Nova Iorque quer confinar nove bairros. Paris prestes a voltar ao alerta máximo

Justin Lane / EPA

Nova Iorque é o epicentro da pandemia de covid-19 nos EUA

A cidade norte-americana pretende confinar nove bairros para travar as novas infeções por covid-19. Na Europa, Paris sobe nível de atenção para alerta máximo e fecha os bares da capital francesa por duas semanas.

O mayor de Nova Iorque propôs este domingo às autoridades do estatais o fecho de escolas e atividades não essenciais em nove bairros de Brooklyn e Queens, onde os casos de coronavírus têm vindo a aumentar nas últimas semanas.

Numa declaração, o presidente da Câmara (mayor), o democrata Bill de Blasio apelou para o encerramento de atividades não essenciais a 7 de outubro e para a proibição de atividades “de alto risco” em 11 outros bairros da cidade de Nova Iorque.

A proposta precisa da aprovação do Governador do Estado, Andrew Cuomo, para se tornar efetiva. Se Cuomo aprovar, será a primeira vez que a maior metrópole norte-americana, que se tornou um modelo de controlo da epidemia depois ter registado cerca de 24.000 mortes, é obrigada a regredir no desconfinamento.

“Os nova-iorquinos trabalharam arduamente para controlar a covid-19 e não fazemos esta proposta de ânimo leve”, disse o presidente da câmara. “Mas nesta cidade, a ciência guia as nossas decisões e fazemos o que os factos nos dizem para fazer“, acrescentou o democrata, numa crítica implícita ao governo de Donald Trump e aos republicanos acusados de desvalorizar a pandemia de covid-19.

Dos nove bairros afetados, seis estão em Brooklyn, particularmente em áreas onde a comunidade judaica ortodoxa está fortemente representada, e três situam-se em Queens, incluindo um bairro perto do aeroporto John F. Kennedy.

Estes nove bairros têm em comum o facto de a taxa de positividade ter permanecido acima dos 3% nos últimos sete dias, apesar das múltiplas intervenções dos serviços de saúde para assegurar que as máscaras são usadas, são utilizados gestos de barreira e as pessoas são encorajadas a serem testadas.

Em seis dos nove bairros, a taxa é atualmente superior a 5,6% e é ainda mais elevada, com 8,3%, no bairro de Borough Park, em Brooklyn, onde funcionários da saúde foram vaiados há 10 dias por um ativista judeu ortodoxo que denunciou o uso de máscaras.

A proposta de confinamento parcial surge numa altura em que, após semanas de controvérsia, Nova Iorque acaba de reabrir parcialmente as escolas públicas, num modelo que alterna o ensino presencial e ‘online’, e reabriu os restaurantes a 25% da sua capacidade. Os Estados Unidos são o país com mais mortos (209.399) devido à covid-19 e também com mais casos de infeção confirmados (mais de 7,3 milhões).

Paris em alerta máximo fecha bares

Na Europa, onde se acredita já ter chegado a segunda vaga da doença, Paris vai recuar.

De acordo com o jornal britânico The Guardian, a cidade francesa está prestes a ficar em alerta máximo para a covid-19, o que implica o encerramento de bares durante duas semanas e novas medidas para que os restaurantes continuem abertos.

As medidas devem entrar em vigor já esta terça-feira, 6 de outubro.

A decisão surge no mesmo momento em que há notícias de que as autoridades da Irlanda se preparam para recomendar o regresso ao confinamento e em que há documentos que mostram que Inglaterra se prepara para apresentar planos mais rígidos.

Um comunicado do Governo francês refere que trabalhar a partir de casa deve ser priorizado “agora mais do que nunca” na área de Paris, frisando que as salas de aulas nas universidades devem ter uma limitação reduzida a metade.

 

“Estas medidas, indispensáveis ​​na luta para conter a disseminação do vírus, vão aplicar-se a Paris e aos três departamentos imediatamente à sua volta, por um período de duas semanas”, pode ler-se na nota, citada pelo jornal britânico.

Para que uma cidade fique em alerta máximo, a taxa de incidência deve ultrapassar 100 infeções por 100.000 entre os idosos e 250 por 100.000 entre a população em geral.

  ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Ai-Da, a robô artista, foi detida no Egito antes da sua mais recente exposição

Ai-Da, a primeira robô artista ultrarrealista do mundo, foi detida pelas autoridades egípcias na alfândega por "questões de segurança". De acordo com o jornal The Guardian, está previsto que Ai-Da apresente o seu último trabalho na …

Albertina Museum, em Viena, na Áustria

Cansados de ver posts removidos por nudez, museus de Viena aderiram ao OnlyFans

Cansados de ver as obras de arte que partilhavam nas redes sociais removidas por serem demasiado "explícitas", vários museus austríacos decidiram abrir uma conta na plataforma mais liberal OnlyFans. No passado, tanto o Conselho de Turismo …

O pior desastre nuclear da história dos EUA pode ter sido fruto de uma brincadeira

O SL-1 era um reator nuclear experimental de baixa potência, localizado no Idaho, nos EUA, que tinha como objetivo fornecer energia a pequenas instalações militares remotas no início dos anos 1960. O reator acabou por ficar …

PJ deteve quarto suspeito da morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) deteve, ao final da tarde desta quinta-feira, um quarto suspeito da morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Durante a tarde de hoje, em conferência …

A ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, a ministra da Cultura, Graça Fonseca, e a ministra da Saúde, Marta Temido

Saúde, Trabalho e Cultura. As medidas aprovadas pelo Governo para facilitar a negociação do OE

Novo Estatuto do Serviço Nacional de Saúde, Agenda do Trabalho Digno e a versão final do Estatuto dos Profissionais da Cultura foram os grandes destaques da conferência de imprensa após o Conselho de Ministros desta …

Banido do Facebook, Donald Trump aposta na criação da sua própria rede social

Nova rede social deverá estar disponível a partir do início do próximo ano e é uma resposta do antigo presidente às empresas que o decidiram banir. O antigo Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump anunciou o …

Um cigarro aceso

"Fumar mata." Deputados britânicos querem que o aviso seja impresso em cada cigarro

Para desencorajar os fumadores, os deputados britânicos querem imprimir o slogan "Fumar mata" em cada cigarro de um maço de tabaco. Deputados britânicos apresentaram, no Parlamento, uma emenda à Lei de Saúde e Cuidados de Saúde …

Ludogorets 0-1 Braga | Horta bracarense dá frutos cedo

O Sporting de Braga conseguiu um importante triunfo por 1-0 na deslocação ao terreno do Ludogorets, no Grupo F da Liga Europa. A formação lusa não quis perder tempo e marcou logo aos sete minutos, por …

PJ admite mais pessoas envolvidas na morte de jovem no metro das Laranjeiras

A Polícia Judiciária (PJ) admitiu, esta quinta-feira, que estejam mais pessoas envolvidas na morte de um jovem, na quarta-feira, na estação de metro das Laranjeiras, em Lisboa. Os dados foram avançados esta tarde, em conferência de …

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

Marcelo continua a "desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o OE passar"

O Presidente da República afirmou, esta quinta-feira, que continua "a desejar e a esperar que haja uma possibilidade de o Orçamento passar" e considerou que os próximos dias, com reuniões partidárias até ao fim-de-semana, "são …