Nuno Crato vai ser testemunha dos colégios privados contra o Ministério

José Sena Goulão / Lusa

Ministro Nuno Crato em aula sobre eclipse solar

Ministro Nuno Crato em aula sobre eclipse solar

O ex-ministro da Educação Nuno Crato confirmou que vai ser testemunha dos colégios privados nas ações que estão a ser apresentadas a contestar a redução pelo Governo dos contratos de associação.

“A Associação de Estabelecimentos do Ensino particular e Cooperativo (AEEP) avisou-me de que me ia arrolar como testemunha. É um direito deles e eu colaborarei com a justiça e responderei a todas as perguntas do juiz”, afirma Nuno Crato ao Diário de Notícias, sem adiantar pormenores sobre o que dirá em tribunal.

O ex-ministro da Educação do Governo de Passos Coelho será chamado a depor em tribunal quando derem entrada nos tribunais, nas próximas semanas, diversas ações judiciais devido ao que os colégios consideram ser “incumprimento contratual”.

O jornal descreve que o objectivo é que Nuno Crato, que vai testemunhar contra o Ministério pelo qual foi responsável nos últimos quatro anos, explique que as turmas de início de ciclo estão garantidas.

O representante do Movimento em Defesa da Escola Ponto, Manuel Bento, afirma ao DN que também quer contar com os depoimentos, em tribunal, do antigo secretário de Estado do Ensino e da Administração Escolar, João Casanova de Almeida, e acredita que os ex-governantes vão dar um contributo a favor do argumento dos colégios privados nesta batalha contra o Governo.

“Irão confirmar aquilo que todos sabemos”, acredita Manuel Bento.

As escolas privadas com contrato de associação alegam, com base nos contratos assinados no tempo do anterior Governo, que foram autorizadas a abrir as mesmas turmas em início de ciclo (5º, 7º e 10º anos de escolaridade) que tinha aberto em 2015 e que essa regra seria válida em cada um dos três anos de vigência.

No entanto, a tese do Ministério da Educação é que só está garantida a abertura dessas turmas no primeiro ano, sendo que nos seguintes o contrato só assegura as turmas de continuidade até ao fim do ciclo.

O atual ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, já anunciou o encerramento de 57% das turmas de início de ciclo nas escolas com este tipo de contrato, depois de ter sido feito um estudo da rede escolar.

Assim, dos 79 colégios com contrato de associação, 39 já não abrem novas turmas e 19 vão ter menos turmas de início de ciclo.

ZAP

PARTILHAR

14 COMENTÁRIOS

  1. Que novidade, tudo irão fazer para o ps não ter sucesso, mas até agora está-lhes a correr muito mal e irá correr ainda pior a medida que as verdades se vão sabendo!

  2. Quando rola milhões de euros nos bolsos de alguns é no que dá, por acaso alguém acredita que na realidade se trata dos alunos? gostaria que se tornasse publico de quem são as escolas privadas da area de Lisboa, acredito que estão na mão de alguns ex governantes ou altas patentes de partidos que só as abriram pela mama que foi na altura concedida senão vejamos quando foi que abriram mais escolas privadas se quando foi necessário ou se quando já não eram tão necessárias e a oferta já chegava mas os incentivos continuavam cada vez mais altos e com os conhecimentos certos era um encher de notitas.

  3. Agora se vê como certos membros do governo de P. Coelho estavam a favor dos interesses do “lobbi” do ensino particular. Se calhar não era bem assim?… Ou será que era?… Não sei…

  4. O Sr. que destruiu a educação em Portugal, vai testemunhar a favor dos grandes erros de destruição massiva da escola publica, que cometeu ao longo de 4 anos que esteve no governo a destruir, destruir, destruir.

  5. Ó Lodis, tenha juízo. Se alguém destruiu alguma coisa no ensino foram os palermas que tinham orçamento para intervir em 400 escolas e que o rebentaram todo (mais 3 vezes) em apenas cento e poucas escolas com candeeiros de dois mil e tal euros e torneiras de 500 euros. Esses sim deveriam responder por isso e por muito mais. Do mesmo modo com o governo anterior finalmente tivemos uma educação com exigência, com avaliação contínua dos alunos e dos professores. Agora voltamos à bandalheira do passado. Os alunos passam todos. Os professores não são avaliados e continuam a ser professores, sabendo-se que nas provas que houve no passado recente mais de metade chumbava! Enfim pessoas como o Lódis contribuem para que o país nunca saia do mesmo. Obrigado pelo seu contributo.

