Novas linhas ferroviárias de alta velocidade. Porto-Lisboa vai fazer-se em 1h15 (e Porto-Vigo em apenas 1h)

O Governo anunciou, esta quinta-feira, o Programa Nacional de Investimentos (PNI) 2030, que tem como um dos principais focos uma nova linha ferroviária de alta velocidade para ligar Lisboa-Porto num hora e 15 minutos.

O jornal Público avança esta quinta-feira que a execução da linha, que vai seguir um traçado previamente delineado pela RAVE (Rede Ferroviária de Alta Velocidade), cruzar a linha do Norte em alguns pontos e obrigar à abertura de túneis e à construção de viadutos à chegada a Lisboa, via Arruda dos Vinhos, será faseada.

Primeiro, vai ser construído o troço entre Gaia e Soure e só depois vai ser feita a ligação a Leiria-Marinha Grande e a seguir a Lisboa.

A ideia é que os comboios comecem a utilizar os troços da nova linha assim que estiverem construídos — sendo que só depois é que poderão ser atingidas as velocidades de 300 quilómetros por hora que permitirão fazer a viagem completa em apenas 75 minutos.

O projeto vai tornar inevitáveis as construções de novas pontes, uma sobre o Douro, outra para assegurar a travessia do Tejo, na zona da capital.

Para já, a nova ligação vai ser construída em bitola ibérica, o que vai permitir que comboios de passageiros atualmente em circulação utilizem a ferrovia, mas faz com que seja impossível circular a mais do que 250 quilómetros por hora.

O projeto tem o custo estimado de 4,5 mil milhões de euros.

O Porto Canal adianta também que Porto e Vigo também vão estar ligados por uma nova ligação ferroviária de alta velocidade. As viagens que demoram 2 horas e 22 minutos passarão a fazer-se em apenas uma hora.

Segundo o Diário de Notícias, a linha de Sintra poderá ter mais comboios depois das obras de alargamento do troço ferroviário entre Roma/Areeiro e Braço de Prata, de duas para quatro vias.

Atualmente, a viagem na linha do Norte entre a capital e o Porto dura 2 horas e 58 minutos, demorando, assim, o mesmo tempo do que em 1977.

ZAP //

PARTILHAR

20 COMENTÁRIOS

  1. sempre a enterrar dinheiro sem ligar ao retorno!
    parece a plataforma logistica de vila franca de xira do tempo do anterior governo PS! Milhoes enterrados no bolso duns quantos e agora é um “elefante branco”.
    carrega na classe media…
    tipico PS

  2. “Para já, a nova ligação vai ser construída em bitola ibérica, o que vai permitir que comboios de passageiros atualmente em circulação utilizem a ferrovia, mas faz com que seja impossível circular a mais do que 250 quilómetros por hora.”
    Vai-se fazer um investimento numa infraestrutura que não fica preparada para o futuro? Parece que Portugal e Espanha preferem manter-se na cauda da Europa, já que os restantes países europeus não usam a bitola ibérica…

    • O que o texto quer dizer é que o alfa pendular pese embora possa circular nos novos troços RAVE como não se trata de um TGV está limitado a 250 kmh.
      A minha óptica é diferente se houvesse a real possibilidade de circular com o Alfa a 250kmh constantes seria suficiente para se viajar entre Porto e Faro em pouco mais de 2h30m (sem excluir uma ligação ao resto da Europa aos mais importantes portos) isto sem contar com alguma paragens, todavia para se fazer isso teria que se investir praticamente quase o mesmo que colocar uma linha RAVE, excluindo claro pontes e tuneis, trata-se assim de um alto investimento que irá trazer proveitos a médio longo prazo.
      A minha preocupação não é o investimento numa área que traz maior mobilidade e riqueza para o pais, mas sim que entremos em mais uma novela mexicana onde tudo e todos querem meter a colher e onde não há consenso relativamente ao seu trajecto e tenhamos um orçamento ultrapassado á potência de 3 ;DDD

  3. É uma aberura de mais uma área de roubalheira desenfreada e descontrolada que já conhecemos dos governos súcialistas anteriores. .Portugal não precisa de deslocar pessoas mais depressa, precisa é de trocar mercadorias mais depressa e mais barato com a europa e com o mundo.

