O “The Daily Guardian” e o “The Australia Today” não param de elogiar Modi (e levantam suspeitas)

narendramodiofficial / Flickr

O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi

Na Índia, os líderes do partido no poder estão a partilhar artigos que elogiam a resposta do primeiro-ministro Narendra Modi à devastadora crise sanitária. Os artigos, contudo, são publicados em sites obscuros com nomes muito semelhantes aos dos principais meios de comunicação do Reino Unido e da Austrália.

Na terça-feira, Amit Malviya, que lidera o departamento de Tecnologia e Informação do partido no poder, partilhou no Twitter um artigo, intitulado “Primeiro-ministro Modi tem trabalhado no duro”, publicado por um site chamado The Daily Guardian.

Kiren Rijiju, ministro do Governo de Narendra Modi, tweetou o mesmo link para os seus quase um milhão de seguidores, assim como outros governantes.

Apesar de alguns utilizadores terem acusado o partido de Modi de criar o site em questão, a verdade é que é propriedade de um empresário indiano que também possui uma rede de televisão.

De acordo com a Vice, Sudesh Verma, autor do artigo que elogiou a resposta do Governo, é membro do Bharatiya Janata Party (BJP) e já escreveu um livro intitulado “Narendra Modi: The Game Changer.”

Pratik Sinha, cofundador do Alt News, disse ao matutino que o The Daily Guardian é uma plataforma usada como uma publicação “amigável do Governo” para sugerir que “Modi não é o culpado” pela crise sanitária do país.

Um outro artigo, desta vez publicado no site The Australia Today, também levantou algumas dúvidas nos últimos dias. No texto, lê-se que, “além da covid-19, a Índia também está a lutar contra jornalistas abutres, que estão a espalhar mais pânico e desespero do que a própria pandemia”.

Um facto curioso, salientado pela Vice, é que o The Australian publicou um artigo, intitulado “Modi leva a Índia a um apocalipse viral”, que levou o embaixador indiano em Canberra a escrever uma carta endereçada à publicação, afirmando que o artigo era “completamente sem base, malicioso e calunioso”.

Depois disso, o The Australia Today publicou um artigo, intitulado “A comunidade indiana exige desculpas do jornal australiano por chamar a Índia de ‘inferno'”.

O timing colocou algumas dúvidas. “O objetivo dos dois sites é diferente”, explicou Sinha. “O The Australia Today é claramente administrado por pessoas de origem indiana, mas o site foi feito para parecer uma organização internacional.”

James Oaten, um jornalista australiano, escreveu uma publicação no Twitter onde denuncia isso mesmo: o site de notícias “não é” australiano.

O analista e professor indiano Ashok Swain explicou à Vice que o Governo está sob pressão e disposto a fazer qualquer coisa para “gerir a marca e formatar a imagem”.

“O Governo continua a espalhar a meia verdade de que os media estrangeiros estão a promover a crise. No entanto, quando a situação é tão grave e as redes sociais mostram centenas de pessoas a morrer sem oxigénio e dezenas de cadáveres a boiar nos rios, os media indianos não têm outra opção a não ser relatar esses incidentes”, acrescentou.

Já Michael Kugelman, vice-diretor do Programa da Ásia no Wilson Center, disse que o BJP “fará qualquer coisa para tentar projetar positividade, mesmo durante uma pandemia violenta, e mesmo que implique o uso de táticas bizarras”.

“Há uma tempestade perfeita. Temos um Governo muito sensível às críticas do exterior, que tem uma fixação pela imagem e que enfrenta a mais grave crise política dos seus sete anos de Governo. O resultado é previsível: um esforço total para resistir à cobertura negativa dos media estrangeiros”, rematou.

Liliana Malainho, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Hungria 1-1 França | Magiares travam campeões do Mundo

A Hungria empatou hoje 1-1 com a França, em encontro da segunda jornada do grupo F do Euro2020 de futebol em que travou a campeã mundial, algo desinspirada no ataque, graças a uma atuação organizada …

Portugal vs Alemanha em direto: Fernando Santos não faz alterações no onze

A seleção portuguesa de futebol pode garantir hoje o apuramento para os oitavos de final do Euro2020, mas terá de vencer a poderosa Alemanha, ainda à procura dos primeiros pontos no Grupo F. O jogo …

Governo diz que limites à circulação na AML está protegida por Lei de Bases

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde afirmou hoje que a medida que impõe limites à circulação na Área Metropolitana de Lisboa (AML) está “bem protegida e consolidada” naquilo que é a Lei de …

Cidade australiana está coberta de teias de aranha. Fenómeno tem explicação

Uma região australiana está a ser inundada por teias de aranha, após se deparar com severas inundações que obrigaram os habitantes - e os aracnídeos - a procurar terras mais secas para se estabelecerem. A região …

Governo decide que mortes sob custódia policial passam a ter autópsia obrigatória

Decreto-lei de 16 de junho frisa a necessidade de haver sempre autópsia quando há mortes sob custódia ou em sequência de intervenções policiais e militares. O decreto formaliza "uma prática própria de um Estado democrático", diz …

Mais 1183 novos casos e uma morte nas últimas 24 horas

O último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde regista uma ligeira redução no número de infeções confirmadas pelo coronavírus SARS-CoV-2, com 1.183 casos, e uma morte associada à covid-19. O mesmo boletim indica que estão mais …

Austrália queixa-se da China à Organização Mundial do Comércio por tarifas sobre o vinho

A Austrália queixou-se formalmente à Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre as tarifas que Pequim impôs aos vinhos australianos, disse hoje o Governo. A queixa surge na sequência de consultas intensivas com os produtores de vinho …

Quase metade das camas para estudantes do superior ainda não têm data para ficarem prontas

Mais de 40% das camas incluídas no Plano Nacional de Alojamento Estudantil ainda não têm uma data prevista para poderem começar a ser usadas. O programa do Governo tem como objetivo responder à falta de residências …

Ex-presidente de Infarmed diz que é preciso não descartar a capacidade das farmácias na vacinação

O ex-presidente de Infarmed considera que o mais importante para travar a pandemia é garantir a rápida vacinação do maior número de pessoas no menor espaço de tempo e que é preciso não descartar a …

Clérigo ultraconservador Ebrahim Raisi vence eleições presidenciais do Irão

O clérigo ultraconservador Ebrahim Raisi venceu as eleições presidenciais do Irão com mais de 62,2% dos votos, segundo resultados oficiais parciais hoje divulgados. Em 28,6 milhões de votos contados, Raïssi obteve "mais de 17.800.000" votos, declarou …