Onze seminários digitais. Costa apresenta plano aos parceiros sociais

Francisco Seco / EPA

O primeiro-ministro vai apresentar na terça-feira o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) aos parceiros sociais, em reunião do Conselho Económico e Social, e o Governo irá promover um conjunto de seminários de debate sobre este documento.

De acordo com uma nota enviada à comunicação social, depois de ter colocado este plano em consulta pública, na semana passada, o Governo decidiu lançar uma iniciativa denominada “PRR em debate“, que o primeiro-ministro, António Costa, irá assinalar com “um conjunto de vídeos de enquadramento geral” divulgados “nos próximos dias”.

“O primeiro-ministro decidiu ainda apresentar o PRR aos parceiros sociais em reunião da Conselho Económico e Social, no próximo dia 23 de fevereiro, e convocar, para o mesmo efeito, no dia 24 de fevereiro, uma reunião do Conselho de Concertação Territorial”, lê-se nesta nota do Governo.

Entre 24 de fevereiro e 4 de março, “o Governo, prosseguindo a lógica de auscultação abrangente em torno do documento, vai promover um conjunto de onze seminários digitais, alinhando as prioridades do PRR com os temas que estarão em debate em cada uma das sessões”.

Segundo a nota divulgada, estas sessões de “duração aproximada de duas horas” terão a participarão de ministros e entidades representativas de cada setor convidadas, com o objetivo de “ouvir a sociedade civil” e “recolha ativa de contributos”.

Os temas em debate serão o combate à pobreza e respostas sociais, as florestas, o Serviço Nacional de Saúde (SNS), habitação, qualificações, transição digital, recursos hídricos, clima, energia e mobilidade, bioeconomia, infraestruturas, indústria e inovação.

Participarão nestes seminários os ministros do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, da Saúde, Marta Temido, das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, de Estado e da Economia, Pedro Siza Vieira, e da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

De acordo com esta nota à comunicação social, “paralelamente, o Governo vai promover a auscultações setoriais de organismos representativos de diferentes setores diretamente implicados nas componentes do PRR”, como o Conselho Nacional da Economia Social, o Conselho Nacional de Saúde, o Conselho Nacional de Educação ou a Confederação do Turismo de Portugal.

O Governo considera que o PRR é “uma ferramenta essencial para permitir ao país recuperar da atual crise provocada pela pandemia e, simultaneamente, responder a algumas das suas necessidades estruturais“, e assinala que este plano nacional é “um dos que se encontram em mais avançado estado de elaboração entre os seus congéneres europeus”.

O Plano de Recuperação e Resiliência, que Portugal apresentou recentemente para aceder às verbas comunitárias para fazer face às consequências da pandemia de covid-19, prevê 36 reformas e 77 investimentos nas áreas sociais, do clima e digitalização, correspondentes a um total de 13,9 mil milhões de euros de subvenções.

Depois de um primeiro esboço apresentado à Comissão Europeia em outubro passado, e de um processo de conversações com Bruxelas, o Governo português colocou a versão preliminar e resumida deste plano em consulta pública, no início da semana passada.

Segundo o executivo, foram definidas três “dimensões estruturantes” de aposta – resiliência, transição climática e transição digital -, às quais serão alocados 13,9 mil milhões de euros de subvenções a fundo perdido das verbas europeias.

No documento, estão também previstos 2,7 mil milhões de euros através de empréstimos.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting e Rúben Amorim em negociações para a renovação do contrato

O Sporting e o treinador já estão em negociações para a renovação do contrato, que deverá fazer aumentar a cláusula de rescisão dos 20 para os 30 milhões de euros. Faz esta sexta-feira um ano que …

Equipa nomeada para fiscalizar Segredo de Estado só divulgou um relatório em seis anos

O PS admitiu que o Parlamento deve ponderar a utilidade, passados seis anos sobre a sua criação, da Entidade Fiscalizadora do Segredo de Estado. Até hoje, só divulgou publicamente um relatório, o de 2017 O PS …

United pode impedir Bruno Fernandes de vir à Seleção

Klopp já disse que não vai autorizar que jogadores se apresentam à Seleção se tiverem de cumprir quarentena e Solskjaer pondera fazer o mesmo. Bruno Fernandes e Diogo Jota estão em risco. "Não faz sentido perder …

Formar e atrair professores. CNE quer (mais) verbas da “bazuca” para a educação

O Plano de Recuperação e Resiliência tem gerado alguma controvérsia devido ao planeamento dos fundos que o Governo apresentou. Agora, é a vez da CNE pedir mais verbas de modo a formar e atrair mais …

Santos Silva: "Não estamos a discutir um certificado de vacinação na UE"

O ministro dos Negócios Estrangeiros clarificou, esta quarta-feira, que o livre-trânsito digital sobre o qual a Comissão Europeia está a trabalhar "não é um certificado de vacinação no sentido próprio" que descarte a manutenção das …

Cristiano Ronaldo volta a marcar e alcança marco único

Naquele que foi o seu 600.º jogo de campeonato, Cristiano Ronaldo voltou a marcar, alcançando mais um marco único na história do futebol. A Juventus venceu o Spezia, por 3-0, com o internacional português a marcar …

Agência Europeia do Medicamento inicia análise da vacina russa Sputnik V

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) anunciou, esta quinta-feira, ter iniciado uma "análise contínua" da vacina russa contra a covid-19, para determinar a sua conformidade com os requisitos da UE em matéria de eficácia, segurança …

Lista do PSD faz estalar o verniz: há candidatos que não o são e autarcas que não foram contactados

O PSD anunciou, esta quarta-feira, uma lista com 100 nomes para concorrerem às eleições autárquicas, mas há autarcas a demarcarem-se da decisão anunciada pela direção. O nome de Paulo Manuel Santos, atual presidente da Câmara de …

Revelados novos detalhes sobre o Little Foot

O Little Foot passou por momentos difíceis no início da sua vida. Uma nova investigação revelou que o fóssil tem sinais nos dentes que sugerem que foi privado de comida ou que esteve gravemente doente …

Governo admite retomar apoio que paga até dois salários mínimos após lay-off simplificado

Na reunião de concertação social desta quarta-feira, o Governo mostrou-se disponível para recuperar o Incentivo Extraordinário à Normalização da Atividade que atribui um apoio até dois salários mínimos por trabalhador após o lay-off simplificado.  O jornal …