Na Suécia, há quem tenha “vergonha” de andar de avião

Jetstar / Flickr

Viajar de avião ou usar outro meio de transporte? Para muitos, essa pergunta vem de um dilema ético, de pessoas preocupadas com o impacto da aviação nas mudanças climáticas.

Nenhum país, contudo, levou esse dilema tão a sério como a Suécia, onde a expressão “flygskam” – “vergonha de voar” – se espalhou e se refere a um movimento, cada vez maior, que apela aos passageiros que procurem meios alternativos de transporte para reduzir emissões de carbono.

À medida que o movimento se populariza, outros termos têm-se popularizado. Os suecos já falam de “tagskryt” – “orgulho de andar de comboio”. Acompanhada de uma hashtag, “tagskryt” tem sido usada nas redes sociais por aqueles que viajam de comboio e querem incentivar outras pessoas a fazer o mesmo.

Existe ainda um novo termo para os que voam, mas preferem esconder isso: “smygflyga”, que significa “voar em segredo”.

A emissão de dióxido de carbono por quilometro de um comboio é de 14 gramas por passageiro, em comparação às 285 gramas emitidos numa viagem de avião. Os cálculos são da Agência Ambiental Europeia, que considera um comboio com 150 passageiros e um avião com 88.

Para aviões de maior porte, o nível de emissão pode chegar a 170 gramas por quilómetro por passageiro, de acordo com um estudo da universidade britânica London School of Economics. Um dos maiores problemas da aviação é que, além da emissão de CO2, há libertação de vapor de água e óxido nitroso, gás nocivo e de efeito estufa. Essas emissões em altitudes elevadas na atmosfera têm impacto maior devido a uma série de reações químicas.

Um dos primeiros suecos a impulsionar o movimento contra viagens de avião foi o medalhista olímpico dos Jogos de Inverno em Vancouver Bjorn Ferry, conhecido por viajar centenas de quilómetros de comboio para participar de eventos desportivos e recusar-se a voar devido às mudanças climáticas.

A ideia ganhou mais adeptos quando Malena Ernman, uma das mais famosas cantoras de ópera da Suécia, declarou publicamente a intenção de nunca mais voltar a voar. A decisão afetou significativamente os seus compromissos artísticos. Mas outras celebridades apoiaram a cantora e aderiram ao movimento.

Malena é mãe de Greta Thunberg, uma ativista adolescente que ficou conhecida por fazer uma viagem pela Europa de comboio em campanha em defesa do clima. A jovem recusou-se a voar e foi de trem ao Fórum Económico Mundial em Davos.

O movimento tem um impacto importante na Suécia, onde está a aumentar o uso do comboio e a diminuir o número de voos. Rickard Gustafson, chefe da companhia aérea sueca SAS, disse a um jornal norueguês estar convencido de que o movimento flygskam estava por trás da queda de 5% no tráfego aéreo da Suécia no primeiro trimestre de 2019. Por sua vez, a companhia ferroviária sueca SJ anunciou um número recorde de passageiros devido ao que descreve como “a preferência em viajar de forma inteligente pelo clima”.

Alguns comentaristas assinalam que a queda no número de voos na Suécia se deve também o impacto da onda de calor no verão de 2018, que gerou mais consciência na população sobe as mudanças climáticas. Em Estocolmo, onde a temperatura é registada mensalmente desde 1756, julho de 2018 foi considerado o mais quente da história. No resto do país, o calor provocou incêndios florestais que se estenderam até ao círculo ártico.

O movimento flygskam gera preocupação na indústria da aviação e foi um dos temas de um encontro de três dias em junho de 2019 na Coreia do Sul. “Se não oferecermos uma resposta, esse sentimento vai crescer e espalhar-se”, assinalou Alexandre de Juniac, presidente da Associação Internacional de Transporte Aéreo, segundo a agência Reuters.

Estima-se que os voos comerciais respondam aproximadamente por 2,5% das emissões globais de carbono e a expetativa é que essa percentagem deva aumentar consideravelmente devido à expansão de aeroportos e dos voos baratos.

A indústria da aviação anunciou planos para desenvolver motores menos poluentes e baixar as emissões, para que em 2050 sejam a metade das emissões de 2002. No entanto, alguns críticos assinalam que essas mudanças deveriam ser mais rápidas.

ZAP ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Robôs "burros" trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas. Fazer com que um enxame de robôs …

O uso doméstico de carvão na China resulta em mortes prematuras

Um novo estudo indica que, na China, a poluição da queima de carvão residencial causa um número desproporcional de mortes prematuras por exposição a poluentes minúsculos inaláveis, conhecidos como PM2.5. A combustão do carvão por centrais …

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …

Egito já iniciou obras de alargamento do Canal do Suez

A Autoridade do Canal do Suez iniciou este sábado obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março passado, causando o bloqueio de uma das vias de navegação …

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …