Norte sem contágios por covid-19. Grande Lisboa regista 96,5% dos novos casos

Tiago Petinga / Lusa

Portugal regista hoje 1.424 mortes relacionadas com a covid-19, mais 14 do que no domingo, e 32.700 infectados, mais 200, segundo o boletim da Direcção-Geral de Saúde (DGS). 193 dos novos casos são na área da Grande Lisboa, representando 96,5% do total, enquanto o Norte não apresenta casos de contágio.

Em comparação com os dados de domingo, em que se registavam 1.410 mortos, hoje constatou-se um aumento de óbitos de 1%. Já os casos de infecção subiram 0,6%.

Na Região de Lisboa e Vale do Tejo, onde se tem registado o maior número de surtos nos últimos dias, há mais 193 casos de infecção – mais 1,7%, o que é uma descida relativamente à subida verificada no domingo, que foi de 2,5%.

Já no Norte, onde começou por ser mais problemático o surto, não apareceram novos casos de infecção nas últimas 24 horas.

Outra tendência que continua a verificar-se aponta para a continuidade da tendência do aumento de novas infecções em pessoas mais jovens. Dos 200 casos registados nas últimas 24 horas, 48 são em jovens entre os 20 e os 29 anos, o que constitui 24% do total. Há 35 novos casos na faixa etária dos 30 aos 39 anos, isto é, 17,5%. Na faixa dos 50 aos 69 anos, há um aumento de cerca de 11%, com 45 novos casos.

As pessoas recuperadas da infecção são, agora, 19.552, 143 das quais nas últimas 24 horas.

Há ainda 471 pessoas internadas, 64 nos Cuidados Intensivos.

A recuperar em casa estão 11.253 pessoas.

O número de crianças com covid-19 internadas no Hospital Dona Estefânia, em Lisboa, é agora de 5. Havia, segundo dados anteriores, 14 crianças internadas. Só uma das crianças internadas está nos Cuidados Intensivos e encontra-se “estável”, de acordo com a directora-geral de Saúde, Graça Freitas.

Mulheres são as mais infectadas e as que morrem mais

A região Norte continua a ser a que regista o maior número de mortos (791), seguida da região de Lisboa e Vale do Tejo (363), do Centro (239), do Algarve e dos Açores (ambos com 15) e do Alentejo, que regista um óbito, adianta o relatório da situação epidemiológica, com dados atualizados até às 24 horas de domingo, mantendo-se a Região Autónoma da Madeira sem registo de óbitos.

Segundo os dados da DGS, 724 vítimas mortais são mulheres e 700 são homens.

Das mortes registadas, 958 tinham mais de 80 anos, 276 tinham entre os 70 e os 79 anos, 126 tinham entre os 60 e 69 anos, 45 entre 50 e 59, 16 entre os 40 e os 49. Há duas mortes registadas entre os 20 e os 29 anos e uma na faixa etária entre os 30 e os 39 anos.

Os dados da DGS precisam que o concelho de Lisboa é o que regista o maior número de casos de infecção (2.409), seguido por Vila Nova de Gaia (1.567), Porto (1.357), Matosinhos (1.280), Braga (1.225) e Gondomar (1.083).

Desde o dia 1 de Janeiro, registaram-se 326.278 casos suspeitos, dos quais 1.720 aguardam resultado dos testes.

Há 291.858 casos em que o resultado dos testes foi negativo, refere a DGS, adiantando que há 27.958 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Do total de infectados, 18.762 são mulheres e 13.938 são homens.

A faixa etária mais afectada pela doença é a dos 40 aos 49 anos (5.479), seguida da faixa dos 50 aos 59 anos (5.387) e das pessoas com idades entre os 30 e 39 anos (4.953).

Há ainda 4.559 doentes acima dos 80 anos, 4.344 entre os 20 e os 29 anos, 3.569 entre os 60 e 69 anos e 2.610 com idades entre 70 e 79 anos.

A DGS regista igualmente 691 casos de crianças até aos nove anos e 1.108 jovens com idades entre os 10 e os 19 anos.

De acordo com a DGS, 40% dos doentes positivos ao novo coronavírus apresentam como sintomas tosse, 29% febre, 21% dores musculares, 20% cefaleia, 15% fraqueza generalizada e 11% dificuldade respiratória.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. E que tal fazer a cerca sanitária à capital?! Não estou a falar da discoteca!!
    Temos de lidar com gente com falta de educação, desprovida de responsabilidades e depois dá nisto…
    Isto de termos de “levar” com os “sulitas” é dose!!!
    Nunca me inspiraram grande confiança. Aguardo a explicação da tvi, pois nisto de zonas mais abrangidas que outras, eles não costumam ter “paninhos quentes”!!
    Sim, claro que não espero sentado!

    • Sem o recurso ao vernáculo do colega paineleiro aqui do ZAP, concordo com a ideia de uma cerca sanitária na Região de Lisboa. Até porque está aí o 10 de junho e o feriado de Lisboa e, como é hábito, muita gente de Lisboa vai rumar ao Algarve que, até ao momento, tem tido a situação do surto contida.

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …