Ninguém consegue explicar os 64 misteriosos estrondos que se ouviram no céu este ano

No dia 14 de novembro, um forte estrondo foi ouvido em toda a região norte do estado do Alabama, nos Estados Unidos. Mas, só este ano, já se registaram 64 episódios semelhantes nos EUA, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

As janelas das casas do estado do Alabama, nos EUA, foram abaladas por um ruído estrondoso no dia 14 de novembro. No entanto, a origem do fenómeno ainda não foi identificada.

Inicialmente, o National Weather Service, em Birmingham, colocou a hipótese de o som ter vindo de uma aeronave supersónica ou de um meteoro a quebrar a barreira do som – o que é consistente com a ocorrência da chuva de meteoros Leónidas, cujos picos aconteceram nos dias 17 e 18 deste mês.

No entanto, o porta-voz do Meteoroid Environment Office (MEO) da NASA, Bill Cooke, duvida da teoria de que o som teria sido causado por um meteoro da chuva Leónidas.

Ron Hranac, especialista em astronomia, explicou à CBS que, se os estrondos fossem realmente produzidos por um meteoro, não podiam ter relação com a Leónidas, porque os meteoritos desta tempestade são muito pequenos para chegar ao solo e produzir ruído de tal dimensão.

Cooke explicou ao ABC 3340 que o chamado Bama Boom poderia ter sido causado por uma aeronave  supersónica, uma explosão terrestre ou, até, um bólide – um grande meteoro que explode na atmosfera sem qualquer tipo de relação com a chuva Leónidas.

USGS / NASA

O gráfico do som registado pelo US Geological Survey perto de Centerville, Alabama.

O estrondo foi registado pelo Lakeview Retreat, do U.S. Geological Survey’s. No entanto, os dados sísmicos sugerem que o boom não resultou de nenhum evento relacionado com atividade sísmica.

Segundo o Popular Mechanics, a fonte mais comum deste misterioso tipo de explosões sonoras são voos militares não anunciados em aviões supersónicos. O voo poderia ter sido a razão do forte estrondo ouvido, já que algumas pessoas associam este estrondo a um “boom sónico“.

O “boom sónico” é um som associado a ondas de choque criadas por um objeto que viaja pelo ar a uma velocidade mais rápida do que a velocidade do som. O som destes “boom sónicos” são parecidos com o som de um explosão ao ouvido humano, uma vez que é criada uma quantidade significativa de energia sonora.

Embora as causas do som variem e ainda não esteja apurada a verdadeira causa, estes misteriosos booms estão a tornar-se cada vez mais frequentes. Segundo o Daily Mail, só em 2017 foram registados 64 sons nos EUA, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

Responder a Rui Cancelar resposta

Bélgica enfrenta "tsunami" de infeções. Irlanda e País de Gales são os primeiros a voltar a confinar

O número de casos de covid-19 na Bélgica está a aumentar a um nível galopante, sendo que o ministro da Saúde se refere mesmo a um "tsunami" de infeções. Entretanto, já há países europeus a …

"Preocupante e descontrolada". Covid-19 volta em força ao Norte (e o mau tempo piora tudo)

A pandemia de covid-19 está de regresso em força ao norte do país que, nos últimos dias, voltou a registar o maior número de novos casos. Há uma "preocupante transmissão comunitária" em algumas zonas e …

"Hormona da fome" pode influenciar memória e fazer com que se coma mais

Um novo estudo, liderado por investigadores da University of Southern California, sugere que as hormonas reguladoras da fome produzidas pelo estômago também podem influenciar a memória e a função cognitiva. Em 2018, a equipa de especialistas …

Costa diz que estado de emergência “não está em cima da mesa” (e adia discussão sobre app obrigatória)

O primeiro-ministro António Costa, em entrevista à TVI esta segunda-feira, falou sobre a obrigatoriedade do uso de máscara e da app Stayway Covid, da possibilidade de o país voltar ao estado de emergência e do …

Nove meses depois de ter chegado ao United, Bruno Fernandes vai ser capitão

O futebolista internacional português Bruno Fernandes foi escolhido pelo treinador do Manchester United para usar a braçadeira de capitão no encontro da primeira jornada da Liga dos Campeões. O antigo jogador do Sporting, que deixou os …

Preocupada com casos na Europa e América do Norte, OMS insiste na quebra de cadeias de transmissão

Os responsáveis máximos da Organização Mundial da Saúde (OMS) insistiram esta segunda-feira na importância de os governos quebrarem as cadeias de transmissão da covid-19 e afirmaram-se preocupados com o aumento de casos na Europa e …

Aquecer resíduos plásticos com microondas pode gerar hidrogénio limpo

Uma equipa de cientistas conseguiu gerar hidrogénio limpo através de um processo simples, aquecendo resíduos plásticos com microondas. O crescente uso de plástico descartável gerou um sério problema ambiental, sendo que, todos os anos, são produzidas …

Erupções vulcânicas podem explicar os misteriosos cristais da Dinamarca

Algumas das maiores espécies de cristais raros de carbonato de cálcio do mundo, também conhecidos como glendonitas, são encontrados na Dinamarca e isso pode ser explicado pelas erupções vulcânicas. Os cristais foram formados há cerca de …

O antigo campo magnético da Lua pode ter servido de "escudo" para atmosfera da Terra

Há 4 mil milhões de anos, a Lua pode ter protegido a atmosfera Terra, através do seu já extinto campo magnético, do Sol, sugere uma nova investigação, levada a cabo por um especialista da agência …

Coloridos e selados. Descobertos no Egito sarcófagos com mais de 2.500 anos

As autoridades egípcias anunciaram esta segunda-feira a descoberta de uma coleção de sarcófagos datados de há mais de 2.500 anos, na zona arqueológica de Sakkara, a sul da cidade do Cairo. Em comunicado, citado pela agência …