Observações ao lusco-fusco revelam tempestade enorme em Neptuno

N. Molter/I. de Pater/C. Alvarez, Observatório W. M. Keck

Apesar de deslumbrarem a maioria das pessoas, para vários astrónomos o amanhecer e o crepúsculo são considerados “um desperdício de bom tempo de observação”. Mas não para Ned Molter, estudante de astronomia da UC Berkeley.

O cientista norte-americano quis mostrar que alguns objetos brilhantes também podem ser estudados durante o lusco-fusco, enquanto que outros astrónomos olham para o relógio e esperam que o tempo passe, e rapidamente descobriu uma nova característica em Neptuno: um sistema de tempestades quase do tamanho da Terra.

“Ver uma tempestade tão brilhante, a uma latitude tão baixa, é extremamente surpreendente,” comenta Molter, que avistou o sistema perto do equador de Neptuno durante um teste ao lusco-fusco utilizando o Observatório W. M. Keck em Mauna Kea, Hawaii.

“Normalmente, esta área é verdadeiramente calma e só vemos nuvens brilhantes a bandas de latitude média, por isso encontrar uma nuvem tão enorme situada no equador é espetacular”, destaca.

Este enorme sistema de tempestades, encontrado numa região onde nenhuma nuvem brilhante tinha sido avistada antes, mede cerca de 9000 quilómetros em comprimento, ou um-terço do raio de Neptuno, abrangendo pelo menos 30 graus tanto em latitude como em longitude. Molter observou o aumento de brilho entre 26 de junho e 2 de julho.

“Historicamente, já têm sido avistadas nuvens muito brilhantes, ocasionalmente, em Neptuno, mas normalmente em latitudes mais próximas dos polos, cerca de 15 a 60 graus norte ou sul. Nunca antes uma nuvem tinha sido observada tão perto do equador, nem assim tão brilhante,” realça Imke de Pater, professora de astronomia da UC Berkeley e conselheira de Molter.

Vórtices escuros, de alta pressão, ancorados nas profundezas da atmosfera de Neptuno, podem ser os responsáveis pela gigantesca cobertura de nuvens. À medida que os gases sobem no vórtice, arrefecem.

Quando a sua temperatura cai abaixo da temperatura de condensação de um gás condensável, esse gás condensa e forma nuvens, como a água na Terra. Em Neptuno, espera-se a formação de nuvens de metano.

Tal como todos os planetas, os ventos na atmosfera de Neptuno variam drasticamente com a latitude, de modo que se houver um grande sistema de nuvens brilhantes a abranger muitas latitudes, algo deverá estar a mantê-lo unido, como um vórtice escuro. Caso contrário, as nuvens separar-se-iam.

“Este grande vórtice está localizado numa região onde o ar, em geral, está a descer em vez de subir. Além disso, um vórtice de longa duração, situado no equador, será difícil de explicar fisicamente”, comenta de Pater.

Se não estiver ligado a um vórtice, o sistema poderá ser uma grande nuvem convectiva, semelhante àquelas vistas ocasionalmente noutros planetas como a grande tempestade em Saturno, detetada em 2010. Embora também seria de esperar que a tempestade ficasse consideravelmente “manchada” após uma semana.

“Isto mostra que existem mudanças extremamente drásticas na dinâmica atmosférica de Neptuno, e talvez este seja um evento climático sazonal que ocorre a cada poucas décadas,” realça de Pater.

Neptuno orbita o Sol a cada 160 anos e uma estação tem a duração aproximada de 40 anos. É o mais planeta mais “ventoso” do Sistema Solar, sendo que os ventos mais velozes observados, no equador, atingiram uns violentos 1400 km/h.

A descoberta do misterioso complexo de nuvens equatoriais em Neptuno foi possível graças a um novo programa do Keck, que permite que estudantes universitários e investigadores trabalhem com o telescópio, enquanto contribuem para o Observatório e para a sua comunidade científica.

ZAP // CCVAlg

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Alterações climáticas de Neptuno, assim como TODOS os planetas do nosso sistema solar estão a atravessar, inclusive a Terra, e que muito convenientemente atribuem a culpa ao Homem, para sacar mais uns €€€€€€€. Na Rússia já estudam este fenómeno há imenso tempo, só a NASA é que não reconhece abertamente, pois vai contra muitos interesses, mas as alterações descritas pelo Dr. Alexey N. Dmitriev são confirmadas pela NASA, que as descreve de uma outra forma, de modo a estar “escondido em plena vista”. A informação está à nossa disposição, apenas temos que saber procurar por ela.
    No entanto,é minha convicção que todos nós deveríamos ser mais cuidadosos com o nosso lindo planeta, que infelizmente está a ser maltratado por todos nós.

RESPONDER

Bastonária dos Enfermeiros aumentou salários na Ordem à "socapa" (e com retroativos)

A Bastonária dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, está a ser acusada por antigos responsáveis da Ordem e outros profissionais de saúde de aprovado “à socapa” um subsídio de função, que a beneficia financeiramente, bem como …

Bancos emprestaram 47 milhões por dia às famílias

Os bancos emprestaram, em média, 47 milhões por dia desde janeiro. Os créditos concedidos para compra de casa e bens de consumo continuam a subir. Só no mês de junho, foram emprestados mil milhões para crédito …

Glisofato encontrado em cereais de criança

O herbicida glisofato, que causou cancro a um jardineiro, foi encontrado em 43 dos 45 cereais à base de aveia e barras de snack numa amostra recolhida nos Estados Unidos. O glisofato é um herbicida muito …

Funcionários da Google em protesto contra motor de busca censurado para a China

Mais de mil funcionários do gigante da Internet Google assinaram uma petição em protesto contra o plano secreto da empresa para criar um motor de busca que vai cumprir com as exigências da censura chinesa. O …

Pasteleiro que recusou fazer bolo de casamento homossexual volta a tribunal

Jack Phillips avançou com uma ação em tribunal contra o estado, alegando discriminação religiosa. Em causa está o facto de a Comissão de Direitos Civis do Colorado ter deliberado contra o pasteleiro, depois de este …

Em 2017, só 387 funcionários públicos esperaram pelos 70 anos para se reformar

No ano passado, só 387 funcionários públicos esperaram pelos 70 anos para se aposentarem. Este valor representa 3.1% de todas as novas pensões concedidas em 2017 pela Caixa Geral de Aposentações. As categorias profissionais mais altas …

Costa preocupado com aumento de risco de incêndio no interior norte do país

O primeiro-ministro manifestou-se preocupado com as previsões meteorológicas que indiciam um aumento do risco de incêndio a partir de sexta-feira. António Costa relembrou ainda os comportamentos que devem ser evitado no fim-de-semana. “As previsões podem implicar …

Pode ter sido encontrada a solução para comer sem engordar

Uma equipa de investigadores pode ter descoberto como resolver o problema da obesidade, e como comer sem engordar. Eles conseguiram bloquear a absorção de gordura por parte do corpo, mas, para já, só em ratos. Esta …

Nova moeda na Venezuela obriga banca a paralisar serviços eletrónicos por 24 horas

A reconversão monetária vai obrigar a banca venezuelana a paralisar o serviço eletrónico durante 24 horas, a partir das 18h00 horas locais de domingo (22h30 horas em Lisboa), anunciou o ministro venezuelano do Interior, Justiça …

Governo italiano admite ser "inevitável" que número de mortos em Génova aumente

O Governo de Itália admitiu nesta quinta-feira que será "inevitável" que o número de mortos na sequência da queda de uma ponte na terça-feira em Génova aumente à medida que os trabalhos de resgate prosseguem …