  4. E cá voltamos ao mesmo ! Afinal o TGV do Sócrates não ficou enterrado !

    Vão expropriar abundantes terrenos férteis, gastar fortunas no processo e construir uma linha absolutamente redundante pois já temos uma… à qual o governo não liga absolutamente nada !

    Não seria preferível melhorar a linha existente ??? (até porque a bitola será a mesma)

    Ah, mas não… têm que construir um transporte de luxo À NOSSA CUSTA (será o OE a pagá-lo) para depois SÓ ALGUNS PRIVIEGIADOS (políticos, empresários, banqueiros, corruptos… ah, não, estes estão contidos naqueles todos!) os poderem usar por SEREM DEMASIADO CAROS para as nossas bolsas !!!

    Bandidos !

  5. Parece o dia 1 de Abril. Alguém acredita nisto? Ainda para mais anunciado por aquele barbudo que diz que as dívidas não são para pagar? Ele que se mude de armas e bagagens para o PCP, para o berloque ou para outro grupelho ainda mais à esquerda. Fazer outra linha ao lado da que existe com expropriações, construção de pontes no Douro e no Tejo para se ganhar alguma tempo na viagem? Esta corja que tem ignorado completamente a ferrovia? Quando se chegar a 2030 já ninguém se lembra das alarvices propaladas por essa corja.

  6. linha de grande velocidade é bem preciso, tanto para mercadorias como para passageiros, mas não tinha mais logica ser do Algarve até ao norte? quem vai mamar mais uma vez? triste estes governantes, até quando o povo vai ter que levar com as luchurias desses animais?

  7. Aos Senhores que comentaram acima e ao contrário do sentido negativo e altamente crítico dos vossos comentários, venho aqui fazer o papel de advogado do Diabo.
    Ponto prévio: não sou socialista, não voto PS e não tenho qualquer tipo de interesses na construção. Mas sou profundo conhecedor da matéria porque a estudei em dada altura. Em todo o caso:
    1 – A Alta Velocidade é uma inevitabilidade. Se a UE financia creio que é de aproveitar. No início da década de 90, a UE também financiava a 90%. Preferimos remodelar a Linha do Norte. 30 anos depois continuamos com obras e um troçado que tem mais de 150 anos;
    2 – Para Mike: Só Portugal é que persiste na bitola ibérica. Em Espanha começaram há 30 anos (justamente com a Alta Velocidade) um plano de migração de bitola (a nova rede é toda em bitola europeia, a existente foi toda adaptada a bi-bitola – permite as duas através de um terceiro carril e travessas com as respectivas fixações). Em Portugal continuamos com bitola ibérica. Tudo o que tem sido remodelado tem-no sido em bitola ibérica. Neste ponto, razão absoluta para si e para o PL;
    3 – Para PL: Em Espanha, Cidad Real, é uma paragem intermédia na linha entre Sevilla e Madrid. Dista 190 km de Madrid, percurso que demora 50 minutos a fazer. Em 2003, a assinatura mensal Cidad Real-Madrid custava 180 euros. O resultado: em 1990 Cidad Real tinha cerca de 10 mil habitantes. Em 2003 tinha quase 200 mil. 50 minutos é o que muitos lisboetas e portuenses perdem diariamente no trânsito. E, 180 euros é uma ninharia comparado com os 220 que custava em 2017 a assinatura Entroncamento-Santa Apolónia, para metade da distância e quase o dobro do tempo.
    4 – Partilho das preocupações de todos quantos acima comentaram. É preciso que as autoridades e a população estejam alerta para as previsíveis golpadas à la maneira tuga envolvendo tal projecto. Que ele é necessário, disso, com o devido respeito por quem pensa diferente, é. O problema da nossa ferrovia não é só o material circulante. É uma rede envelhecida, escassamente mantida, desactualizada e congestionada. Há anos que se fala na quadruplicação da Linha do Norte em vários troços (o Estado Novo tentou fazê-lo, com os ramais de Tomar, da Lousã, a Linha do Oeste, etc.) e na construção de variantes ferroviárias. Em vez de remendos, talvez seja bom fazer novo, de raiz, a pensar no futuro.
    5 – No entanto, construir uma linha dedicada para AV, em bitola ibérica,além de reforçar a nossa condição periférica em matéria de ferrovia, reforçará o isolamento porque não haverá comunicabilidade com as redes trans-europeias. Mas, enfim, continuamos um país de decisores mentecaptos.
    6 – Ao ZAP: “O projeto tem o custo estimado de 4,5 milhões de euros” (4.º parágrafo a contar do fim). Deve ler-se: 4,5 mil milhões de euros.

  8. Esta notícia já foi dada pelo mesmo jornal , há mais de 20 anos , no tempo do Guterres .
    De vez em quando , os governos para entreterem os pacóvios e mostrarem serviço de secretaria , chamam uns quantos jornalistas , lançam umas bojardas que vão fazer isto e aquilo , sabendo de antemão que é tudo retórica e fogo de vista . Vejam o exemplo do novo aeroporto de Lisboa , da extensão do metro da capital etc etc
    Sempre que leio este tipo de coisas , aliás os discursos políticos em geral é igual a 0

  9. O valor estimado nao é 4,5 milhões de euros, mas sim 4,5 MIL milhoes.
    Sendo certo e fatal que o valor estimado vai triplicar devido á habitual incompetencia governativa e á necessidade de criar compadrios e negociatas para a familia.
    Num passado recente (mas muito longinquo para a memoria do eleitor), ja se verificaram regabofes destes. E deles fez parte o actual (des)governante, que na sombra dos seus tutores passou de mansinho no crivo da eleicao que o levou á segunda governança (a primeira nao conta porque foi um saque á vontade do eleitor). Como aliás ja tinha feito com o antecessor Seguro.
    Pobre Portugal que ciclicamente fica “de tanga” ou “de joelhos perante o FMI” ou como vai acontecer na proxima: “esta hipotecado aos chineses”
    … Volta Salazar e resgata Portugal!

  10. Os investimentos na linha do norte têm sido frequentes às pitadas e certamente com milhões de euros gastos, agora vem o governo com uma nova invenção do TGV em bitola ibérica para mais tarde passar a europeia, quem vai pagar todas estas decisões irresponsáveis e de uma total incompetência, mais, um TGV até Vigo quando deveria ser de Aveiro a Salamanca para ligar Portugal ao resto da Europa, ou estarão a pensar ligar-nos a França percorrendo todo o território espanhol para fazer-nos turismo?

  11. OK… finalmente vamos ter uma ferrovia moderna e igual à Europa. Desculpem. Bitola Iberica, e Espanha está a alterar a sua rede ferroviária para a Bitola Europeia. Portanto vamos gastar muito dinheiro para fazer uma coisa que mais tarde vamos ter de alterar… É de génio…
    A Linha de Sines para Espanha está parada…
    Agora TVG, desculpem, pseudo-TGV, porque tecnicamente o TGV exige uma 1 hora de viagem sem interrupções para ser rentável.
    Enfim, mais uma parceria PPP para gastar dinheiro e mais nada.
    Façam as coisas como deve ser, não custa nada e parem de acharem que as pessoas são parvas.
    Ou será que vamos ter mais um aeroporto do Montijo?

  12. Obviamente que a bitola deveria ser a mesma da UE, á qual até parece que não pertencemos, tal é o crescente atraso que levamos em apanhar o comboio da união europeia. Onde já acreditamos ser possível juntarmo-nos aos primeiros.
    Essa até deveria ser uma imposição financiada inteiramente com contribuições de todos europeus, por ser evidenfe factor de união, do interesse de todos eles em vários domínios e altamente estratégica inclusive na geopolítica da UE.

