Obama apresentou proposta para subir impostos aos ricos

Barack Obama / Flickr

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama

O presidente dos EUA apresentou esta segunda-feira a sua proposta orçamental centrada na alta de impostos e no aumento de impostos sobre os ricos, documento que permite a Barack Obama detalhar a sua visão da luta contra as desigualdades.

Desde que foi apresentada, a proposta de orçamento, no montante de quatro biliões (milhão de milhões) de dólares (3,5 biliões de euros), confrontou-se com a oposição dos republicanos, que agora controlam as duas câmaras do Congresso e estão centrados no próximo desafio eleitoral, a eleição presidencial de 2016.

O republicano Orrin Hatch, presidente da comissão senatorial do Senado, deu o tom das críticas dos adversários de Obama, ao considerar que esta nova declinação “das mesmas políticas de redistribuição que fracassaram” apenas “cede aos caprichos da base democrata”, acrescentando que o espesso documento enviado para o Congresso não faz nada para colocar o país em bases orçamentais sadias.

O presidente da Câmara dos Representantes, John Boehner, sintetizou o documento de forma crítica dizendo que se trata de “mais impostos, mais despesa”.

O debate anuncia-se áspero nas próximas semanas e nos próximos meses. Mas ao avançar com a sua “economia da classe média”, Obama pretende, desde logo, a dois anos de sair da Casa Branca, influenciar os termos do debate em 2016.

“Será que vamos aceitar uma economia na qual apenas alguns aproveitam excecionalmente bem?”, questionou Obama, em tom de desafio, ao apresentar as grandes linha do documento, que se apoia na recuperação do crescimento e na criação de emprego “a um ritmo sem precedentes depois dos anos 90”.

Destacando a redução do défice orçamental, que em 2014 caiu abaixo do equivalente a 3% do produto interno bruto (PIB) pela primeira vez desde 2007, Obama considerou que os EUA podem “investir e manter-se orçamentalmente responsáveis”.

Propondo um défice orçamental de 474 mil milhões de dólares (2,5% do PIB), Obama detalhou um plano de investimentos, com um horizonte de seis anos, em infraestruturas, como estradas e pontes, num montante de 478 mil milhões de dólares.

Este plano seria financiado em parte pelas receitas de um imposto sobre os lucros conseguidos no estrangeiro pelas empresas norte-americanas.

Estes lucros só pagam impostos a nível federal quando são repatriados para os EUA, o que faz com que as multinacionais norte-americanas conservem verdadeiros ‘tesouros de guerra’ no estrangeiro.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Refeições tardias podem realmente fazer engordar

Um jantar tardio pode contribuir para o aumento de peso e para altos níveis de açúcar no sangue, concluiu um pequeno estudo recentemente publicado. "Este estudo lança uma nova luz sobre como é que ingerir …

Salgado. "A montanha vai parir um rato" (mas ainda vamos saber o que aconteceu)

A defesa de Ricardo Salgado disse, esta sexta-feira, que ficou claro, na instrução da Operação Marquês, que o mais provável é a absolvição do ex-presidente do BES dos crimes de corrupção e que “a montanha …

Covid alastra na América. EUA bate recorde diário com mais de 60 mil infetados

Os Estados Unidos registaram 754 mortos e 60.383 infetados (um novo recorde) por covid-19 nas últimas 24 horas, de acordo com um balanço da Universidade Johns Hopkins. Depois de a Europa ter sucedido à China como …

Os maiores tubarões do mundo têm pequenos "dentes" nos olhos (e já se sabe porquê)

Uma investigação sobre os olhos dos tubarões-baleia, os maiores tubarões do mundo, revelaram que os seus olhos estão cobertos por pequenos dentes chamados "dentículos dérmicos". O tubarão-baleia (Rhincodon typus) é o maior peixe do oceano, com …

Astrónomos localizaram com precisão o centro do Sistema Solar

Pela primeira vez, uma equipa internacional de cientistas foi capaz de localizar com precisão o centro de gravidade do Sistema Solar. De acordo com o portal Science Alert, que recorda que o baricentro (centro gravidade) …

Misteriosa cruz de mármore com 1.200 anos encontrada no Paquistão

Uma cruz de mármore foi recentemente descoberta no cimo das montanhas do Baltistão, no Paquistão. Os investigadores acreditam que tem cerca de 1.200 anos e que pode ser um sinal da presença de uma antiga …

Nona Sinfonia de Beethoven revela novos detalhes sobre o cérebro humano

A Nona Sinfonia de Ludwig van Beethoven, 250 anos após a sua criação, ajudou a demonstrar a existência de células conceituais no cérebro. Quase 200 anos depois da morte de Beethoven, a maior obra do músico …

Governo vai suspender devolução dos manuais escolares

O ministro da Educação informou hoje que o Governo vai suspender a devolução de manuais escolares, em curso desde 26 de junho, cumprindo a decisão do parlamento, que aprovou uma proposta nesse sentido. O plenário da …

Cuba prestes a abrir portas ao turismo (exceto aos cubano-americanos)

Depois de fechar as suas fronteiras para os turistas no final de março por causa da pandemia da covid-19, Cuba prepara-se agora para reabrir várias das suas baías ao turismo - mas há algumas exceções. …

Cidade do México enterrou os rios para prevenir doenças, mas a covid-19 resiste e prospera

Na tentativa de evitar a disseminação de doenças como a malária e a cólera, a Cidade do México enterrou os seus rios. Agora, como consequência, criou inadvertidamente as condições necessárias para a covid-19 prosperar. A Cidade …