O confinamento teve um custo psicológico significativo na Nova Zelândia

António Pedro Santos / Lusa

Uma nova investigação revelou que o confinamento, como medida para conter a covid-19, teve um impacto significativo no bem-estar dos neozelandeses, especialmente no dos mais jovens. Ainda assim, nem todos os resultados foram negativos.

Uma equipa de cientistas da Universidade de Otago, na Nova Zelândia, conduziu uma investigação entre os dias 15 e 18 de abril, que corresponderam aos dias 19 a 22 do confinamento de 33 dias. De acordo com os resultados, quase um terço dos participantes sofreu mentalmente durante o confinamento.

Citada pelo Science Daily, Susanna Every-Palmer, chefe do Departamento de Medicina Psicológica da Universidade de Otago, disse que 30% dos participantes relataram sofrimento psicológico moderado a grave e 16% apresentaram níveis moderados a altos de ansiedade. Quase 40% dos inquiridos disseram que o nível de bem-estar era baixo.

“O confinamento da Nova Zelândia eliminou com sucesso a covid-19 da comunidade, mas os nossos resultados mostram que essa conquista trouxe um impacto psicológico significativo”, disse Every-Palmer. “Foram relatadas taxas de angústia substancialmente altas entre aqueles que relataram ter perdido os empregos; que tinham vulnerabilidades de saúde; e aqueles que tiveram um diagnóstico anterior de doença mental.”

O nível de sofrimento mental foi muito maior em adultos mais jovens: quase metade dos inquiridos, com idade entre 18 e 24 anos, experimentaram sofrimento psicológico moderado a grave, em comparação com menos de um em 10 adultos com 65 anos ou mais.

Pouco mais de 6% dos participantes relataram ter pensamentos suicidas durante o confinamento. Quase um em cada 10 inquiridos experimentou diretamente alguma forma de dano familiar durante o período de confinamento, como agressão sexual, agressão física ou assédio e comportamento ameaçador.

Mas nem todas as consequências foram negativas: 62% dos participantes consideram que este “mal” trouxe coisas boas, como o teletrabalho, passar mais tempo com a família, viver num local mais silencioso e um ambiente menos poluído.

“As consequências da pandemia vão ser generalizadas e prolongadas. Ainda assim, as nossas descobertas enfatizam a necessidade de alocar recursos para apoiar o bem-estar mental durante e após os confinamentos”, rematou Every-Palmer.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Meteorito atinge casa de homem indonésio e transforma-o em milionário

O caso insólito aconteceu em Kolang, na Sumatra do Norte, Indonésia. Um fabricante de caixões de 33 anos encontrou um meteorito no seu jardim, depois deste atingir o telhado da sua casa em agosto. O protagonista …

Há 20 anos que ninguém sabe do paradeiro de dois cadernos de Charles Darwin

Dois dos cadernos do naturalista Charles Darwin, um dos quais com o rascunho da “Árvore da Vida” (1837), estão desaparecidos há cerca de 20 anos e terão sido muito provavelmente roubados, anunciou esta terça-feira a …

Cientistas reconstruiram explosão de Beirute através das redes sociais

Cientistas forenses recorreram a imagens partilhadas nas redes sociais para reconstruirem a explosão de Beirute, em agosto, que matou 191 pessoas. A 4 de agosto, uma série de explosões causadas por 2.750 toneladas de nitrato de …

Professor alemão do ensino básico é suspeito de canibalismo e homicídio

Depois de uma pilha de ossos ter sido encontrada por transeuntes no parque de Berlim, as autoridades alemãs descobriram que se tratava de uma vítima de canibalismo. As pistas conduziram-nas, mais tarde, à casa do …

Marselha 0-2 FC Porto | Dragão vence e abre porta dos "oitavos"

Basta apenas um ponto para que o FC Porto carimbe uma vaga nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Na noite desta quarta-feira, os “dragões” venceram o Marseille por 2-0 – com os contributos de Zaidu …

Mais de 100 mil crianças morreram com VIH e 320 mil ficaram infetadas. A pandemia pode piorar o cenário

De acordo com um relatório da UNICEF, a cada 100 segundos uma criança ou jovem com menos de 20 anos foi infetado pelo VIH no ano passado. Com os novos dados, o número total de …

Animação mostra como foram construídas as pontes do século XIV

Construir uma ponte sobre a água parece uma tarefa complicada e a verdade é que, apesar dos inúmeros avanços tecnológicos, os fundamentos pouco alteraram desde os tempos medievais. A Ponte Carlos tem 618 anos, mas não …

Médicos sem Fronteiras deixam hospital da Venezuela devido a restrições

A Médicos sem Fronteiras (MSF) vai se retirar de uma colaboração com um hospital venezuelano que visa tratar pacientes com covid-19 devido a restrições na entrada de especialistas no país, informou a organização na terça-feira. A …

O novo amplificador de guitarra tem maior capacidade de encaixe (e é mais poderoso)

Em 2016, o engenheiro eletrónico Chris Prendergast lançou um projeto Kickstarter para o amplificador de guitarra portátil JamStack. Este encaixava-se num pino de correia e emitia sons gerados por um smartphone. Agora foi lançada a …

Etiópia. Comissão de direitos humanos denuncia massacre de 600 civis na região de Tigré

A organização independente que investiga acusações de violência contra civis na Etiópia corroborou o relatório da Amnistia Internacional que denunciou a chacina de pelo menos 600 pessoas na região de Tigré, no Norte do país. Segundo …