Nova ADSE entra hoje em vigor e abre portas a mais beneficiários

Entra hoje em vigor o novo modelo da ADSE, o subsistema de saúde dos funcionários públicos, que passa a abranger mais pessoas.

A nova ADSE foi reformulada, deixando de ser uma direção-geral para passar a instituto público. Assim, os beneficiários passam a eleger um representante para a liderança da ADSE, que muda também as regras para chegar a mais pessoas.

O novo modelo passa a abranger também os cônjuges – mesmo os que trabalham para o privado – e os filhos com mais de 25 anos e que não têm rendimentos, desde que paguem para o sistema.

Em entrevista à Antena 1, o director-geral da ADSE, Carlos Baptista, explica que também são bem-vindos trabalhadores do setor empresarial do Estado e dos hospitais. A abertura da ADSE a mais pessoas ajuda à sustentabilidade do sistema, mas Carlos Baptista afasta a hipótese de mais alargamentos.

Para os atuais beneficiários, sejam eles titulares ou os seus familiares, tudo se mantém, descreve o Jornal Económico. Ou seja, os cônjuges dos funcionários públicos e os filhos que já tem ADSE, sem descontar nada, não vão passar a pagar pelo sistema de saúde.

Outra novidades dos novos estatutos é a possibilidade de o subsistema investir em dívida pública, o que deverá ser o destino dos mais de 450 milhões de euros de lucros acumulados nos últimos anos pela ADSE e pode dar uma ajuda ao Estado num momento em que os juros sobem.

 

No Conselho de Ministros de 15 de dezembro foi aprovada a criação de um instituto público de regime especial e de gestão participada ADSE, I.P., que substitui e sucede à Direção-Geral de Proteção Social aos Trabalhadores em Funções Públicas – ADSE.

O modelo de governação, que de acordo com o Governo constitui a maior reforma da ADSE desde a sua criação em 1963, “garante a representatividade dos seus associados e a autonomia necessária para assegurar uma gestão técnica profissional e eficiente, tendo presente a utilidade pública que é reconhecida à ADSE pelos serviços que presta no âmbito da proteção social dos trabalhadores das administrações públicas”, refere o comunicado emitido no final da reunião.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Políticos e especialistas querem legalizar canábis (com impostos para prevenir o consumo)

Um grupo de 65 personalidades, entre especialistas médicos e ex-ministros, apela à legalização da canábis, considerando que é a melhor forma de prevenir o consumo desta droga, nomeadamente através dos impostos aplicados ao sector. Esta carta …

Mais 1062 casos e seis mortes por covid-19. Internamentos continuam em queda

Há actualmente 497 doentes internados, menos 30 pessoas do que no último balanço. Mais seis pessoas morreram de covid-19 nas últimas 24 horas. Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais seis mortes e mais 1062 casos …

Crescimento sustentado da economia dá margem ao Governo nas negociações para OE

Governo tem a seu favor uma evolução positiva das receitas fiscais, o que lhe deverá permitir metas mais ambiciosas de redução do défice ou, em alternativa, assumir mais medidas com impacto negativo no orçamento. O crescimento …

Portugal contratou mais professores, mas salários baixaram

Em ano de pandemia, um relatório da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) mostra as diferenças que existem nas carreiras dos professores na Europa e em Portugal. O reforço do número de professores no …

Afinal, a crise no transporte marítimo mundial não vai estragar o Natal - pelo menos em Portugal

O transporte de mercadorias está a desacelerar na Ásia e o aumento dos custos está a causar uma onda preocupação na distribuição. Porém, o problema não se deverá fazer sentir na época de Natal. A falta …

Líder do Estado Islâmico no Grande Saara morto por forças francesas

O Presidente francês, Emmanuel Macron, anunciou esta madrugada que o líder do grupo terrorista "Estado Islâmico no Grande Saara" (EIGS), Adnan Abu Walid Sahraoui, foi "neutralizado" por forças militares francesas. "Trata-se de um novo grande sucesso …

Portugal vai ser o país europeu com mais escalões de IRS

Com o desdobramento do terceiro e do sexto escalão de IRS, Portugal será, a par do Luxemburgo, o país europeu com mais níveis na tabela de taxas de imposto. As mexidas nos escalões de IRS já …

Fisco enviou 50 mil notificações de IUC indevidas e vai anulá-las

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou o envio de cerca de 50 mil notificações indevidas para pagamento do IUC, que serão anuladas. A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) identificou o envio de cerca de 50 …

A dança das cadeiras de Boris está a ser interpretada como uma preparação das próximas eleições

A remodelação governamental que Boris Johnson levou a cabo esta quarta-feira está a ser lida como uma preparação para as próximas eleições, ainda que o calendário político não exija uma ida às urnas antes de …

MP deteta omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF

O Conselho Superior do Ministério Público detetou falhas e omissões nos diplomas sobre o controlo das bases de dados do SEF e a transferência das competências administrativas. O Diário de Notícias escreve, esta quarta-feira, que o …