EUA. Padre diz que pedofilia não “mata ninguém” ao contrário do aborto

Lawrence OP / Flickr

Na semana passada, o reverendo católico Richard Bucci publicou uma lista na qual proibia 44 políticos norte-americanos, que votaram a favor da lei do aborto, de comungar na sua paróquia, em Rhode Island, Estados Unidos.

Richard Bucci, de 72 anos, publicou uma lista no folheto mensal da sua paróquia, em Rhode Island, onde proíbe 44 políticos norte-americanos de comungar e de exercer algumas funções nas celebrações religiosas, como ser padrinho ou ler a liturgia em casamentos e funerais.

A razão por trás desta proibição prende-se com o facto de os 44 legisladores se terem mostrado favoráveis à Lei da Privacidade Reprodutiva, aprovada no ano passado, que prevê que o Estado não deve negar ou interferir no direito da mulher em escolher ter um filho ou abortar. O caso ganhou eco depois de uma entrevista do reverendo a uma estação televisiva.

“De acordo com os ensinamentos da Igreja Católica por 2000 anos, os seguintes membros da legislatura não podem receber a Santa Comunhão, assim como todos os responsáveis do estado de Rhode Island, bem como os membros do Congresso de Rhode Island”, lê-se no panfleto, citado pelo Jornal de Notícias.

Na entrevista à estação WAJR, Richard Bucci explicou a sua tomada de posição e proferiu uma declaração polémica sobre os abusos sexuais perpetrados por elementos da Igreja Católica: “A pedofilia não matou ninguém, isso sim [aborto]“.

As palavras do reverendo não passaram despercebidas, quer nas redes sociais, quer junto de políticos norte-americanos. Carol Hagan McEntee, representante do partido Democrata em Rhode Island, criticou o padre afirmando que este não “entende nada quando diz que a pedofilia não mata ninguém”.

A representante acrescentou ainda que Bucci deveria ter ouvido as vítimas de abusos sexuais por elementos da Igreja.

O Daily Mail avança que a representante democrata e a irmã foram molestadas por um padre da Igreja do Sagrado Coração de West Warwick durante sete anos. O homem acusado pelos crimes já faleceu. “Pessoalmente, sinto que este é um ataque continuado dele [Richard Bucci] a mim e à minha família devido ao que aconteceu à minha irmã”, disse em entrevista à CBS News.

Também Julie Casimiro, uma das visadas na lista polémica da paróquia , teceu duras críticas ao padre, afirmando que o Papa Francisco deveria visitar aquele estado norte-americano.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. E está tudo dito sobre os valores e a moral dos “intermediários” de Deus!…
    Só pode ficar admirado quem não conhece o historial dessa seita com “ensinamentos de 2000 anos”!

      • Mau… então os padres e os restantes parasitas da Igreja não são intermediários de Deus?!
        Eles é que estão sempre a dizer que falam com Deus e que Deus os escolheu!…
        Sei que ganham a vida (e que boa vida!) com essas “estorinhas”, mas a única certeza é que tenho é que eles são um bando de inúteis sem o mínimo de vergonha ou bom senso como esse “aborto falhado”, que nem sequer respeita as vítimas dos seus colegas!…
        Para esees animais, um aborto é menos uma possível “presa”!…

  2. quem disse que não mata. deve existir para aí muita gente com tendências suicidas depois de terem sido abusados se é que não se suicidam mesmo, por isso.

RESPONDER

Coreia do Sul "ressuscitou" voz de uma superestrela. Chovem preocupações éticas

Pela primeira vez em 25 anos, a distinta voz da superestrela sul-coreana Kim Kwang-seok será ouvida na televisão nacional. O famoso cantor folk morreu em 1996. De acordo com a CNN, a emissora nacional da Coreia …

Maioria dos países africanos só terá vacinação em massa a partir de 2023

A maioria dos países africanos só terá imunização em massa a partir de 2023, segundo previsão da The Economist Intelligence Unit, que admite que, com o evoluir da pandemia, muitos dos países mais frágeis possam …

Mulher que "morreu" com covid-19 aparece viva 10 dias após funeral

Uma mulher de 85 anos ficou infetada com covid-19 num lar na Galiza, em Espanha. A 13 de janeiro a família de Rogelia Blanco recebeu a informação do lar de que a mulher tinha falecido. …

Familiares de vítimas na China pressionadas a não falar com OMS

As autoridades chinesas estão a pressionar as famílias das primeiras vítimas da covid-19 para que não entrem em contacto com os investigadores da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Wuhan, segundo familiares dos falecidos. Mais de …

Falsas vacinas à venda na Internet são grande risco para a saúde

Embora milhões de pessoas tenham sido já vacinadas contra a covid-19 nos países ricos, proliferam as fraudes na Internet com fármacos falsos que representam um grande risco para a saúde, alertaram peritos das Nações Unidas. As …

Voto prévio no Senado aponta para absolvição de Trump

Na terça-feira, 45 dos 50 republicanos no Senado votaram contra a continuidade do julgamento ao ex-Presidente Donald Trump, considerando inconstitucional que um chefe de Estado que já terminou o mandato seja julgado no Congresso. De acordo …

Estudo revela que um terço dos inquiridos foi vítima de violência doméstica pela primeira vez na pandemia

Quinze por cento dos inquiridos num estudo sobre violência doméstica em tempos de covid-19 reportou a ocorrência deste crime na sua casa e um terço das vítimas disse ter sido agredida pela primeira vez durante …

Portugal regista valor mais baixo de nascimentos desde 2015

Cerca de 85.500 bebés nasceram em Portugal em 2020, o valor mais baixo desde 2015, ano em que foram realizados 85.056 “testes do pezinho”, revelam dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge …

Polícia francesa acusada de usar critérios racistas em verificações de identidade

Seis organizações não-governamentais avançaram com um processo judicial contra a França por alegada discriminação racial por parte da polícia nas ações de verificação de identidade. As organizações, incluindo a Human Rights Watch e a Amnistia Internacional, …

Governo pondera alterar férias judiciais por causa da pandemia

A ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, pode alterar as férias judiciais por causa da pandemia, medida que consta do diploma de suspensão dos prazos nos tribunais que o Parlamento deverá aprovar na quinta-feira. Segundo noticiou …