Oposição em pezinhos de lã em relação à reabertura da economia

Manuel de Almeida / Lusa

Uns defendem a reabertura da economia, outros pedem que o Estado coloque a saúde das pessoas em primeiro lugar, mas todos, em pezinhos de lã, vão deixando recomendações e cautelas. A semana termina com o anúncio do plano do Governo para reabrir o país.

Do leque de partidos com assento parlamentar, o PAN é o partido que reúne mais preocupações acerca da reabertura da economia portuguesa neste pós-estado de emergência. Sustentando que a saúde deve ser a prioridade do Estado, a líder parlamentar não assume, para já, se fará parte do consenso já anunciado para reabrir a economia.

Ao Expresso, Inês Sousa Real muniu-se de argumentos para avisar que o levantamento de algumas medidas pode ser precipitado: por um lado, o aumento do R0, o número que indica a quantidade de pessoas que cada infetado contagia, e as dúvidas expressas por constitucionalistas sobre a eficácia do estado de calamidade.



O Bloco de Esquerda concorda que o levantamento das medidas deve acontecer “quando as condições de saúde o permitirem”, mas prefere “aguardar” a concretização das medidas para opinar.

Defende, no entanto, que quando existir um levantamento parcial das medidas de restrição “deve ser garantida a proteção social das famílias que continuem a ser afetadas”. Para o partido, é preciso agir já para proibir despedimentos.

À direita, o plano é reabrir a economia, mas com cautela. Fonte oficial do PSD revelou ao matutino que os sociais-democratas reservam opiniões para depois de ouvir os especialistas e o Governo, mas no CDS já se ouve falar em efeitos da paralisação prolongada da economia.

Francisco Rodrigues dos Santos defende um “equilíbrio possível entre a segurança da saúde pública e a retoma da economia”, avisando, porém, que “o levantamento das medidas de contingência tem de acontecer de forma gradual e assimétrica, de modo a que o esforço que todos temos feito não fique comprometido”.

O Chega aplaude a reabertura, mas avisa que se não houver condições para a concretizar, “corremos o sério risco de sofrer um revés, não só ao nível da saúde pública, como também ao nível da economia”. André Ventura quer dar prioridade aos especialistas e defende uma “análise jurídica” às fronteiras entre o estado de emergência e o estado de calamidade.

A favor do regresso gradual à atividade económica, o Iniciativa Liberal aponta uma preocupação específica: um “plano de testes”, virológicos e serológicos, que será essencial até existir imunidade ou vacinação.

As opiniões técnicas surgem já esta terça-feira e serão transmitidas ao poder político. A semana culmina com o anúncio do plano do Governo de António Costa para reabrir o país.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Este governo tem oposição?!!!!! Só pode ser sacanagem… ou é invisível!!!!!!!! AH esquecia, tem um apenas, o Ventura. De resto, é o que os alemães chama de Scheisse!!!!!!

RESPONDER

Hitler expulsou os soldados judeus há oito décadas. Agora, um rabino junta-se ao exército alemão

No início da Segunda Guerra Mundial, Hitler expulsou os judeus das Forças Armadas na década de 1930. Agora, Zsolt Balla irá assumir o cargo de rabino-chefe do exército alemão. Mais de 80 anos depois, aquilo que …

Rio critica Governo após "justa indignação" de Merkel

O presidente do PSD acusou esta terça-feira o Governo de estar a fazer Portugal passar “por uma vergonha desnecessária”, considerando que depois da “vexatória desconsideração” do Reino Unido, os portugueses têm que “ouvir a justa …

Amazon acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos

A Amazon foi acusada de destruir milhões de itens não vendidos todos os anos, segundo uma investigação da Newsweek, publicada na segunda-feira. "Uma investigação da ITV News num dos centros de distribuição da Amazon no Reino …

"Sou trans". Jovem português agredido em Inglaterra por ser transexual

"Sou trans". Foi o que bastou Ruan, um jovem português de 21 anos, dizer para ser agredido perto de casa, em Inglaterra. De acordo com o Público, Ruan Filipe, natural de Santa Maria da Feira, terá …

Enquanto o mundo lutava contra uma pandemia, a Guiné declarava o fim do segundo surto do Ébola

No passado sábado, a Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou o fim do segundo surto de Ébola na Guiné, que vitimou mortalmente 12 pessoas. "Tenho a honra de declarar o fim do Ébola" na Guiné, disse …

Doença em vacinados não surpreende porque vacinas não evitam infeção, diz médico

O presidente da Associação de Médicos de Saúde Pública disse esta terça-feira que não é surpreendente existirem episódios de pessoas vacinadas que adoecem porque as vacinas são eficazes, mas não evitam a infeção. “Sabemos que as …

Israel testa laser aéreo para abater drones

Israel indicou esta segunda-feira ter utilizado um laser aéreo para abater drones [aparelhos aéreos não tripulados] numa série de testes, “um avanço tecnológico” para fortalecer o sistema de defesa. Este novo sistema de laser, instalado a …

Governo britânico aprova mais de 60 mil espetadores. OMS preocupada com relaxamento nas restrições

A Organização Mundial da Saúde (OMS) expressou esta terça-feira a sua preocupação com o afrouxamento das restrições verificadas em alguns dos países anfitriões do Euro2020 de futebol, pedindo rápidas reações após verificar surtos de covid-19 …

Cabrita admite apuramento de responsabilidades para elementos do Movimento Zero

O ministro da Administração Interna admitiu esta terça-feira que estão a ser apuradas responsabilidades em relação ao comportamento de alguns elementos das forças de segurança na manifestação do Movimento Zero realizada na segunda-feira em Lisboa. “Estou …

Merkel critica governo português por abrir portas a britânicos (e usa Portugal como exemplo da descoordenação na UE)

A chanceler alemã, Angela Merkel, criticou esta terça-feira a falta de regras comuns na União Europeia (UE) relativamente às viagens, dando como exemplo a situação de aumento dos contágios em Portugal, que a seu ver …