“Vamos todos pagar” a factura do Novo Banco

José Sena Goulão / Wikimedia

O ex-ministro das Finanças e da Economia, Teixeira dos Santos

O ex-ministro das Finanças e da Economia, Teixeira dos Santos

O processo de venda do Novo Banco ao fundo norte-americano Lone Star acarreta “risco” para o Estado e “mais tarde ou mais cedo, os portugueses vão pagar a fatura”, alerta o ex-ministro das Finanças Teixeira dos Santos que é contra a nacionalização da instituição.

Em entrevista ao Diário de Notícias e à Rádio TSF, a ser divulgada na íntegra no próximo domingo, Fernando Teixeira dos Santos diz não ter dúvidas de que todas as perdas que resultem da operação “serão pagas pelos portugueses”.

Vamos todos pagar isto. Este é um encargo que vai ser repercutido nos cidadãos”, sublinha o ex-ministro das Finanças e atual presidente do banco BIC.

O processo de venda do Novo Banco ao fundo de investimento norte-americano Lone Star está na fase final e a assinatura será feita esta semana, confirmou na quarta-feira o ministro das Finanças, Mário Centeno, em Londres.

Apesar de, enquanto ministro das Finanças ter decidido, em 2008, nacionalizar o BPN, Teixeira dos Santos considera que essa opção é errada para o Novo Banco.

“É certo que tudo o que forem perdas imputadas ao processo [de venda do Novo Banco] vão estar no Fundo de Resolução. E esse é um encargo que os bancos vão ter que suportar nos próximos 30 anos e que vão ser repercutidos nos cidadãos“, afirma.

De acordo com o presidente do BIC, “na altura em que o BPN foi nacionalizado, não havia instrumentos jurídicos de intervenção que estavam disponíveis quando foi a resolução do BES”. “A nacionalização era o possível à luz do quadro legal existente”, frisa.

Nesta entrevista, Teixeira dos Santos diz que é “a favor da venda do Novo Banco”, mas alerta para os perigos, salientando que, na prática, o “Estado está a dar uma garantia ainda que com outro nome”.

“Quando a venda à Lone Star foi anunciada dizia-se que o fundo queria uma garantia do Estado para acautelar algumas contingências que pudessem vir a afetar o valor do Novo Banco. A solução em que o Estado mantém 25% da participação no banco e é um parceiro mudo, sem qualquer interferência na gestão nem sequer com direito de voto, é uma forma de partilhar um risco da operação, ou seja, é uma forma de garantir que o Estado vai suportar, por essa via, aquilo que possam vir a ser vicissitudes no futuro do Novo Banco”, sublinha.

Segundo Teixeira dos Santos, “não faz sentido o Estado não ter direito de voto”.

Para o ex-ministro, também a nacionalização do Novo Banco “não faz sentido”, até porque os desafios que o banco tem pela frente são grandes.

“Fala-se em fecho de balcões, redução de pessoal e não me parece que, se o banco ficar na posse do Estado, pudesse levar a cabo um plano de reestruturação e de ganho de eficiência que seria necessário”, diz.

O Novo Banco é o banco de transição que ficou com os ativos menos problemáticos do Banco Espírito Santo (BES), alvo de uma intervenção das autoridades em 03 de agosto de 2014, e que está em processo de venda.

Desde fevereiro que o Governo está a negociar a venda do Novo Banco em exclusivo com o fundo norte-americano Lone Star. Por acordo com a Comissão Europeia, o Novo Banco tem de ser vendido até ao verão deste ano.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Mas alguém tem duvidas ou será crente…
    Os bancos tem lucro então os accionistas recebem os seus dividendos, assim como, todo um conjunto de entidades sanguessugas…
    Os bancos tem prejuízo e o Zé Povinho é chamado a pagar esse prejuízo… Os coitados dos accionistas não pagam nada…

  2. Até os burros aprendem… !
    Teixeira dos Santos afirmava há alguns anos, quando tinha responsabilidades governativas, que os portugueses não teriam de pagar um cêntimo quando decidiu nacionalizar o BPN. Tinha razão. Os portugueses não pagaram um cêntimo… pagaram vários milhares de milhões de euros.
    Mas aprendeu com o seu erro de cálculo, e hoje é ele que vem avisar que tudo o que está a ser feito no NOVO BANCO e na CGD será pago pelos contribuintes portugueses. Que descoberta !!! Já pode voltar a ser ministro das Finanças !

RESPONDER

Pai de Rosa Grilo constituído arguido por suspeita de favorecimento pessoal

O pai de Rosa Grilo, Américo Pina, foi esta quarta-feira constituído arguido num segundo processo relacionado com a morte do triatleta Luís Grilo. Segundo o jornal Público, a notícia foi confirmada por fonte próxima do processo, …

NOS e Vodafone vão partilhar equipamentos de redes móveis

A NOS e a Vodafone fecharam acordos com vista à partilha de infraestruturas e equipamentos de rede móvel, abrangendo as tecnologias 2G, 3G e 4G. A NOS e a Vodafone anunciaram um acordo de partilha de …

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …

Podemos acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos

O partido espanhol Podemos é acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos comerciais. A acusação consta num despacho do juiz de instrução Juan José Escalonilla, datado de 10 de setembro, ao qual a …