MP arquivou processo de racismo. Nicol Quinayas e segurança acusados de agressão mútua

Nicol Quinayas / Facebook

Nicol Quinayas, a jovem agredida no Porto

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Ministério Público arquivou a queixa de racismo feita por Nicol Quinayas contra o segurança da empresa 2045, Hernâni Pacheco. No mesmo despacho, de agosto do ano passado, o MP acusou tanto a jovem como o segurança de ofensas à integridade física simples.

De acordo com o jornal Público, Hernâni Pacheco foi acusado pelo Ministério Público de dar dois murros a Nicol Quinayas, colocando um joelho sobre as suas costas. Por sua vez, a jovem foi acusada de desferir pontapés e cuspir para o segurança quando este a tentava tirar do autocarro.

O Instituto de Medicina Legal refere, no exame forense realizado a 28 de junho ao segurança, esquimoses nos membros. Já o exame forense de Nicol, feito a 25 do mesmo mês, refere edema acentuado na face, escoriações avermelhadas e equimose arroxeada e hematoma, e diz que as lesões resultam de traumatismo “contundente”.

No processo, estava em causa a violação do artigo 240º do Código Penal e crime de discriminação e incitamento ao ódio e à violência.

O MP considerou que o testemunho de Nicol e da amiga Daniela sobre as ofensas racistas não constituíram prova que sustente “a versão apresentada” pela jovem, uma vez que, das cerca de trinta testemunhas indicadas, o MP considerou que só aquelas duas mulheres referiram ter havido ofensas racistas pelo segurança.

O Público teve acesso ao processo e, segundo o mesmo, várias testemunhas referiram ter ouvido Nicol Quinayas chamar “racista” ao segurança, mas como essas pessoas não ouviram a expressão dita pelo próprio não se pode concluir que os factos foram provados.

Em inquirição, a jovem acusou Hernâni Pacheco de lhe dizer “tu aqui não entras, preta de merda”. A amiga Daniela referiu que o segurança disse a Nicol e à amiga Tânia, também negra, uma frase semelhante. Já Tânia referiu que o segurança lhes disse – a ela e a Nicol – “pessoas como vocês só arranjam confusão“, o que para o MP não é necessariamente uma “expressão de índole racista”.

Além disso, Daniela e Nicol situam a frase do segurança em momentos diferentes e, por esse motivo, a procuradora considerou que os seus testemunhos são incongruentes. Em relação a este ponto, a jovem refere que é natural existirem incongruências, dado que Tânia estava “fora do autocarro e nunca chegou a entrar”.

(dr) Nicol Quinayas

Tanto Nicol como Hernâni foram constituídos arguidos em setembro de 2019 e acabaram por desistir da queixa. A jovem quis encerrar o assunto, mesmo contra vontade da advogada: “Preferi chegar a acordo, percebi que ia ser uma luta contra a empresa. Não vou estar nesta luta, vou perder o meu tempo. A raiva e a injustiça que senti no início perdeu-se e não ia acontecer nada.”

Nicol diz nunca ter sido ouvida pela IGAI

Paula Moreira, advogada de Nicol Quinayas, diz que a Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) nunca ouviu a jovem.

A IGAI instaurou um processo de inquérito logo a seguir aos acontecimentos para avaliar a atuação da PSP naquele caso: dois agentes deslocaram-se ao local naquela noite e não registaram a queixa de Nicol, nem detiveram o segurança. Além disso, estava a ser investigado o facto de os polícias terem registado em auto de notícia o episódio, apenas três dias depois da ocorrência e já depois de Nicol ter feito queixa na esquadra.

A advogada garante que a jovem nunca foi ouvida pela IGAI. A entidade chegou a enviar um email em 2018, mas nunca mais retomou o contacto, de acordo com Paula Moreira. Segundo o matutino, depois da abertura do processo pela IGAI, o Núcleo de Deontologia do Comando da PSP do Porto também abriu um processo disciplinar aos dois agentes.

Até esta segunda-feira, a IGAI não deu resposta ao Público. O diário também tentou contactar a PSP para saber qual o desfecho do processo disciplinar, mas não obteve resposta do porta-voz Nuno Carocha.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Polícias voltam aos protestos por causa do subsídio de risco em dia de nova reunião com o Governo

Elementos da PSP e da GNR voltam esta quarta-feira aos protestos por causa do subsídio de risco, uma concentração que vai decorrer enquanto os sindicatos e associações socioprofissionais estão reunidos no Ministério da Administração Interna …

Vieira continua em domiciliária. MP vai pedir reforço de garantias de caução

O Ministério Público (MP) vai pedir reforço de garantias de caução por entender que o uso das ações da SAD do Benfica não é a forma apropriada. O Correio da Manhã avança, esta manhã, que o …

Investigadores suecos pagam 23 dólares a quem se vacinar contra a covid-19

Recompensa surge no âmbito de uma pesquisa que pretende avaliar o nível de eficácia de diferentes incentivos à vacinação contra a Covid-19. O estudo conta com a participação de 8.200 voluntários com menos de 60 …

Costa diz que Estado se curva "perante a memória" de Otelo. Mas BE condena ausência de luto nacional

O primeiro ministro, António Costa, e o presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, decidiram não declarar luto nacional pela morte de Otelo Saraiva de Carvalho, Capitão de Abril. A líder do BE e o …

Catarina Martins volta a bater o pé e Jerónimo sublinha: "Ainda não há Orçamento"

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu, esta terça-feira, o Bloco de Esquerda, o PCP e o CDS, em mais uma ronda de reuniões com os partidos com assento parlamentar. Se o objetivo do Presidente da República era …

Simone Biles, Jogos Olímpicos de Tóquio 2020

Simone Biles. O ouro olímpico não é sinónimo de paz, muito menos interior

Na sequência do escândalo Nassar, a opinião pública dos EUA concordou que não valia tudo no caminho até ao ouro olímpico — principalmente quando está em causa a dignidade humana. Com a sua principal estrela …

"Sinto que desci ao inferno". Polícias recordam ataque ao Capitólio

"É assim que vou morrer", "sinto que desci ao inferno" e "corri o risco de ser morto" são alguns dos relatos de polícias que presenciaram a invasão ao Capitólio. Começaram as audiências na comissão da Câmara …

Pandemia aumentou o preço dos carros usados. Venda de veículos novos caiu a pique

A procura por usados aumentou com a pandemia. Com menos carros novos a saírem dos concessionários, também por causa da crise dos chips, a oferta de usados é escassa, levando os preços a subirem. Um choque …

Jogos Olímpicos: três polémicas de arbitragem em 24 horas

Depois da pontuação controversa no surf, uma decisão que quase ninguém entendeu, no basquetebol, e uma revisão discutível no judo. A arbitragem não é, ou não é suposto ser, o foco de qualquer edição dos Jogos …

Rui Vitória quer levar Manafá para o Spartak Moscovo

O Spartak Moscovo, treinado por Rui Vitória, desistiu da contratação de Gabriel e apresentou agora uma proposta por Wilson Manafá. Desde que chegou a Moscovo para treinar o Spartak, Rui Vitória tem sondado alguns jogadores que …