  13. Gostaria de ver políticos com uma visão um pouco melhor do país, em vez de se estarem a preocupar com a alta-velocidade que só beneficia uns quantos ricos com dinheiro para os bilhetes, à custa dos impostos de todos (nacionais e estrangeiros, já que a UE também entra com o dinheiro), seria mais interessante sei lá: reduzir os custos dos autocarros ou torná-los mesmo gratuitos, e não apenas nas cidades mas também entre cidades. Era um investimento melhor do dinheiro dos contribuintes que todos poderiam realmente beneficiar caso quisessem deixar o carro em casa ou não o tenham sequer.

RESPONDER

Da "política do filho único" a incentivos à natalidade: como a China tem mudado a sua estratégia populacional

A China está a planear incluir novas medidas para estimular a taxa de natalidade do país e lidar com o rápido envelhecimento da população. A estratégia passa pelo “plano de cinco anos” que deverá estar …

Vacinação será “grande prioridade” de presidência portuguesa da UE

O primeiro-ministro português, António Costa, referiu hoje que a vacinação contra a covid-19 deverá ser uma das “grandes prioridades” da presidência portuguesa do Conselho da União Europeia (UE), após um encontro com o presidente do …

No Cambodja, os aldeões usam "espantalhos mágicos" para afastar a covid-19

Os aldeões do Cambodja têm evitado a pandemia de covid-19 sem máscaras nem distanciamento social, mas sim com "espantalhos mágicos" que espantam o vírus mortal. Os dois espantalhos de Ek Chan, um aldeão de 64 anos, …

O Arecibo desabou. É o fim de uma era à procura de vida extraterrestre

O Observatório de Arecibo, em Porto Rico, morreu. Três semanas depois de um dos principais cabos de sustentação da sua cúpula ter desabado, danificado irremediavelmente o radiotelescópio, o icónico caçador de vida extraterrestre antecipou-se à …

O maior elevador panorâmico do mundo tem vista para os cenários de Avatar

Com o recente lançamento de fotografias subaquáticas dos bastidores do Avatar 2 e a notícia de que Avatar 3 está quase a terminar as filmagens, não há melhor momento para revisitar o parque nacional que …

Pandemia tirou comida da mesa, mas deu asas a startup que transforma plástico do mar em máscaras

A startup portuguesa Skizo transformou a pandemia numa oportunidade de crescimento. Quando faltava comida nalgumas mesas, a empresa de produção de sapatilhas e bolsas passou a fazer máscaras a partir de plástico retirado dos oceanos …

Na Irlanda, o Pai Natal é considerado um "trabalhador essencial"

A Irlanda fez esta semana um anúncio especialmente dedicado às crianças, afirmando que o Pai Natal é considerado um trabalhador essencial no país e, por isso, não terá as suas deslocações restringidas no período natalício. …

Mais 2400 novos casos. Portugal ultrapassa os 300 mil desde o início da pandemia

Portugal ultrapassou hoje a barreira dos 300 mil casos de covid-19 desde o início da pandemia no país, em março, segundo a Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou mais 2.401 novos casos, tendo passado a contabilizar …

Medidas para o Natal conhecidas no sábado. Passagem de ano com todas as restrições

O primeiro-ministro, António Costa, adiantou hoje que no sábado anunciará as medidas para o Natal “com as melhores condições possíveis”, mas avisou desde já que “a passagem do ano vai ter todas as restrições”. “O Governo …

Os assentos do meio da Delta Air Lines vão continuar vazios

A companhia norte-americana Delta Air Lines anunciou esta semana que continuará a manter os assentos do meio vazios, mantendo a política de distanciamento social decretada por causa da pandemia de covid-19. A bloqueio destes lugares intermediários …