Pai Natal dos CTT recebe pedidos de brinquedos, irmãos e… empregos para os pais

kizzzbeth / Flickr

O Pai Natal dos CTT já recebeu este ano mais de 80 mil cartas de crianças, que pedem sobretudo tablets e os brinquedos da moda, mas também um irmão, a paz no mundo ou um emprego para a mãe.

As cartas dirigidas ao Pai Natal são as únicas que não precisam de selo, nem de um envelope convencional para seguir nos Correios e devem chegar este ano às 170 mil, de acordo com estimativas dos CTT.

Desde que dirigidas ao Pai Natal, as cartas das crianças portuguesas vão sempre parar ao Centro de Distribuição de Correspondência de Cabo Ruivo, em Lisboa, onde uma equipa de 15 “ajudantes” do Pai Natal dos CTT separa os pedidos e responde a todos os que colocam a morada remetente, enviando também uma surpresa.

No ano passado foram 180 mil as cartas recebidas pelo Pai Natal dos CTT, algumas das quais chegaram só no princípio de fevereiro.

“São cartas enviadas de todo o país, mas também recebemos muitas cartas da Europa, especialmente de França e do Luxemburgo, neste caso de filhos de emigrantes, e de países de expressão portuguesa, sobretudo de Timor, que são claramente cartas de não-portugueses”, disse Miguel Noronha Macedo, da área de Eventos e Relações Públicas dos CTT.

A Lusa ajudou os colaboradores do Pai Natal a abrir cartas, que por vezes são apenas um desenho ou uma colagem, e descobriu que as crianças este ano pedem sobretudo tablets e brinquedos, princesas, complementos da Violeta, livros, carros, bicicletas, bolas, jogos e consolas.

Mas há também quem peça um irmão, um cão, a paz no mundo, brinquedos e comida para todos, ou ainda quem junte à lista o pedido de um amigo para não brincar sozinho ou entregue ao Pai Natal as chuchas de que já não precisa e que acabam penduradas na árvore de Natal do centro dos CTT.

Menos frequentemente, há crianças que substituem o “eu quero” pelo “eu preciso”, como o caso do Paulo, que disse ao Pai Natal que precisa de um conjunto de lápis de cor e de aguarelas, ou da Mafalda, que necessita de um fato de treino, de umas botas e de uns ténis número 34.

Já a Bruna pediu ao Pai Natal um emprego para a mãe, porque sabe que ela não lhe poderá comprar a desejada Princesa Sofia.

De acordo com Miguel Noronha Macedo, pedidos como estes “mexem muito com os funcionários”, que acabam por fazer coletas para satisfazer alguns.

“No ano passado, por exemplo, houve um pedido de uma cadeira de rodas, que também se ofereceu. A taxa de apadrinhamento dos funcionários dos CTT a estes pedidos é muito grande”, disse.

No entanto, para crianças necessitadas, os CTT desenvolvem ainda outro projeto, o Pai Natal Solidário.

Neste caso, crianças carenciadas são convidadas, através de 60 a 70 instituições de solidariedade, a escrever o que desejam ao Pai Natal, muitas vezes o único presente que vão receber.

Para se ser um pai natal para estas crianças, basta apadrinhar um ou mais dos pedidos ainda disponíveis online ou nas estações dos Correios e entregar o presente numa estação para que os CTT o leve gratuitamente até ao destinatário.

Até hoje, 69% dos pedidos já foram apadrinhados, apesar de “o grande boom dos apadrinhamentos se verificar nas próximas duas semanas”.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Já é possível ouvir a Via Láctea. NASA transforma dados de corpos celestes em música

A NASA converteu dados de astronomia em sons, permitindo ouvir composições musicais derivadas da própria estrutura do Universo. Especialistas da NASA transformaram dados da Via Láctea em sons graças a um processo conhecido como sonificação. …

Federer acusado de manobrar a tabela ATP

Contas da associação de tenistas foram alteradas por causa do coronavírus. Roger Federer está no quinto lugar mas só disputou um torneio ao longo de 2020. Em ano anormal, contas anormais: a tabela oficial da Associação …

Astrónomo do Instituto SETI garante que vamos encontrar extraterrestres até 2036

Seth Shostak, astrónomo e astrofísico do Instituto SETI (Search for Extraterrestrial Intelligence) está convencido de que os humanos vão encontrar uma civilização extraterrestre inteligente até 2036. “O SETI duplica a velocidade aproximadamente a cada dois anos …

Mais leve e elegante. Assim é a nova e-bike que vai chegar às ruas da Europa

A startup Urban Cycles Oy, com sede em Helsínquia, demarcou uma espécie de lacuna no mercado europeu de bicicletas elétricas e por isso quis preenchê-la. O objetivo era produzir uma bicicleta elegante e mais leve. Um …

Incêndio reduz a maior ilha de areia do mundo a metade. É Património da Humanidade

Quase metade de Fraser, a maior ilha de areia do mundo, que se situa no nordeste da Austrália e foi classificada como Património da Humanidade pela UNESCO, foi destruída por um incêndio florestal. O incêndio queimou …

"Toca de bruxaria" permaneceu até agora numa casa do século XVI. Encontrados crânios de cavalo e veneno

Uma casa cheia de objetos ocultos foi recentemente alvo de grande interesse. O espaço estava localizado dentro de numa casa do século XVI no País de Gales, e encontrava-se repleto de objetos ocultos, incluindo crânios …

Em 1843, o primeiro cartão de Natal foi considerado "escandaloso" (agora vai ser leiloado pela Christie)

Um exemplar do primeiro cartão de Natal impresso comercialmente, em 1843, que retratava uma cena da era vitoriana que escandalizou a população, vai ser posto à venda esta sexta-feira e é considerado um item raríssimo. Este …

Marcelo quer alívio de restrições no Natal sem pôr em xeque janeiro

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou esta sexta-feira esperar que a "possível exceção" no Natal ao quadro de restrições para conter a covid-19 "seja bem entendida e bem vivida" e não provoque …

Bill Gates diz que o mundo estará de volta à normalidade já na primavera de 2021

Bill Gates, que desde 2015 tinha vindo a lançar alguns alertas sobre uma possível pandemia, deixou agora uma mensagem de esperança ao dizer que acredita que os EUA irão voltar ao normal na primavera de …

Mais um passo na hegemonia. China constrói aldeia nos Himalaias, em zona também disputada pela Índia e pelo Butão

Novas imagens de satélite mostram que a China construiu uma aldeia nos Himalaias, ao longo de uma fronteira que também é disputada pela Índia e pelo Butão, e que foi palco de um impasse agressivo …