“Paciente zero” em Nova Iorque recorda primeiros dias da doença

Justin Lane / EPA

Nova Iorque é o epicentro da pandemia de covid-19 nos EUA

O “paciente zero” do novo coronavírus em Nova Iorque e iniciador de uma forte transmissão comunitária, inclusive na própria família, disse numa entrevista que não se lembra nada das três semanas em que lutou contra a doença.

Lawrence Garbuz, de 50 anos, advogado, considerou, em entrevista ao canal NBC, que a família residente de New Rochelle passou por “uma caminhada e tanto” desde fevereiro, quando ele, a mulher e dois filhos ficaram infetados com a covid-19.

O homem foi o caso mais grave da família, tendo sido hospitalizado e tendo ficado três semanas em coma induzido. A 2 de março, a família viria a receber o diagnóstico positivo. Até agora, a família ainda não conseguiu descobrir qual foi a fonte de infeção de Lawrence Garbuz, que não tinha nenhuma condição de saúde pré-existente.

“Depois de entrarmos na sala de emergência, não tenho memória absolutamente nenhuma daquilo que aconteceu até que acordei do coma. É como se três semanas da minha vida tivessem desaparecido e eu estive adormecido durante tudo isso”, disse.

O advogado foi declarado “paciente zero” em Nova Iorque e responsável pela transmissão comunitária forte que se observou em New Rochelle, primeira localidade deste estado a registar a transmissão comunitária do vírus.

New Rochelle foi considerada um cluster, um aglomerado de casos do novo coronavírus. Faz parte do condado de Westchester, que atualmente conta mais de 31 mil casos confirmados e 1200 mortes, e do estado de Nova Iorque, com mais de 184 mil casos de coronavírus e 27 mil mortes, segundo a Universidade Johns Hopkins.

Lawrence Garbuz não se enquadrava nos parâmetros que os Estados Unidos consideravam de risco em fevereiro: ter viajado para a China ou para outro país nas semanas anteriores. O “paciente zero” recordou que se sentiu doente e pensou tratar-se de uma gripe, devido à tosse e febre que o acordaram numa noite.

Tive uma tosse ligeira e, numa noite, antes do diagnóstico, acordei com febre. Não tinha intenções de ir ao trabalho e fui ao médico. O médico examinou-me e disse que tinha de ir imediatamente para a sala de urgências”, recordou Garbuz.

Na consulta com o médico, que o encaminhou para as urgências, “não houve de todo” qualquer suspeita de covid-19, considerou. “O [novo coronavírus] não estava na minha mente, pensava que era só tosse”, acrescentou.

Sublinhando que é advogado, normalmente fechado num escritório, Lawrence Garbuz acrescentou que não tinha nenhuma característica das pessoas consideradas de risco de serem contagiadas com o novo coronavírus.

“Sento-me na secretária o dia todo. Acho que naquela altura estávamos a focar-nos em pessoas que podiam ter viajado internacionalmente, algo que eu não tinha feito. E, certamente, que não estive na China”, afirmou.

A família pensou que se tratava de uma pneumonia, disse a mulher, Adina Garbuz.

“Nós pensámos ‘ok, estás com pneumonia, vamos comprar medicamentos e voltas para casa’. Mas no final de semana piorou cada vez mais”, relatou Adina Garbuz, lembrando a preocupação e o susto, enquanto o marido lutava para respirar.

“Uma pessoa saudável e vibrante, de repente, durante a noite, fica tão doente tão rapidamente. Eu sei que, neste momento, já não nos surpreende tanto, mas naquela altura foi chocante”, disse Adina Garbuz.

Na noite em que recebeu o diagnóstico que confirmava a doença do marido, a mulher esteve horas ao telefone “com diversos departamentos de saúde, para decidir o que fazer e explicar todos os sítios” por onde passaram.

No espaço onde estava a ser tratado, os cuidadores trouxeram fotografias da família de Lawrence Garbuz, nas quais o doente se inspirou para determinar que “o objetivo era ir para casa”.

