Nuvem radioativa que pairou sobre a Europa teve origem na Rússia

Elevados níveis de radiação foram detetados no continente europeu entre setembro e outubro. Autoridades francesas afirmam que um acidente em território russo terá causado a nuvem radioativa.

Um acidente numa instalação nuclear na Rússia terá causado o aumento nos níveis de radioatividade registados na Europa, concluiu o relatório da agência de controlo nuclear francesa divulgado na sexta-feira. A radiação foi detetada em diversos países europeus entre o final de setembro e o início de outubro.

As conclusões do Instituto de Radioproteção e Segurança Nuclear (IRSN) da França, estabelecidas com base nos níveis de radioatividade detetados em diversas estações de medição e dados meteorológicos, estimam que a fonte da nuvem radioativa estaria localizada na região entre o rio Volga, que nasce a noroeste de Moscovo, e os Montes Urais, cordilheira que separa a Europa da Ásia.

O relatório afirma ainda que a monitorização indicou o aumento da presença do isótopo ruténio-106. O IRSN destacou, porém, que essa emissão não representa riscos para a saúde pública ou para o meio ambiente.

O episódio afetou a maioria dos países europeus entre os dias 27 de setembro e 13 de outubro. A partir das simulações, os cientistas franceses determinaram a região de origem do vazamento. Porém, não foi possível indicar um local exato.

A agência conseguiu concluir também que o vazamento terá tido um caráter acidental e aconteceu na última semana de setembro.

O instituto ressaltou ainda que tal incidente não estará relacionado com um reator nuclear, devido à ausência de outros elementos que seriam liberados, se este fosse o caso.

Os cientistas franceses destacaram que, caso tivessem detectado no seu país as concentrações de ruténio-106 estimadas na região do foco entre o Volga e o Ural, teriam sido adotadas medidas para a evacuação da população num raio de vários quilómetros.

A agência afirmou também que os níveis máximos de concentração desse produto radiativo ultrapassaram os limites na região e podem contaminar os alimentos produzidos na área. Como medida de precaução, o IRSN recomendou que os alimentos importados dessas zonas sejam alvos de controlos aleatórios.

Na semana passada, a agência alemã de proteção radiológica já tinha indicado o aumento dos níveis de ruténio-106 em vários países europeus. Quando surgiram as primeiras informações que relacionavam a radiação a um eventual acidente na Rússia, a empresa estatal russa para a energia nuclear, Rosatom, negou qualquer ocorrência deste tipo nas suas instalações.

O ruténio-106 é usado na radioterapia para tratar tumores oculares e também como fonte de energia para satélites.

ZAP // DW

PARTILHAR

RESPONDER

Mourinho e jogadores do Tottenham apanhados a quebrar regras de isolamento

O técnico português José Mourinho e três jogadores do Tottenham foram apanhados a quebrar as regras de isolamento social decretadas no Reino Unido, segundo avança o diário britânico The Guardian. De acordo com fotografias e vídeos …

Infetados que furem quarentena podem arriscar prisão preventiva

Em Portugal, o crime de propagação de doença tem uma moldura penal que pode ir até oito anos de prisão, admitindo ainda medidas de coação privativas da liberdade, como é o caso da prisão preventiva. Assim, …

Conquistadores espanhóis usaram técnicas indígenas para construir as suas armas

Um novo estudo concluiu que os invasores espanhóis foram obrigados a aprender com os indígenas da Mesoamérica sobre a produção de cobre. Descobertas arqueológicas em El Manchón, no México, apoiam a ideia de que invasores espanhóis, desesperados …

Açambarcamento de medicamentos por Portugal? "É um total absurdo", diz Infarmed

O Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde reagiu à acusação feita por uma organização belga, que dizia que Portugal está a fazer um armazenamento excessivo de medicamentos essenciais para o tratamento …

Descoberto âmbar com 40 milhões de anos com duas moscas a acasalar

Há 40 milhões de anos, no supercontinente Gonduana, duas moscas que se encontravam a acasalar viram-se, inesperadamente, numa situação complicada. De alguma forma, este par de moscas de pernas longas (Dolichopodidae) ficou preso na seiva pegajosa …

40 marinheiros do porta-aviões Charles de Gaulle com sintomas de covid-19

Quarenta marinheiros do porta-aviões francês Charles de Gaulle apresentaram recentemente "sintomas compatíveis" com os da infeção pelo novo coronavírus e estão sob "observação médica reforçada", anunciou o Ministério da Defesa. "A partir de hoje, uma equipa …

Medidas para as prisões, apoios às empresas, suspensão de tarifas. Parlamento discute mais de 100 iniciativas

Medidas excecionais para prisões e banca, mais apoios às empresas ou à cultura ou a suspensão de propinas e das tarifas de gás e luz são alguns dos temas que vão passar esta quarta-feira pelo …

Trump tem "interesse financeiro" em farmacêutica que produz hidroxicloroquina (a sua "cura" para a Covid-19)

Donald Trump falou da hidroxicloroquina como uma potencial "cura milagrosa" para a Covid-19, apesar das recomendações contrárias de especialistas e da falta de estudos científicos válidos que confirmem os benefícios da substância. O The New …

Restos de bombas atómicas revelam longa vida dos tubarões-baleia

Cientistas estão a determinar a esperança de vida do maior peixe dos oceanos com a ajuda de testes de bombas atómicas realizados durante a Guerra Fria, entre os anos 50 e 60. Em perigo de extinção, …

Telescópio russo apanha o despertar de um buraco negro

O telescópio russo ART-XC do observatório espacial Spektr-RG detetou uma fonte brilhante de raios-X no centro da Via Láctea, que acabou por revelar ser o "despertar" do buraco negro 4U 1755-338. A descoberta ocorreu no passado …