Onda de calor na Alemanha partiu as “autobahns”

(cv) MVUP

O pavimento das autobahn tem 68cm de espessura – o dobro do que é habitual

A onda de calor que atingiu nos últimos dias diversas regiões da Alemanha fez com que alguns trechos da Autobahn, o sistema de autoestradas alemão, se partissem.

A Alemanha registou temperaturas acima dos 30°C ao longo da semana. A temperatura média de maio foi a mais alta para o mês desde 1889, e provocou danos em alguns trechos de autobahn, o sistema de autoestradas alemão.

Três pistas da A1, entre Bad Oldesloe e Bargteheide, no estado de Schleswig-Holstein, registaram danos significativos e acabaram por ter que ser fechadas, afectando cerca de 70.000 condutores.

Algumas secções da A10, perto de Berlim, foram também encerradas esta semana. Equipas de manutenção e da polícia estão a monitorizar um trecho da A9, na Saxônia-Anhalt, que também sofreu danos.

A fractura das lajes do pavimento acontece quando o asfalto não tem espaço para se expandir. As lajes em expansão com o calor empurram as secções adjacentes, que acabam por se partir. As autoestradas em cimento correm maior risco de fractura se já tiverem tido algum dano.

Após os incidentes, o Automóvel Clube Alemão pediu ao governo federal que coloque em prática uma estratégia de longo prazo e aumente o investimento nas autobahnen.

“Foram aplicadas medidas de curto prazo em trechos que estão particularmente em risco”, disse um porta-voz da ADAC. “Mas isso não deve substituir uma revisão completa que é necessária para a maioria das rodovias”.

O dobro da espessura, sem limite de velocidade

A “Autobahn”, ou “via para carros” tem, tradicionalmente, pelo menos duas vias de circulação em cada sentido e é restrita a veículos a motor que circulem no mínimo a 60 km/h. Não há cruzamentos na via, e as saídas sempre são para a direita. Em geral, a pavimentação tem o dobro da espessura das rodovias encontradas em outros países.

A A555, a primeira autobahn, começou a ser construída em 1929, e liga Colónia a Bona, no oeste do país. Foi inaugurada em 1932, um ano antes da nomeação de Adolf Hitler como chanceler da Alemanha. A rede tem uma extensão de 13 mil km, que daria para ligar Hamburgo a Santiago do Chile. A autobahn mais longa é a A7, com 962 km.

A Alemanha é o único país da Europa sem limite de velocidade nas autoestradas, mas há uma velocidade recomendada de 130 km/h em cerca de 50% das autobahnen. Por questões de segurança, aplica-se esta velocidade como limite em função de determinadas condições do tempo ou trânsito.

Alguns trechos das autobahnen estão preparados para ser usados por aviões militares. Tal aconteceu já na 2ª Guerra Mundial, quando muitos aeroportos estavam destruídos, mas durante a Guerra Fria mais trechos foram preparados para eventuais operações da NATO.

Além das áreas de descanso e de serviço, com parques infantis, postos de gasolina e restaurantes, ao longo das rodovias alemãs há capelas e igrejas para reflexão dos viajantes.

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “pelo menos duas faixas de rodagem em cada sentido”…
    Faixas?!
    É um erro recorrente nos media mas chamam-se VIAS de trânsito!!

RESPONDER

Ministério Público, viúva de Ihor e inspetores vão recorrer da sentença

Tanto o Ministério Público, como a viúva de Ihor Homeniuk e os inspetores do SEF, vão recorrer da decisão no caso da morte do ucraniano no aeroporto. Procuradora considera que penas foram demasiado leves. A decisão …

Entre a espada e a parede. Ministro do Ambiente de “olhos fechados“ em relação à agricultura intensiva

João Pedro Matos Fernandes, ministro do Ambiente, continua a fugir a perguntas sobre a expansão da área de estufas no Parque Natural do Sudoeste Alentejano, quando questionado em audição na comissão parlamentar de Ambiente sobre …

Uma questão de minutos. Os antigos romanos quase foram salvos da erupção do Vesúvio

Centenas de romanos antigos que fugiram da erupção do Vesúvio em 79 estavam a poucos minutos de serem resgatados num barco enviado pelo historiador Plínio, o Velho, quando morreram. Os esqueletos de 300 habitantes da cidade …

Regime de prevenção da corrupção isenta políticos e órgãos de soberania. Delação premiada gera críticas no PS

Os gabinetes dos principais órgãos políticos e de todos os órgãos de soberania, assim como o Banco de Portugal, vão ser excluídos do novo regime geral de prevenção da corrupção. De acordo com o jornal Público, …

”Pouco realista”. Banco de Portugal arrasa plano do Novo Banco para a dívida de Vieira

O Banco de Portugal considera que a reestruturação da dívida de Luís Filipe Vieira no Novo Banco é “pouco realista” e tem “pouca aderência à realidade”. A reestruturação da dívida do grupo de Luís Filipe Vieira …

Um treinador sem medo de errar e um plantel que pouco o fez. As razões para o título do Sporting

O Sporting sagrou-se, esta terça-feira, campeão nacional. Há várias figuras responsáveis pelo título dos 'leões', desde Rúben Amorim ao talentoso plantel. Apito final do Sporting CP-Boavista e os 'leões' voltam a conquistar o campeonato, 19 anos …

Identificada nova espécie de gato dente-de-sabre, uma das maiores de sempre

Usando técnicas detalhadas de comparação de fósseis, cientistas foram capazes de identificar uma nova espécie gigante de gato dente-de-sabre, que teria andado pela América do Norte entre há cinco e nove milhões de anos. De acordo …

Doentes mais graves vão começar a ser vacinados nos hospitais

Os doentes mais graves, sem limite de idade, que são seguidos em consultas hospitalares, vão começar a ser vacinados nos próprios hospitais. O processo de vacinação contra a covid-19 em Portugal está finalmente a acelerar, sendo …

Com um surto grave e hospitais em colapso, a Índia tem um novo problema: um fungo raro e mortal

Um raro fungo que invade o cérebro está a ser cada vez mais visto em pacientes vulneráveis na Índia, incluindo aqueles com covid-19. Este domingo, o ministério da saúde indiano divulgou um comunicado sobre como tratar …

Matos Fernandes reconhece que venda de barragens “é incomum” (e anuncia 30 milhões para casas eficientes)

O ministro do Ambiente e Ação Climática reconheceu que a transmissão de concessões de barragens no Douro “não é comum”, mas considerou que não prejudicarão os territórios que abrangem. Falando numa audição na Comissão Parlamentar de …