    • Tem toda a razão.
      A forma como o dinheiro foi gasto no parque escolar deixa muito a desejar. Infelizmente, mais uma gestão ruinosa do bem comum…

    • Como? Candeeiros de dois mil euros e torneiras de quinhentos euros?
      Francamente!
      Teria realmente interesse em saber quais as escolas onde isso existe, já que pelos vistos sabe.
      A nivel das avaliações o seu comentário é disparatado em absoluto. Voce deve ter memoria muito curta ou ja se esqueceu que quem mais lutou por avaliações foi a ministrra da educação do governo do Socrates, o que aliás lhe valeu muitas greves, etc.
      Que lata, porra!

  6. Peço aos Srºs. honestos que haverá com certeza no Ministério da Educação, que averiguem a vida deste mabeco do Crato, porque este individuo tem o mataco sujo de certeza absoluta, ao defender os oportunistas , vigaristas, chulos, incompetentes, dos colégios privados, isto só é possível num País em que hà tantos anos andam uma quantidade de honestos a trabalhar para uma série de chicos espertos que nos andam a sugar até ao tutano e são uma escória da sociedade.
    VIVA PORTUGAL…

  7. Os juízes que se cuidem. O crime do oportunismo organizado, está ai e chefiado pelo seu mentor “El C*a*o”…

Os cogumelos podem ser muito mais antigos do que pensávamos

Os cogumelos podem ser mais antigos do que pensávamos, concluíram cientistas que dataram vestígios de micélio (constituinte dos cogumelos) com 800 milhões de anos, divulgou esta quarta-feira a Universidade Livre de Bruxelas, na Bélgica. Estudos anteriores …

Comer iogurte natural pode ajudar a reduzir o risco de cancro da mama

Uma das causas mais apontadas para o cancro da mama é a inflamação causada por bactérias nocivas. Esta tese ainda não foi provada, mas é apoiada pelas evidências até agora disponíveis de que a inflamação …

Primeiro caso suspeito de infeção por coronavírus detetado em Portugal

Foi detetado o primeiro caso suspeito de infeção infeção pelo novo coronavírus , em Portugal, anunciou este sábado a Direção-Geral de Saúde. “Este doente, regressado hoje [este sábado] da China, onde esteve na cidade de Wuhan …

Slava Semeniuta transforma chuva em atmosfera néon

O artista e fotógrafo russo Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, mistura elementos naturais e faz mágica com eles. Slava Semeniuta, também conhecido como Visual Scientist, retoca fotografias de poças de água para criar composições …

Empresa quer vender dispositivos que extraiem água potável do ar

A empresa israelita Watergen está a planear começar a vender uma versão para o consumidor do seu aparelho que extrai água potável do ar ainda este ano. A tecnologia do gerador atmosférico da empresa está em …

"Sem padrinhos, nem donos". Líder da JP levanta congresso centrista

O candidato à liderança do CDS Francisco Rodrigues dos Santos arrancou este sábado no congresso centrista, que está a decorrer em Aveiro, a maior ovação dos delegados, com um discurso inflamado, em defesa de um …

Quando chegaram à Europa pela primeira vez, as batatas eram "hereges"

Os espanhóis foram os primeiros europeus a encontrar batatas na América do Sul nos anos 1530. Porém, quando foram trazidas para o Velho Continente, não foram bem recebidas por todos. Depois de terem sido encontradas pelos …

Ano vai ser "inevitavelmente" de contestação social, avisa CGTP

O secretário-geral da CGTP, Arménio Carlos, disse esta sexta-feira que este ano vai ser “inevitavelmente” de contestação social se o Governo e as empresas continuarem a insistir num modelo de baixos salários. O líder da intersindical …

Maior ameaça ao crescimento português vem de Espanha

Diz o ditado popular que de Espanha nem bom vento, nem bom casamento. Mas, na verdade, o crescimento económico do país vizinho tem contribuído para puxar pela economia portuguesa. Agora, quando se prevê um abrandamento …

Cabo Verde esteve sem Internet durante 24 horas

O arquipélago de Cabo Verde voltou a ter acesso à Internet na tarde desta sexta-feira, cerca de 24 horas depois de uma instabilidade provocada por falhas no fornecedor internacional do serviço. O país tinha ficado sem …