O maior objetivo de Musk é levar humanos a Marte antes de morrer

oninnovation / Flickr

Elon Musk, o bilionário visionário fundador do PayPal, Tesla e SpaceX

Elon Musk esteve presente na conferência Satelitte 2020, em Washington, nos Estados Unidos, e confessou que o seu maior objetivo é levar a raça humana a Marta antes de morrer.

“Se precisamos de 18 anos para nos prepararmos para as primeiras em órbita, precisamos de melhorar a nossa taxa de inovação ou, com base nas tendências do passado, definitivamente morrerei antes de irmos a Marte“, disse Musk, citado pela Bloomberg.

O CEO da Tesla e da SpaceX acredita que este não seria um bom presságio para a civilização humana fora do planeta Terra.

“A menos que melhoremos dramaticamente a nossa taxa de inovação, não há chance de uma base na lua ou uma cidade em Marte. Esta é a minha maior preocupação“, atirou Elon Musk, citado pelo Futurism.

O empreendedor polivalente tem o plano de estabelecer uma cidade de um milhão de pessoas no Planeta Vermelha até 2050, recorrendo a uma frota de Starships, a nave espacial da Space X.

Uma cidade destas “tem que sobreviver se os navios de reabastecimento deixarem de vir da Terra por qualquer motivo”, explicou Musk à Ars Technica. “Não importa o porquê. Se estas naves de reabastecimento param de chegar, a cidade morre ou não?”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Governo do Brasil aponta início da vacinação entre janeiro e fevereiro

O ministro da Saúde do Brasil, Eduardo Pazuello, disse que o país vai começar a receber 15 milhões de doses de vacinas para a covid-19 entre janeiro e fevereiro de 2021, com mais cem milhões …

Solução para Novo Banco pode não passar por um OE retificativo, diz João Leão

O ministro de Estado e das Finanças, João Leão, disse que a alternativa à anulação da transferência de 476 milhões de euros para o Novo Banco não tem "necessariamente que passar" por um orçamento retificativo …

Plano de vacinação arranca em janeiro com três fases. 950 mil pessoas no primeiro grupo prioritário

Pessoas com mais de 50 anos com uma patologia frequente nos casos graves de covid-19, residentes e/ou internados em lares e profissionais de saúde integram o primeiro grupo prioritário para a administração da vacina de …

Segunda vaga de moratórias autorizada pela Autoridade Bancária Europeia

A Autoridade Bancária Europeia (EBA) autorizou a reabertura de moratórias de crédito, com efeitos a partir de 01 de outubro até 31 de março de 2021, dois meses após ter suspendido novas adesões. Num comunicado publicado …

Turquia alvo de críticas duras em reunião da NATO e em risco de sanções

A Turquia esteve esta quarta-feira sob um fogo de críticas na reunião virtual dos Ministros dos Negócios Estrangeiros (MNE) da NATO e, com a deceção manifestada pelos Estados Unidos, deve preparar-se para sanções económicas americanas …

O que Neymar mais quer é voltar a jogar com Messi. Só se vier a custo zero, diz o Barça

O internacional brasileiro Neymar, que alinha pelo PSG, confessou esta quarta-feira que o mais deseja é voltar a jogar com o astro argentino Lionel Messi, com quem partilhou balneário entre 2013 e 2017 no Barcelona. …

Ministro da Administração Interna e procuradora-geral da República vão ser ouvidos no Parlamento

Eduardo Cabrita será ouvido sobre o caso do cidadão ucraniano assassinado nas instalações do SEF e Lucília Gago sobre a "recente diretiva sobre os poderes hierárquicos" na magistratura do Ministério Público. A comissão de Assuntos Constitucionais …

Portugal regista mais 79 mortos e 3.772 novos casos de covid-19

Portugal contabiliza esta quinta-feira mais 79 mortos relacionados com o novo coronavírus, que provoca a covid-19, e 3.772 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Desde o início da …

França investiga 76 mesquitas por suspeita de radicalização islâmica

A França vai investigar nos próximos dias 76 mesquitas por suspeitas de radicalização islâmica, anunciou esta quarta-feira o ministro do Interior do país, Gerald Darmanin. Trata-se de 16 templos na região de Paris e 60 no …

Medidas estão a dar resultados. Novas regras apresentadas sábado vão vigorar até 7 de janeiro

O primeiro-ministro afirmou que as medidas adotadas estão a produzir resultados, havendo uma trajetória descendente de novos casos de covid-19, mas advertiu que janeiro é mês de risco e as restrições não podem ser aliviadas. Esta …