A nova tendência em Nova Iorque? Mesas separadas para clientes vacinados

Muitos proprietários do setor da restauração estão a criar zonas especiais para pessoas que já foram vacinadas contra a covid-19. O motivo? Os clientes querem sentir que estão novamente a viver no mundo antes da pandemia.

A separação de áreas e lugares para os vacinados contra a covid-19 é a mais recente tendência da noite nova-iorquina, conta um artigo do jornal New York Post. Muitos proprietários do setor argumentam que estão a criar estas zonas especiais para dar aos clientes a possibilidade de sentir que estão outra vez no mundo antes da pandemia.

“Uma vez que tudo começa a reabrir, as pessoas querem voltar a ter uma sensação de normalidade”, explica AJ Bontempo, dono do gastropub Carroll Place, em West Village, que vai passar a reservar o andar principal do estabelecimento só para vacinados.

Na perspetiva do restaurateur, esta também é uma forma de “recompensar as pessoas que decidiram vacinar-se”.

Na mesma linha, o clube de comédia Carolines, na Broadway, também está a reservar os melhores lugares para aqueles que já foram inoculados contra o novo coronavírus. “A forma mais fácil de conseguir os melhores lugares da casa? Vacina-te!”, apelou Caroline Hirsch, fundadora e proprietária do negócio.

A norte-americana explicou que, com as pessoas não vacinadas, o estabelecimento tem de obedecer às regras de distanciamento, o que obriga a reduzir drasticamente a sua lotação. Por isso, no futuro, alguns espetáculos serão exclusivamente para clientes vacinados.

Para os especialistas consultados por esta publicação, parece que estamos a falar das novas secções para fumadores e não fumadores, só que estas novas não fazem tanto sentido.

Por um lado, as regulações estatais proíbem que locais para menos de 250 pessoas solicitem o comprovativo de vacinação, o que significa que qualquer pessoa pode dizer que já foi vacinada para conseguir os melhores lugares.

Por outro, os especialistas afirmam que, mesmo que estes negócios pudessem impor tal coisa, o risco de contrair a doença, especialmente em pessoas não vacinadas, não pode ser reduzido pelo distanciamento social numa área fechada.

Em declarações ao jornal, a epidemiologista Stephanie Silvera, professora de saúde pública e especialista em distanciamento social da Universidade Estatal de Montclair, recorda que as pessoas ainda são suscetíveis de contrair covid-19 se estiverem num espaço pequeno e, por isso, adverte que devem usar máscara quando não estiverem a comer ou beber.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Casos disparam: 1350 novas infeções e seis óbitos

Nas últimas 24 horas, houve 1.350 novos casos positivos de covid-19 e morreram seis pessoas, segundo os dados do boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS). Portugal registou 1.350 novos casos e seis óbitos por covid-19 …

Parlamento vai ouvir Medina e ministro dos Negócios Estrangeiros

Fernando Medina e Augusto Santos Silva vão ser ouvidos no Parlamento sobre o caso da partilha de dados pessoais de ativistas russos. O presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina, e o ministro dos Negócios …

Mudanças na lei laboral podem prejudicar a retoma, avisa Centeno

É crucial para a retoma que haja "estabilidade e previsibilidade na legislação laboral", de forma a estimular o investimento empresarial e o crescimento económico, afirmou esta quarta-feira o governador do Banco de Portugal (BdP), Mário …

Costa, Von der Leyen na Cimeira Social no Porto

Von der Leyen dá luz verde ao Plano de Recuperação e Resiliência português. E "não é por acaso"

O primeiro-ministro, António Costa, e a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, anunciaram esta quarta-feira que o Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) foi aprovado por Bruxelas.  A presidente da Comissão Europeia, Ursula von …

Kim Jong-un reconhece que país enfrenta "situação de tensão alimentar"

O líder norte-coreano, Kim Jong-un, reconheceu que o país está a enfrentar uma "situação de tensão alimentar", informaram hoje os meios de comunicação oficiais. O país, cuja economia é alvo de múltiplas sanções internacionais impostas em …

Iniciativa Liberal apoia recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto

A Iniciativa Liberal vai apoiar a recandidatura de Rui Moreira à Câmara do Porto nas próximas eleições autárquicas, considerando “inquestionável a mudança e o desenvolvimento” da cidade desde que o independente assumiu a presidência do …

Comissária europeia diz que variante Delta “diminui” proteção da vacina

A comissária europeia para a Saúde disse esta terça-feira que estão a surgir provas que demonstram que a variante Delta do coronavírus SARS-CoV-2 “diminui a força do escudo protetor” criado pelas vacinas, instando à aceleração …

DGS diz que demora de conclusões sobre eventos-piloto não é por erro técnico

A Direção-Geral da Saúde (DGS) rejeitou, esta terça-feira, que tenha havido erro técnico no tratamento de dados dos eventos-piloto da Cultura, ocorridos em abril e maio, mas admitiu que o processo está demorado. Numa declaração enviada …

Governo quer fazer alterações na duração de cargos de dirigentes

As mudanças que estão a ser preparadas passam por reduzir a duração dos cargos em substituição e, por outro lado, pelo ajustamento do período das comissões do serviço em função da avaliação. Segundo o Jornal de …

Responsável pelas manifestações em Lisboa é coordenador no Gabinete de Apoio à Presidência da CML

O responsável pelas manifestações na cidade de Lisboa é coordenador técnico no Gabinete de Apoio à Presidência da Câmara liderada por Fernando Medina. De acordo com o semanário Expresso, António Santos tem sido, nos últimos …