Os Verdes pedem a Marcelo que se envolva na questão de Almaraz

António José / Lusa

Heloísa Apolónia, deputada do Partido Ecologista Os Verdes (PEV)

Heloísa Apolónia, deputada do Partido Ecologista Os Verdes (PEV)

A deputada do partido ecologista “Os Verdes” (PEV) Heloísa Apolónia apelou esta segunda-feira ao Presidente da República para que se envolva “ativamente” na questão da central nuclear espanhola de Almaraz e defendeu o encerramento daquela estrutura em 2020.

“Entendemos que agora é preciso exercer uma diplomacia muito mais ativa e assertiva e, nesse sentido, temos solicitado que essa pressão [sobre Almaraz] não seja feita apenas pelo ministro do Ambiente, mas também pelo ministro dos Negócios Estrangeiros e primeiro-ministro. E o apelo que fazemos também é que o Presidente da República se envolva ativamente nesta questão”, defendeu.

O PEV realiza entre hoje e terça-feira as suas jornadas parlamentares nos distritos de Castelo Branco e Portalegre dedicadas, entre outros temas, aos riscos decorrentes da central nuclear espanhola de Almaraz.

Heloísa Apolónia sublinhou, em conferência de imprensa, que o Governo português “atrasou-se muito” relativamente ao exercício de uma “pressão ativa” sobre o executivo espanhol, designadamente para se fazer ouvir no processo de participação de avaliação de impacto ambiental da construção do armazém de resíduos nucleares que irá servir o funcionamento da central de Almaraz.

“Neste momento e fruto também desse atraso e do desrespeito, também é preciso dizê-lo, que Espanha manifestou claramente por Portugal, entendemos que agora é preciso exercer uma diplomacia muito mais ativa e assertiva“, frisou.

A deputada explicou ainda que o PEV escolheu para as suas jornadas parlamentares a matéria da central nuclear de Almaraz devido aos riscos e ameaças que comporta para todo o território nacional, mas, particularmente, para os distritos de Castelo Branco e de Portalegre.

“Estamos aqui num duplo sentido: trazer a nossa mensagem à população e às instituições, a nossa preocupação e as propostas que temos e da necessidade que existe de congregar vozes no sentido de fazer pressão para que seja encerrada a central”, disse.

Heloísa Apolónia realçou o facto de a central de Almaraz já ter expirado o prazo para o seu período normal de funcionamento e adiantou que, ainda assim, o Governo espanhol decidiu prolongar o seu funcionamento até 2020.

“Como a licença está dada até 2020, o que ‘Os Verdes’ dizem é que para lá do ano de 2020 nem pensar, é isso que Portugal tem que dizer de uma forma muito ativa e julgamos que é essa a voz ativa”, sustentou.

Adiantou ainda que a queixa que o Governo português apresentou em Bruxelas é importante neste processo e tinha mesmo que ser feita, “dada a violação descarada” de Espanha em relação a diretivas europeias e, neste caso, de impacto ambiental de uma estrutura que tem efeitos claros ao nível transfronteiriço.

“Agora o que sabemos é que a queixa vai demorar tempo a ser apreciada, pelo menos três meses. O que dissemos já ao ministro do Ambiente é que não podemos ficar três meses de braços cruzados à espera que alguém decida por nós”, concluiu.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Empresa está a contratar uma pessoa que será paga para usar pijamas e dormir

Um start-up de colchões da Índia, que se descreve como uma "empresa de soluções para dormir" está a contratar alguém que será pago apenas para fazer isso mesmo. O objetivo é testar os seus produtos de …

O primeiro local funerário de compostagem humana do mundo abre em 2021

Prevê-se que a primeira instalação funerária de compostagem humana do mundo abra na primavera de 2021, depois de os legisladores do Estado de Washington terem legalizado o processo póstumo no início do ano. A empresa Recompose, …

Estado emprestou dois milhões à Cruz Vermelha para pagar salários

A Parpública SGPS emprestou dois milhões de euros ao Hospital da Cruz Vermelha, nomeadamente para fazer pagamento de salários. A Parpública SGPS, holding tutelada pelo Ministério das Finanças, libertou dois milhões de euros para permitir ao …

Ex-ministro francês François Bayrou acusado de cumplicidade na apropriação de fundos

O ex-ministro francês François Bayrou, dirigente centrista e próximo de Emmanuel Mácron, foi acusado na sexta-feira por "cumplicidade na apropriação indevida de fundos públicos" no caso dos assistentes parlamentares do seu partido. A acusação, "anunciada antecipadamente …

"Profundamente envergonhada", Merkel visitou Auschwitz pela primeira vez

A chanceler alemã, Angela Merkel, visitou esta sexta-feira pela primeira vez o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau num "sinal de reconciliação com os judeus e o estado de Israel", considera o historiador René …

Capital do Natal de Algés avança com queixa-crime contra promotores

A organização da Capital do Natal, evento que decorre em Algés, Oeiras, vai apresentar uma queixa-crime contra os promotores turísticos que "adulteraram a oferta do parque", o que defraudou "um conjunto alargado de pessoas". Em causa …

Menino de 5 anos convidou todos os colegas do infantário para assistir à sua adoção

Um menino de cinco anos de Michigan, nos Estados Unidos, convidou a sua turma do infantário para testemunhar à sua adoção legal. A criança, identificada como Michael, foi adotada formalmente pela sua nova família na passada …

TDT vai mudar de frequência (outra vez)

A frequência da Televisão Digital Terrestre (TDT) está a ser alterada de forma faseada, o que significa que os portugueses que usem este serviço gratuito de televisão têm de sintonizar novamente os seus recetores e/ou …

Ruas de Águeda entre as "mais bonitas do mundo" para a CNN

As ruas do centro de Águeda, no distrito de Aveiro, decoradas com guarda-chuvas estão entre as 21 mais bonitas de mundo para a emissora norte-americana CNN. A distinção é avançada pelo jornal Público, que dá …

Hospitais vão poder pagar mais a médicos para garantir urgências no Natal

Os hospitais vão poder contratar médicos prestadores de serviço, vulgo tarefeiros, por valores superiores aos de referência durante o Natal e o Ano Novo. De acordo com o presidente da Federação Nacional dos Médicos, Noel Carrilho, …