ONG encontra alianças de casal de migrantes que sobreviveu a naufrágio

Open Arms / Facebook

Uma das alianças encontrada pela ONG Open Arms

As alianças encontradas pela ONG espanhola pertencem a um casal de migrantes argelinos que sobreviveu, em outubro, a um naufrágio ao largo da costa de Lampedusa, em Itália.

De acordo com o jornal The Guardian, foi no passado dia 9 de novembro que um barco de resgate de migrantes encontrou uma mochila vermelha a flutuar no Mediterrâneo, juntamente com outros objetos de um naufrágio ocorrido semanas antes. No seu interior estavam duas alianças, com os nomes Ahmed e Doudou.

“Pensámos que se tratava da prova de mais uma história de amor que tinha acabado no fundo do mar. Infelizmente, encontramos muitos casos destes. A maior parte das vezes, malas e sacos a flutuar no mar não são mais do que símbolos de uma jornada que começou na Líbia e acabou em tragédia”, disse ao jornal britânico Riccardo Gatti, presidente da ONG Open Arms em Itália.

Como habitual, a organização não governamental ativou os procedimentos para tentar localizar os donos dos pertences, tendo partilhando fotografias nas suas redes sociais e entre as suas redes de contactos.

Segundo Gatti, “o que aconteceu a seguir foi emocionante”. Graças a um artigo publicado no jornal italiano La Repubblica, alguns voluntários dos Médicos Sem Fronteiras (MSF) descobriram que as alianças pertenciam a um casal argelino recém-casado.

O casal, que se encontrava num centro de acolhimento na Sicília, estava entre os 15 sobreviventes de um naufrágio ocorrido, no dia 21 de outubro, ao largo da costa da ilha de Lampedusa, no qual cinco pessoas perderam a vida.

“Assim que nos mostraram as fotografias das alianças, não consegui acreditar. Tínhamos perdido tudo e, agora, as poucas coisas que tínhamos levado na viagem tinham sido encontradas. É incrível”, disse Ahmed, numa mensagem transmitida pela MSF.

“Os anéis estavam na mochila porque estavam danificadas e queríamos repará-las assim que chegássemos à Europa. Nenhum dos meus companheiros de viagem conseguiu recuperar alguma coisa. Estamos muito felizes, mas ainda de luto pelos nossos amigos que não conseguiram sobreviver”, acrescentou o argelino.

Segundo o jornal inglês, o casal disse aos trabalhadores humanitários que deixou Zawiya, na Líbia, a 19 de outubro, num pequeno barco de madeira com outras 20 pessoas. Depois de 48 horas de travessia, o combustível acabou e o barco foi deixado à mercê do mar, com as condições meteorológicas a ficarem cada vez piores.

Ester Russo, psicóloga da MSF, disse que os sobreviventes deste naufrágio falaram de uma grande onda que atingiu o barco a cerca de 60 quilómetros de Lampedusa.

“As 15 pessoas a bordo foram salvas por um barco de pesca siciliano. Cinco pessoas morreram, incluindo uma menina de dois anos. A mãe ficou em choque. Na mesma viagem, uma criança, de nove anos, perdeu a mãe e agora está sozinha em Itália”.

Ahmad Al Rousan, mediador cultural da MSF na Sicília, disse que Doudou ainda está a recuperar do trauma da viagem. “Ainda está em choque com o que aconteceu. Viu cinco companheiros de viagem a morrerem diante dos seus olhos, incluindo uma criança. Mas ela e Ahmed estão bem.”

Gatti diz que os membros da ONG mal podem esperar por entregar os pertences ao casal. “Também foi uma emoção forte para nós. Não se tratam apenas de objetos. Estes sacos que encontrámos com frequência são tudo o que estas pessoas têm. Tal como estes anéis, símbolo de um amor que felizmente, pelo menos desta vez, o Mediterrâneo poupou.”

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

“Nenhum país está preparado para um evento da magnitude de Pedrógão Grande", diz Comissão Técnica Independente

O engenheiro António Salgueiro, da Comissão Técnica Independente (CTI) que avaliou os incêndios na Região Centro em junho de 2017, afirmou esta terça-feira que nenhum país está preparado para a magnitude do fogo de Pedrógão …

Escócia também adia desconfinamento para julho

A Escócia também decidiu adiar o desconfinamento por várias semanas, tal como Inglaterra, devido ao agravamento da pandemia no Reino Unido, que registou 27 mortes e 11.625 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas. Inicialmente …

Países do Golfo continuarão dependentes do petróleo por mais uma década

Um estudo da agência de notação financeira Moody's revelou que os países exportadores de petróleo do Golfo vão continuar dependentes da produção de hidrocarbonetos pelo menos na próxima década. Segundo o estudo, citado pela agência Reuters, …

PSP do Porto reforça policiamento no São João e apela ao cumprimento das regras

A PSP do Porto garantiu, esta terça-feira, que vai reforçar o policiamento na noite de São João, de quarta para quinta-feira, e apela ao cumprimento das regras atendendo ao contexto atual da pandemia de covid-19. “Solicita-se …

UE garante compra de mais 150 milhões de doses da vacina da Moderna

A Comissão Europeia aprovou esta terça-feira a alteração ao segundo contrato com a farmacêutica Moderna para a ativação, em nome de todos os Estados-membros da União Europeia (UE), de 150 milhões de doses adicionais em …

Lisboa sobe mais de 20 lugares no ranking. É a 83.ª cidade mais cara do mundo

Lisboa é a 83.ª cidade mais cara do mundo em termos de custo de vida, subindo 23 posições no ranking em relação ao ano passado, num estudo da Mercer divulgado esta terça-feira, que é liderado …

Governo espanhol aprova indultos a nove líderes independentistas catalães na prisão

O governo espanhol aprovou esta terça-feira a concessão de indultos a nove líderes independentistas catalães a cumprir penas de prisão pelo seu envolvimento na tentativa de autodeterminação daquela região espanhola em 2017, anunciou o primeiro-ministro …

Direitos humanos. Confronto entre China e Canadá na ONU

O Canadá denunciou esta terça-feira na ONU, em nome de cerca de 40 países, a situação dos direitos humanos na província chinesa de Xinjiang e em Hong Kong, pedindo a Pequim uma investigação às violações …

Ministra da Saúde afasta limitação de visitas. Mas Associação de lares defende regresso da proibição

A ministra da Saúde, Marta Temido, afirmou esta terça-feira que não há necessidade de voltar a limitar as visitas a lares de idosos, advogando que as pessoas vacinadas contagiadas com o novo coronavírus desenvolvem “uma …

Tripulantes da TAP queixam-se de "extrema violência psicológica" e escrevem carta ao ministro

Um grupo de tripulantes de cabine da TAP escreveu uma carta a Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, na qual dizem temer que o processo de despedimento coletivo avance em julho e que já saíram …