Novo recorde com mais de 65 mil casos de covid-19. Morreram 42 pessoas

5

Nuno Veiga / Lusa

Portugal atingiu, esta quarta-feira, mais um recorde de casos de covid-19: foram registadas 65.578 infeções, num dia em que há a lamentar 42 mortes.

Portugal registou 65.578 casos positivos de covid-19 e 42 óbitos nas últimas 24 horas, indica o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O Norte é a região que regista mais infeções, com 28.314 casos confirmados, seguido pela região de Lisboa e Vale do Tejo, que contabiliza mais 18.696 novas infeções.

Segue-se a zona Centro (11.204), o Algarve (2.828), Alentejo (2.094), os Açores (1.285) e a Madeira (1.157).

Dos 42 óbitos, 16 foram registados no Norte, 15 na região de Lisboa e Vale do Tejo, nove na região Centro e dois no Alentejo.

Os internamentos voltaram a diminuir esta quarta-feira. Há agora 2.313 doentes internados no país, menos sete do que os registados no último boletim, e 154 pessoas em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), menos oito em relação a esta terça-feira.

O boletim diário da DGS indica ainda que 62.145 pessoas recuperaram da doença, num total de 1.842.153 recuperados desde o início da pandemia. Portugal tem hoje 515.962 casos ativos, um aumento de 3.391 em relação ao dia anterior, e 546.357 contactos em vigilância.

Em relação à matriz de risco, que sofreu hoje uma nova atualização, a incidência do SARS-Cov-2 ao nível nacional está nos 5728,4 casos por 100.000 habitantes. Se se contar apenas com o Continente, a incidência é agora de 5683,5 casos/100.000 habitantes.

Já o índice de transmissão R(t) situa-se nos 1,17 a nível nacional e nos 1,18 no continente.

Quem tem mais de 25 anos já fazer o autoagendamento da vacina contra a covid-19 no portal da Direção-Geral da Saúde (DGS). A atualização foi feita na terça-feira à tarde, depois de ter sido aberta a possibilidade para quem tem mais de 30 anos.

As pessoas com 50 ou mais anos e as pessoas com mais de 18 anos vacinadas com a vacina da Janssen há 90 ou mais dias continuam a poder fazer o autoagendamento.

  Liliana Malainho, ZAP //

5 Comments

  1. Algum virologista consegue dizer se já passámos à endemia? É que (e eu não sou licenciado nessa área) os dados mais recentes do Covid-19 não permitem afirmar que estamos numa fase mais suave… os erros de interpretação são fatais, e as pessoas não se consciencializaram…

    • Estou certo que sim. Com 90% da população vacinada e com milhões já com imunidade natural, e admitindo esta variante, os responsáveis políticos têm mesmo de pensar em regressar totalmente à normalidade. Isso deverá acontecer na terceira semana de Fevereiro.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE