/

Novo Banco vende sucursal em Espanha ao Abanca

O Novo Banco fechou um acordo com o espanhol Abanca para a venda das suas operações em Espanha, concluindo desta forma um processo que tinha em curso desde maio do ano passado. O negócio reforça o posicionamento banco no segmento da banca pessoal e empresas.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Esta operação segue-se à compra no ano passado do Bankoa. “A transação está sujeita às autorizações regulatórias correspondentes e à conclusão do processo de integração”, informa o Abanca em comunicado.

A compra do Novo Banco apresenta um “baixo risco de execução e mínimo consumo de capital”, garante o Abanca, que após a operação passará a ter um volume de ativos de 71.338 milhões de euros e a gerir 42.368 milhões de euros de crédito a clientes, 46.037 milhões de euros de depósitos e 11.789 milhões de euros de passivos fora do balanço.

Em comunicado emitido à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o Novo Banco adianta que, com este acordo, “aliena as operações de retalho, banca privada e PME em Espanha, incluindo 10 balcões e respetivos colaboradores”.

“Esta operação reforça o posicionamento do Abanca em Espanha, especialmente em Madrid, e em segmentos que são estratégicos para o banco. O primeiro é o negócio da banca pessoal e privada, que cresceu nos últimos anos, tal como estava previsto no Plano Estratégico e com as aquisições da rede de retalho e private banking do Deutsche Bank em Portugal, do Banco Caixa Geral em Espanha e, mais recentemente, com a aquisição do Bankoa”, refere o banco.

O segundo eixo que será reforçado é a do negócio de empresas, “especialmente nas operações fora do balanço e na atividade cross border“.

A operação de compra irá ainda potenciar o crescimento do Abanca na área dos seguros.

Esta é a sexta operação financeira realizado pelo banco desde 2014, com a compra do Banco Etcheverría, seguido do Popular Servicios Financieros (2017), do negócio de retalho e private banking do Deutsche Bank e do braço espanhol da Caixa Geral de Depósitos, o Banco Caixa Geral (2018).

O negócio, que deverá estar concluído no segundo semestre deste ano, permitirá ao espanhol Abanca atingir os 100 mil milhões de euros de volume de negócio, segundo um comunicado da instituição sediada na Galiza.

  ZAP // Lusa

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.