Tentando conter as lágrimas, a mulher recordou a primeira conversa que tiveram quando o homem acordou do coma: “As primeiras palavras que ele me disse foram ‘amo-te’”, disse Adina Garbuz, emocionada, acrescentando que “tudo o que importava para ele era a família”.

Na opinião de Lawrence Garbuz, os médicos e enfermeiros que o trataram “fizeram um trabalho esplêndido” e demonstraram “muita compaixão”. O advogado confessou que agora está focado na recuperação total e não se interessa pelo frenesim nos media sobre o seu caso.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (79.894) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,3 milhões).

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Costa descarta confinamento ou cercas sanitárias em Paços de Ferreira, Lousada e Felgueiras

O primeiro-ministro, António Costa, disse esta quarta-feira que não estão em cima da mesa cercas sanitárias ou confinamentos em Paços de Ferreira, Lousada ou Felgueiras, concelhos do distrito do Porto onde o número de novas …

Espanha supera um milhão de infetados. França pondera estado de emergência até fevereiro

Espanha ultrapassou esta quarta-feira um milhão de infetados por covid-19, no mesmo dia em que o Governo francês admitiu estar a ponderar manter o estado de emergência até fevereiro e algumas medidas até abril. Espanha …

Há 49 escolas com surtos ativos de covid-19

Cerca de meia centena de escolas têm surtos ativos de covid-19, avançou esta quarta-feira a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, que fez um balanço positivo das primeiras semanas de aulas. "Neste momento, estão ativos 49 surtos …

Índia pode atingir os 600 milhões de casos de covid-19 em fevereiro, dizem especialistas

Mais de 600 milhões de indianos, mais da metade da população do país, provavelmente serão infetados com o novo coronavírus até fevereiro de 2021, segundo um painel de especialistas que aconselha o Governo do país. Segundo …

Ficheiro apreendido a Rui Pinto tinha número de telemóvel da procuradora

Um ficheiro de um dos dispositivos apreendidos ao criador do ‘Football Leaks’, Rui Pinto, contém o número de telemóvel da procuradora do Ministério Público (MP) envolvida no julgamento, Marta Viegas, confirmou a própria na 15.ª …

Rio anuncia vota contra no OE. "O PSD é mais responsável na oposição do que o PS no Governo"

O presidente do PSD anunciou esta quarta-feira o voto contra do partido na proposta de Orçamento do Estado para 2021, dizendo que esse é “o único voto coerente” e porque outra votação nem sequer “evitaria …

"A pandemia derrubou-me." "Pepe" Mujica, ex-Presidente do Uruguai, abandona a política

O ex-presidente uruguaio José "Pepe" Mujica disse que continuará a ser "conselheiro" dos companheiros de partido. José "Pepe" Mujica, ex-Presidente do Uruguai, renunciou esta terça-feira ao seu lugar no Senado e abandonou definitivamente a política ativa. …

Milhares de reclusos na Nigéria fugiram depois de invasões a prisões

De acordo com as autoridades nigerianas, cerca de 2000 presos fugiram de prisões na Nigéria, após os locais terem sido invadidos por multidões. Foi imposto um recolher obrigatório em resposta à agitação resultante de duas …

Manuel Maria Carrilho absolvido pela terceira vez do crime de violência doméstica

O ex-ministro Manuel Maria Carrilho foi esta quarta-feira novamente absolvido do caso de violência doméstica em que era suspeito de ter agredido a apresentadora de televisão Bárbara Guimarães. Em comunicado Manuel Maria Carrilho explica que o …

Maiores construtoras portuguesas juntam-se contra a "armada espanhola"

As duas maiores construtoras portuguesas, Mota-Engil e Teixeira Duarte, aliaram-se num consórcio, no âmbito de um concurso público lançado pela Infraestruturas de Portugal (IP), para tentar derrotar a concorrência espanhola. Habitualmente concorrentes na disputa pelas grandes …