Da incerteza ao alívio. Pai da agressiva resposta da Nova Zelândia explica abordagem

Mário Cruz / Lusa

Michael Baker, o médico que idealizou a resposta agressiva à pandemia por parte da Nova Zelândia, explicou o que inspirou a sua estratégia bem-sucedida.

A Nova Zelândia tem sido amplamente elogiada pela sua resposta agressiva à pandemia de covid-19. No momento da redação deste artigo, o país conta apenas com 14 casos ativos. Michael Baker, o médico que formulou a estratégia de eliminação do novo coronavírus, confessa que, no início, muitos dos seus colegas duvidaram da abordagem radical, resistindo à sua implementação. Agora, estão rendidos.

A Nova Zelândia registou o primeiro caso de infeção a 28 de fevereiro e, à semelhança do resto dos países, planeou, numa primeira fase, aumentar gradualmente as medidas restritivas para controlar o surto. No entanto, Michael Baker, um especialista em saúde pública da Universidade de Otago que integrou o painel consultivo do Governo, insurgiu-se contra a abordagem.

Segundo o New Scientist, Baker inspirou-se num relatório da Organização Mundial da Saúde sobre a China, datado de fevereiro, para chegar à conclusão que a Nova Zelândia poderia impedir a propagação do vírus – e até eliminá-lo completamente – se implementasse um bloqueio rigoroso o mais rápido possível.

A ala que se mostrou contra a ideia de Baker argumentou que a abordagem ideal seria uma mais leve, como a da Suécia. Muitos acreditavam que a disseminação da covid-19 era inevitável e que uma estratégia de eliminação “nunca funcionaria”.

Mas o Governo decidiu optar pelo conselho de Baker, devido ao seu histórico em saúde pública. A 25 de março, com apenas 205 casos, o Governo neozelandês implementou um dos mais rígidos bloqueios do mundo: as pessoas só podia sair de casa por razões essenciais, como comprar comida ou ir ao médico.

Baker sentiu-se “muito emocionado” com a decisão do Governo, mas também ansioso por não saber se a estratégia iria funcionar. Tudo decorreu como Baker havia planeado: colocar o país inteiro em quarentena no início da transmissão comunitária deu às autoridades tempo para fortalecer as capacidades de testagem e rastreamento de contactos.

O país registou apenas 1520 casos covid-19 e 22 mortes até ao momento. A 8 de junho, a Nova Zelândia suspendeu todas as suas restrições, exceto as medidas de controlo de fronteira.

“Houve uma incrível sensação de alívio”, resumiu Michael Baker.

Para proteger a Nova Zelândia contra uma potencial segunda vaga, Baker acredita que é fundamental o uso de máscaras em transportes públicos e instalações de controlo de fronteiras.

Michael Baker, pai da abordagem neozelandesa, está orgulhoso do sucesso do país, mas está consciente de que é muito importante não se tornar complacente ou presunçoso. O especialista adverte que outros países que aparentemente superaram o vírus, como a China e a Coreia do Sul, sofreram surtos subsequentes.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Abel Ferreira tentou levar jogador do Benfica para o Palmeiras

O treinador português Abel Ferreira, ao leme do comando técnico dos brasileiros do Palmeiras, pediu a contratação de Franco Cervi, que alinha pelo Benfica, mas acabou por ver a sua proposta recusada pelo jogador argentino. …

Governo aperta regras. Passageiros do Brasil ou Reino Unido têm de ter teste negativo e cumprir isolamento

Os passageiros provenientes do Brasil e do Reino Unido vão ser obrigados a apresentar um teste negativo e a cumprir 14 dias de isolamento profilático. A partir deste domingo, os passageiros provenientes do Brasil e do …

O primeiro hotel espacial mudou de nome (e deverá abrir em 2027)

Fechado em casa a sonhar com a próxima viagem? Esqueça as praias paradisíacas ou as grandes metrópoles. As férias do futuro podem vir a ser no Espaço. Tudo começou em 2019, quando a empresa californiana Gateway …

Testes rápidos esgotam na Alemanha no primeiro dia em que são postos à venda

O processo de vacinação na Alemanha continua lento. O Governo está a contar com a realização em massa de testes rápidos de antigénio para iniciar um plano de desconfinamento progressivo. As principais cadeias de supermercados …

Rio avisou autarcas que podem ser postos "para o lado" se se portarem "menos bem"

O líder do PSD diz não entender o mal-estar de alguns autarcas com o anúncio dos candidatos às eleições locais. Este sábado, no discurso de encerramento da 5.ª Academia de Formação Política para Mulheres do …

Movimento “Black Lives Matter” fez diminuir mortes causadas por polícias

Desde que os protestos de Black Lives Matter começaram a ganhar destaque, após a morte de Michael Brown em 2014, no Missouri, o movimento espalhou-se por centenas de cidades em todos os estados dos EUA …

Novela autárquica em Braga. Direção nacional escolheu Hugo Pires, mas entrou em choque com a concelhia

O deputado e ex-vereador local Hugo Pires é o escolhido da direção nacional do PS para a Câmara Municipal de Braga, que está nas mãos do PSD. Mas a decisão está longe de ser consensual …

O retrato perdido de uma das artistas mais famosas da Índia reapareceu 90 anos depois (e vai a leilão)

A pintura Portrait of Danyse de Amrita Sher-Gil, uma das mais importantes artistas modernas da Índia, está a ser leiloada pela Christie's. A Portrait of Danyse era desconhecida dos especialistas, tendo estado "escondida" em coleções …

Portugal regista 28 mortes e 682 novos casos de covid-19

Segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS), Portugal registou este domingo 28 mortes e 682 novos casos de infeção nas últimas 24 horas. O boletim epidemiológico deste domingo, divulgado pela Direção-Geral da Saúde, dá conta de …

Maduro já recebeu primeira dose da vacina russa Sputnik V

Nicolás Maduro recebeu, este sábado, a primeira dose da vacina Sputnik V, cerca de duas semanas depois de o Governo anunciar o início do programa de vacinação. O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, e a sua …