“Por doença não é eficaz”. Bastonário da Ordem dos Médicos defende vacinação por idade

José Coelho / Lusa

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães

O bastonário da Ordem dos Médicos (OM), Miguel Guimarães, reiterou hoje a necessidade de uma simplificação do plano nacional de vacinação contra a covid-19 e defendeu que a idade deve ser o critério predominante.

“Vacinar por doença não é eficaz”, declarou Miguel Guimarães aos jornalistas, em Coimbra.

Na sua opinião, começar a vacinar em função da idade, dando prioridade aos cidadãos mais velhos, “seria uma boa atitude e um sinal de bom senso” e minimizaria a conflitualidade associada ao processo. Para o bastonário da OM, essa opção permitiria também que a vacinação fosse “mais rápida de fazer”.

Por idades, é mais fácil, as pessoas percebem, existem menos conflitos, é rápido de fazer e conseguimos atingir os objetivos mais cedo”, sublinhou, lançando este desafio à Direção-Geral da Saúde (DGS).

Miguel Guimarães falava na sede da Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos, após ter acompanhado o início da vacinação de mais de 600 médicos, a decorrer hoje e no domingo no Centro de Saúde Militar de Coimbra.

O bastonário, que coordena a campanha para a vacinação de todos os médicos do país, em articulação com o coordenador do plano nacional de vacinação contra a covid-19, vice-almirante Gouveia e Melo, disse que já foram vacinados mais de 3.000 médicos, numa operação que envolve estruturas militares de saúde de Lisboa, Porto e Coimbra, além do Centro Hospitalar e Universitário do Algarve.

“Até agora, já tivemos de adiar [a vacinação de] quase 240 médicos, por terem tido a doença covid, uma matéria complexa que está em discussão neste momento com a DGS”, referiu, defendendo que estes profissionais “pelo menos devem fazer uma dose vacinal”.

Também “um conjunto grande de suplentes, que não se inscreveram atempadamente”, será contemplado numa fase posterior, segundo o bastonário.

Miguel Guimarães, que estava acompanhado do presidente do Conselho Regional do Centro, Carlos Cortes, e de outros responsáveis da Ordem dos Médicos, alertou ainda que o atraso no fornecimento das vacinas pelos fabricantes tem implicações na velocidade com que as pessoas são vacinadas.

As indústrias farmacêuticas têm de cumprir com os objetivos”, nem que “peçam ajuda a outras” empresas do setor com capacidade para produzirem vacinas, preconizou.

Para tal, segundo o bastonário da Ordem dos Médicos, “a União Europeia tem de ser exigente e funcionar como um todo”. Em todo o país, inscreveram-se 4.200 médicos para esta primeira fase da vacinação, de acordo com a OM.

A pandemia da covid-19 provocou, pelo menos, 2.640.635 mortos no mundo, resultantes de mais de 119 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP. Em Portugal, morreram 16.669 pessoas dos 813.716 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da DGS.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Governo com margem política para abdicar de 15% do Novo Banco

Em 2022, o Governo tem margem política para abdicar do direito de entrar como acionista no Novo Banco (NB), inicial­mente com uma participação de mais de 2%, mas que pode subir a 15%. Para já, nem …

Tóquio2020. Biles renuncia também às finais de salto e barras assimétricas

A ginasta norte-americana Simone Biles, que renunciou à final do concurso geral individual dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, também não vai participar das finais de domingo de salto e barras assimétricas, informou esta sexta-feira a Federação …

Governo não pediu parecer à CNPD sobre as "bodycams" em polícias. Método vai "aumentar a transparência"

A proposta da nova lei da videovigilância, que vai permitir que os polícias passem a usar câmaras nos uniformes, já foi aprovada em Conselho de Ministros, mas ainda não chegou ao Parlamento. Também não foi …

Marcelo reuniu com Lula, mas não revela o teor da conversa. Presidente diz que visita é apenas de cariz cultural

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse sexta-feira à chegada a São Paulo que a cultura tem um "papel fundamental" na convergência entre Portugal e o Brasil, rejeitando que a agenda alargada de …

PSP abre processos disciplinares por uso indevido de farda em manifestação

A PSP abriu processos disciplinares, por uso indevido e incorreto do uniforme, a agentes que participaram em 21 de junho, em Lisboa, numa manifestação organizada pelo Movimento Zero, confirmou esta sexta-feira à Lusa o porta-voz, …

Por onde passou o caminho bíblico da Judeia a Edom? Cientistas encontram respostas

Por onde passava o caminho bíblico que ligava o reino de Judeia à nação vizinha de Edom? Um novo estudo dá novas pistas sobre o possível percurso da estrada. Os investigadores israelitas sugerem que havia, pelo …

PCP diz que acusação a grupos hospitalares privados por acordo anticoncorrencial evidencia "cartelização"

O PCP considerou esta sexta-feira que a acusação da Autoridade da Concorrência a cinco grupos hospitalares privados por acordo anticoncorrencial, confirma a “prática parasitária e de cartelização” destes grupos, que fazem “da doença um negócio”. O …

Ensino Superior. Vagas voltam a aumentar com Porto, Lisboa e Aveiro na frente

O concurso nacional de acesso ao ensino superior volta a registar um aumento do número de vagas, segundo dados divulgados este sábado, que mostram Lisboa, Porto e Aveiro com o maior crescimento. Depois de, no ano …

Os pterossauros conseguiam voar assim que eclodiam dos ovos

Os pterossauros tinham asas suficientemente longas e ossos suficientemente fortes para conseguirem sustentar o voo depois de eclodirem. Uma equipa de cientistas da Universidade de Portsmouth, no Reino Unido, descobriu que os pterossauros recém-nascidos seriam capazes …

Madeira começa hoje a vacinar jovens a partir dos 12 anos. Açores não vacinam crianças "para já"

A Madeira começa este sábado a vacinar contra a covid-19 jovens a partir dos 12 anos, numa altura em que mais de metade da população adulta residente no arquipélago já está inoculada com a segunda …