

O caso é reportado pelo Jornal de Leiria que avança que o aluno não cumpriu a quarentena que é recomendada pela Direcção Geral de Saúde quando há contactos directos com pessoas que estão infectadas com covid-19.

No caso do estudante da Escola Secundária Afonso Lopes Vieira, em Leiria, o pai já tinha um diagnóstico positivo de covid-19 e a mãe estava em isolamento profilático, enquanto o jovem aguardava o resultado do teste.

Apesar disso, o aluno foi à escola, marcando presença na apresentação do ano lectivo numa sala com mais 17 alunos, com a presença do director de turma e por onde passaram, ainda, outros funcionários, bem como a directora do estabelecimento.

O aluno terá depois ido almoçar com dois colegas da escola e com um aluno de outro estabelecimento da cidade de Leiria, conforme relata o Jornal de Leiria.

Já depois disso, confirmou-se que o estudante está infectado com covid-19.

A directora da Escola Secundária Afonso Lopes Vieira, Celeste Frazão, conta ao Jornal de Leiria que levou com um “balde de água fria” quando, no final do dia de quarta-feira, a autoridade de saúde de Leiria a informou de que havia um aluno do estabelecimento com um teste positivo.

“Já denunciei a situação à polícia. É uma grande irresponsabilidade da parte dos pais. Esforçámo-nos para criar as melhores condições de segurança sanitária aos alunos e não pode haver atitudes destas que põem em risco toda a comunidade”, analisa Celeste Frazão na mesma publicação.

A directora aponta ainda que a escola já começou a contactar os alunos da turma, bem como o professor responsável pela mesma, que já não foram às aulas na quinta-feira.

“Como tinham uma distância de mais de um metro e meio e estavam de máscara“, nesta sexta-feira já deverão regressar à escola, explica ainda Celeste Frazão.

O médico de saúde pública de Leiria, Rui Passadouro, explica ao jornal local que estão, agora, “a averiguar os contactos de risco que [o aluno] teve, pois alguns terão de ficar de quarentena”.

“Se estiverem em contacto com um caso positivo há um período de 14 dias em que podem ficar infectados. Não ficando em isolamento colocam em risco uma escola ou um local de trabalho”, alerta ainda Rui Passadouro.

Entretanto, os bombeiros já foram chamados à escola para desinfectar a sala onde o aluno infectado esteve.

  ZAP //

9 Comments

  1. Vergonhoso a irresponsabilidade dos pais!
    Isto é um ato criminoso que deve ser sem qualquer duvida condenado com pelo menos uma grande multa monetária para doer a sério a esses irresponsáveis!

  2. A ver se publicam aqui o que aconteceu a família. O mais provável é irem de férias para qualquer lado. Como estão os 3 em confinamento…

  3. São os ditos pais que temos atualmente no país e no mundo = irresponsáveis – Não sabem ser pais. Acham que escola é que deve dar a educação. Escola é um complemento da educação, mas principalmente é para instruir areas que os pais não se dignam ou não querem ter conhecimento.
    A lei diz que todo o cidadão tem a obrigação e responsabilidade de tomar conhecimento das suas obrigações e deveres perante a sociedade. Não é só ter conhecimento dos benefícios.
    Estes pais se não forem responsabilizados vai ser : Salve-se quem poder ou o Rei vai Nu

  4. Simplesmente um GIGANTESCO tiro nos pés… Mas ao menos não há hipótese de afirmarem que o “menino” apanhou isto na escola… Depois admiram-se que não haja diminuição de casos, bem pelo contrário. Somos (na maioria dos casos) ignirantes e desobedientes… Nada a fazer, se temos de contar com o bom-senso das pessoas, estamos mal!

  5. Alguém sabe se a criança ou os pais estavam doentes?
    Ou estão daquela pandemia de casos que agora está na moda, sem doentes.

  6. Irresponsabilidade total. É por causa de faltas de civismo como esta que a contaminação poderá alastrar rapidamente. Mas a falta de civismo não se vê só aqui. Quantos jovens andam juntos sem máscara com a conivência dos pais?

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.