Obama apresentou proposta para subir impostos aos ricos

Barack Obama / Flickr

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama

O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama

O presidente dos EUA apresentou esta segunda-feira a sua proposta orçamental centrada na alta de impostos e no aumento de impostos sobre os ricos, documento que permite a Barack Obama detalhar a sua visão da luta contra as desigualdades.

Desde que foi apresentada, a proposta de orçamento, no montante de quatro biliões (milhão de milhões) de dólares (3,5 biliões de euros), confrontou-se com a oposição dos republicanos, que agora controlam as duas câmaras do Congresso e estão centrados no próximo desafio eleitoral, a eleição presidencial de 2016.

O republicano Orrin Hatch, presidente da comissão senatorial do Senado, deu o tom das críticas dos adversários de Obama, ao considerar que esta nova declinação “das mesmas políticas de redistribuição que fracassaram” apenas “cede aos caprichos da base democrata”, acrescentando que o espesso documento enviado para o Congresso não faz nada para colocar o país em bases orçamentais sadias.

O presidente da Câmara dos Representantes, John Boehner, sintetizou o documento de forma crítica dizendo que se trata de “mais impostos, mais despesa”.

O debate anuncia-se áspero nas próximas semanas e nos próximos meses. Mas ao avançar com a sua “economia da classe média”, Obama pretende, desde logo, a dois anos de sair da Casa Branca, influenciar os termos do debate em 2016.

“Será que vamos aceitar uma economia na qual apenas alguns aproveitam excecionalmente bem?”, questionou Obama, em tom de desafio, ao apresentar as grandes linha do documento, que se apoia na recuperação do crescimento e na criação de emprego “a um ritmo sem precedentes depois dos anos 90”.

Destacando a redução do défice orçamental, que em 2014 caiu abaixo do equivalente a 3% do produto interno bruto (PIB) pela primeira vez desde 2007, Obama considerou que os EUA podem “investir e manter-se orçamentalmente responsáveis”.

Propondo um défice orçamental de 474 mil milhões de dólares (2,5% do PIB), Obama detalhou um plano de investimentos, com um horizonte de seis anos, em infraestruturas, como estradas e pontes, num montante de 478 mil milhões de dólares.

Este plano seria financiado em parte pelas receitas de um imposto sobre os lucros conseguidos no estrangeiro pelas empresas norte-americanas.

Estes lucros só pagam impostos a nível federal quando são repatriados para os EUA, o que faz com que as multinacionais norte-americanas conservem verdadeiros ‘tesouros de guerra’ no estrangeiro.

/Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Lukashenko classifica grevistas e manifestantes como terroristas. Mais de 600 pessoas foram detidas

O Presidente da Bielorrússia, Alexander Lukashenko, comparou com terrorismo a atitude de manifestantes e grevistas que participaram na greve nacional convocada pela oposição e nos protestos de cidadãos para exigir a sua renúncia. "Estamos a começar …

"Não acredito que cumpra as nossas leis". Trump diz que voto por correspondência é "inapropriado"

O Presidente dos Estados Unidos (EUA) disse que é "inapropriado" os estados levarem vários dias a contar os votos por correspondência, defendendo que o vencedor deve ser declarado na noite das eleições. "Seria muito, muito apropriado …

Reservas de sangue O+ e A+ com níveis críticos. Federação apela à dádiva

A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) alertou, esta terça-feira, que as reservas nacionais estão com níveis críticos dos tipos O+ e A+, apelando aos portugueses para darem sangue. Em comunicado, a FEPODABES refere …

Madeira quer visitantes infetados a ajudar nas despesas da estadia. "É aquilo que é justo"

O presidente do Governo madeirense anunciou esta terça-feira que decorrem diligências para encontrar mais uma unidade hoteleira para acolher doentes com covid-19, defendendo que os visitantes infetados devem ajudar a custear as despesas da sua …

Filhos de pais separados não podem circular entre concelhos no fim-de-semana

Os filhos de pais separados não poderão deslocar-se entre concelhos para efetuar trocas de residência entre os progenitores entre 30 de outubro a 3 de novembro, o próximo fim-de-semana que abrange o Dia de Todos …

Receita fiscal cai 2.822,7 milhões arrastada pela quebra do IVA e IRC

A receita fiscal do subsetor Estado registou uma redução de 2.822,7 milhões de euros até setembro, recuando 8,3% face ao mesmo período de 2019, refletindo os efeitos da pandemia, segundo a Síntese de Execução Orçamental. “No …

Novo Banco põe à venda carteiras de malparado (e têm nomes de jogadores de râguebi)

Depois de ter cancelado o projeto “Nata 3”, com crédito malparado no valor de 1,2 mil milhões de euros, o Novo Banco prepara agora a venda de carteiras de dimensões mais reduzidas. A revelação foi feita …

"Racismo cultural". Com França e Turquia em rota de colisão, Charlie Hebdo publica caricatura de Erdogan

Numa altura em que França e Turquia estão em rota de colisão, a publicação satírica Charlie Hebdo colocou o presidente turco Recep Tayyip Erdogan na capa a levantar as vestes de uma mulher. De acordo com …

Rui Pinto responde a Júdice: "Lidou durante décadas com ladrões e nunca se queixou"

O pirata informático respondeu, esta terça-feira, através do Twitter, às críticas do antigo sócio fundador da sociedade de advogados PLMJ que, em tribunal, lhe chamou "ladrão". Esta terça-feira, na 17.ª sessão do julgamento sobre o processo …

Leopoldo López admite que nunca quis fugir (e promete regressar para "libertar" a Venezuela)

O líder da oposição venezuelana Leopoldo López disse esta terça-feira, em Madrid, na primeira conferência de imprensa depois de ter saído do seu país, que nunca o quis deixar e que a intenção é "regressar …