Os cavaleiros Jedi da Nova Zelândia têm mesmo que pagar impostos

djwudi / Flickr

Cavaleiros Jedi e os seus icónicos sabres laser

A Força na Nova Zelândia não foi suficiente para evitar que os Jedi tenham que pagar impostos como qualquer outro cidadão. O Ministério da Administração Interna do país negou à Sociedade Jedi da Nova Zelândia o pedido de que fosse reconhecida como “entidade religiosa caritativa”, com as vantagens fiscais que tal acarretaria.

A Sociedade Jedi da Nova Zelândia foi fundada em 2014 com o objectivo de “agir como guardiã da paz” e manter uma “apertada vigilância sobre os agentes do lado negro da Força”.

Além de “proteger a galáxia“, a Sociedade Jedi anunciou que tencionava promover a religião Jedi, construir um templo no país e aumentar o número de fiéis Jedi na Nova Zelândia.

Mas estes nobres objectivos não foram suficientes para convencer as “forças imperialistas” da Administração Interna neozelandesa a conceder à organização o estatuto pretendido.

Segundo o Stuff, o Gabinete de Serviços de Caridade da AI considerou que a sociedade “não seguia uma religião” nem “promovia a melhoria de ideais morais ou espirituais”.

O organismo estatal neozelandês concluiu especificvamente que o Jedeísmo não é suficientemente “estruturado, convincente ou sério” para que possa ser considerado uma organização religiosa – e portanto, os seus membros não são elegíveis para uma isenção fiscal ao abrigo dos benefícios aplicáveis às religiões.

Em reacção à decisão do Gabinete de Serviços de Caridade, Anthony Bremner, membro do Conselho da Sociedade Jedi Neozelandesa, declarou que a sociedade iria “ter em consideração os comentários” do organismo, efectuar algumas alterações e apresentar novo pedido “num futuro próximo”.

“Não ter conseguido o estatuto de Instituição de Caridade é uma desilusão para quem não tiver treino Jedi”, diz Bremner.

“Mas desilusão é uma coisa que não assiste a um Cavaleiro Jedi“, acrescentou.

Apesar de este episódio parecer insólito, a realidade é que o Jedeísmo, baseado no ideário da saga Star Wars de George Lucas, tem registado um crescimento global significativo em todo o mundo.

O fenómeno ganhou importância depois de em 2001 uma campanha informal nos EUA e Reino Unido ter instado todos os “fieis” a declarar-se Jedi nos recenseamentos em curso nos dois países.

Em 2011, o censo neozelandês identificou 19.089 fieis Jedi, mas apesar de este número suplantar o de religiões reconhecidas no país – onde por exemplo a Igreja da Cientologia tem apenas 315 devotos – as autoridades ainda não reconhecem o Jedeísmo como uma religião.

Na Nova Zelândia, os cavaleiros Sith parecem ter para já mais Força que os Jedi. E pagam menos impostos.

AJB, ZAP

PARTILHAR

6 COMENTÁRIOS

  1. “…convencer as forças imperialistas da Administração Interna neozelandesa…” Quem diz?
    Novos cães de fila… O povo tende a arrebanhar-se por natureza

    • Caro Bordão,
      “Forças imperialistas” é uma referência ao “Império” do universo Star Wars. Devia estar entre aspas.
      Corrigido, obrigado.

  2. Mas essa gente está completamente louca???

    (A Sociedade Jedi da Nova Zelândia foi fundada em 2014 com o objectivo de “agir como guardiã da paz” e manter uma “apertada vigilância sobre os agentes do lado negro da Força”).

    (Além de “proteger a galáxia“, a Sociedade Jedi anunciou que tencionava promover a religião Jedi, construir um templo no país e aumentar o número de fiéis Jedi na Nova Zelândia).

    Ganhem juízo, deixem de ser parvos !!!

RESPONDER

"Evento raro". Nasceu uma baleia-branca no maior aquário do mundo (e o momento foi gravado)

Whisper, uma baleia-branca de 20 anos, deu à luz uma cria saudável em 17 de maio após uma gravidez de 15 meses, marcando a chegada do mais novo cetáceo do Georgia Aquarium, numa altura em …

Telemóveis são uma ferramenta poderosa contra a desigualdade de género em África

Ao dar às mulheres acesso a informação que, de outra forma, era quase impossível de obter, os telemóveis estão a salvar e a transformar vidas. De acordo com o site IFLScience, o estudo responsável por esta …

Desde março, morreram mais de 100 elefantes no Botsuana. Ninguém sabe porquê

As autoridades do Botsuana estão a investigar a morte de 110 elefantes na região do Delta do Okavango desde março, anunciou esta semana o Ministério do Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo daquele …

Um robô aprendeu a fazer uma omelete. E ficou melhor do que o esperado

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Cambridge, no Reino Unido, treinou um robô a preparar uma omelete. Para os investigadores, avaliar se um robô cozinhou uma refeição com sucesso é uma fonte interessante de …

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …