Jovem espancada por segurança na noite de São João (e a “polícia não fez nada”)

Nicol Quinayas / Facebook

Nicol Quinayas, a colombiana agredida no São João no Porto

“Preta de merda, queres apanhar um autocarro, apanhas no teu país.” As palavras terão sido proferidas por um Segurança dos Transportes do Porto antes de ter espancado brutalmente uma jovem de 20 anos, na madrugada da noite de S. João no Porto. A polícia foi chamada ao local e não fez nada, acusam testemunhas do incidente.

Nicol Cunayas, 21 anos, uma jovem colombiana que vive em Portugal desde os 5 anos de idade, foi “esmurrada repetidamente” por um segurança do Serviço de Transportes Públicos do Porto, conforme reporta o Diário de Notícias.

A jovem acusa o homem de agressão e de racismo, e também critica a PSP, que foi chamada ao local, mas que não terá sequer registado a ocorrência, nem identificado o segurança.

Nicol estava na paragem do autocarro 800, no Bolhão, acompanhada pelas amigas Daniela Marques e Tânia Mendes, de 20 e 21 anos. Aguardavam transporte para voltar para casa, depois da noite de São João.

(dr) Nicol Quinayas

Tu aqui não entras preta de merda, queres apanhar um autocarro, apanhas no teu país.” Terá atirado o segurança à jovem, segundo relata o DN.

Uma testemunha, Cassiano Ferreira, copeiro de 24 anos, conta ao jornal que o suposto agressor falou em “pretos” e diz que foi “um caso de abuso de autoridade simples“.

“Ela [Nicol] depois de ouvir aquelas coisas passou-se e mandou-o para a puta que o pariu. Ele – que é quase duas vezes eu, vê-se que faz culturismo – agarrou-lhe o pescoço. Ela tentou defender-se e tirar as mãos dele e ele dá-lhe o primeiro soco direccionado ao nariz, ela manda-se a ele furiosa e ele dá-lhe outro soco seguido de um gancho, daqueles socos de baixo que deixam as pessoas KO. Ela cai ao chão e ele mete-se em cima dela em posição de apreensão a torcer-lhe o braço para trás”, conta esta testemunha ao DN.

Cassiano refere que havia “imensa gente a ligar para a polícia” e lamenta que quando os agentes chegaram só falaram com o segurança que alegou que estava “a tentar apreendê-la” e que “ela ofereceu resistência”. A polícia “não perguntou nada a ninguém”, conta a testemunha.

“Queixa só foi registada por insistência da agredida”

Contactada pelo DN, a PSP não soube explicar porque é que o incidente não foi registado pelos agentes que foram ao local.

A amiga de Nicol, Tânia, que a descreve como “mulata” e se diz “preta”, lamenta também no DN que “a atitude da polícia foi vergonhosa“. “Não fizeram nada, não nos defenderam”, queixa-se.

A SOS Racismo emitiu, entretanto, um comunicado onde refere que a queixa “já foi registada, por insistência da agredida”. A entidade espera, agora, que “a averiguação dos factos ocorra de forma célere”, nomeadamente com a auscultação das testemunhas que não duvidam de que “as agressões foram motivadas por ódio e acompanhadas de declarações de racistas”.

Notando que “condena veemente este tipo de agressões”, a SOS Racismo também exige à Comissão para a Igualdade e contra a Discriminação Racial, à STCP e à empresa para quem o segurança trabalha, a 2045, que tomem posições públicas de condenação do sucedido. Também apela a que tomem “todas as medidas necessárias para punir o(s) responsável (eis), para que o Racismo e a Violência não passem impunes”.

O Serviço de Transportes do Porto, que identifica o suposto segurança como um “fiscal”, referiu ao DN que já abriu um processo interno de averiguações e que o homem está suspenso de funções.

ZAP //

PARTILHAR

47 COMENTÁRIOS

  1. … cara amiga Nicol cá em Portugal quer autoridades quer estas burras secundarias andam ao sabor dos ventos ou arranjas alguém para ajustar as contas com a besta ou então todos se ficam a rir.

    • Tás a ver? Já estás a chamar besta ao homem sem saber o que aconteceu e mais grave tás a sugerir violencia contra o homem. Vai tu para segurança ou para a Polícia e logo vez as verdadeiras bestas com que tens de lidar. É só bebados e drogados a tratarem te mal a insultar-te e a agredir-te.

      • E onde está a duvida que é uma grande besta???? Mas há duvidas????? Mesmo que a moça lhe tenha chamado nomes, nao é maneira de tratar uma pessoa. Já viram como a cara da moça ficou???? Só uma besta quadrada ou ao cubo era capaz de fazer aquilo, já devia estar bebado ou drogado. Este individuo devia ser suspenso. E os policias que foram lá, foram lá fazer o quê??? Já estariam também toldados, para nao tomarem conta da ocorrencia???Ah, já me esquecia os policias nao bebem em serviço.

  2. A outra metade da historia esta onde? Ele supostamente quis impedi-la de entrar pq? Ninguem acredita numa historia apenas como está relatada

    • Nem que tenha começado a insultá-lo primeiro, não é motivo para tanta “porrada”.
      E bem se sabe que há pessoal que anda no ginásio (ou nem precisa andar) e toma “cenas” que aumentam a agressividade. Sei bem do que falo.

  3. Mas que raio, esta gente só faz m…da e depois queixam-se que são”agredidos”. Eu nunca fui agredido nem por seguranças, nem pela Polícia, antes pelo contrário, são sempre muito corretos para comigo. Só tenho a dizer bem dos seguranças e da Polícia. Eu não faço m…da.

    • Prereira,
      Tenho muita pena que os criterios editoriais “ZAP” lhe permitam expressar ideias racistas e sectaristas contra uma rapariga de 20 anos espancada por um boy e nao permitam uma resposta (a primeira que aqui pus e foi boicotada pelo lapis azul) ao nivel do seu argumento estupido. E se a rapariga fosse sua mulher, namorada, fiha, neta ou… Reagia com o mesmo palavreado repugnavel?
      Corta “ZAP”…

  4. Uma miuda de 21 anos é brutalmente agredida por um brutamontes, provavelmente cheio de esteróides que ainda mais lhe toldam a pouca inteligência que deve possuir, e ainda há pessoal que sai ao terreiro a defendê-lo? Sinceramente.
    Se isso acontecesse com uma filha Vossa, e ninguém está livre disso com energumenos deste calibre, gostaria de ler então a V/ opinião.

  5. A Polícia não fez nada? Não é de admirar, com tantos relatos de racismo nas forças de segurança que têm surgido ultimamente…..

  6. A mim no São João ameaçaram me com uma arma na afurada (um polícia), eu estava a fugir da confusão no meu carro com minha esposa e filhos, um polícia meteu se a frente do meu carro e ameaçou me, a estrada estava aberta aos carros e eu só queria passar, pegou comigo porque dei sinal de luzes para a senhora se afastar do meio da estrada. Fomos fazer horas para a praia, porque na rua onde residimos não havia estacionamento possível.

  7. O polícia foi muito agressivo e estupido a falar comigo, não havia necessidade, não cometi nenhuma infração, aquilo foi simplesmente abuso, nada comparado com esta jovem mas este ano São João ao que parece andava tudo maluco.

  8. Só o facto da PSP não ter tomado conta da ocorrência, com os procedimentos adequados, é muito grave.

    Quanto ao resto da estória não me pronuncio porque não me compete, nem tenho elementos.
    E sabemos como são as partidarites, incluindo as do SOS racismo, e outros análogos.

    Para além da grave falha da PSP, a quem compete a SEGURANÇA PÚBLICA, há uma evidente desproporção de forças entre o segurança e a moça, com as consequência que a foto retrata.

      • Deixemo-nos de sofismas, e agarremos o toiro pelos cornos, carago!

        Hão fortes indícios que a PSP não esteve à altura, independentemente de quem teve ou não razão.

        Essa é matéria de Tribunais.

        A PSP como garante da segurança, da tranquilidade pública, tinha que actuar ao lavrar o competente auto, e mais nada.

        Não está a querer sugerir/insinuar que não houve agressões, no plural, eventualmente de parte a parte, logo DESORDEM PÚBLICA, ou que a fotografia divulgada é fraude.

        NÃO SE PASSOU NADA!!!!!!!!!!!!!!

        • Fortes indícios?!
          Quais?
          Parece-me claro que depois da PSP chegar não houve mais agressões ou desordem… ou houve mais problemas?
          .
          Além disso, convém esclarecer que a jovem não é nenhuma santinha e passou à frente das outras pessoas que esperavam o autocarro, o que criou alguns conflitos e foi aí que apareceu o “animal”…
          Além disso, a estoria dela e das amigas nem sequer coincide…

          • Lavrou, ou não, o competente auto?
            Registou, ou não, a ocorrência?
            É, ou não é, crime público?

            Qual é, afinal, a missão da PSP?

            O resto, meu Caro Sr., são balelas.

            Foro dos Tribunais, e no caso, Ministério Público.

            É assim tão difícil de entender?!!!!!!!!!!!

            • CRIME PÚBLICO
              “É um crime para cujo procedimento basta a sua notícia pelas autoridades judiciárias ou policiais, bem como a denúncia facultativa de qualquer pessoa.
              As entidades policiais e funcionários públicos são obrigados a denunciar os crimes de que tenham conhecimento no exercício de funções.
              Nos crimes públicos o processo corre mesmo contra a vontade do titular dos interesses ofendidos.”

    • Os polícias deveriam estar em alguma grande superfície. Há várias décadas, perto da minha casa, estava um polícia a dirigir o trânsito. Hoje todos estacionam em segunda fila e para passar é preciso uma gincana do carago. Polícias? Se eu for ao Minipreço vejo muitos lá dentro…! Será culpa dos polícias ou de quem nos desgoverna?

  9. Como já foi referido, o uso de certas substâncias aumenta a agressividade. Porque é que essas substâncias não são controladas e são feitos despistes no trabalho? Não interessa, não é? E deixa-se andar…
    Essas substâncias têm de ser tratadas como drogas pesadas.
    E pergunto para que servem estes trastes, porque é que se contratam empresas de segurança (?) que têm como empregados essa gente que vive para a agressão, quais cães de raças perigosas. Tantos casos de agressões graves não são mero acaso.
    Bem sei que a Policia (e não vamos comparar Policia com seguranças) tem de aturar muita coisa mas nada justifica, NADA, que um adulto culturista agrida uma miúda, muito menos de forma violenta.

  10. Sobretudo falta de respeito e civismo parece ter aqui havido por qual das partes não sei ou se possivelmente pelas duas, violência a mais parece também ter sido aplicada, bom será que tudo seja bem esclarecido ao pormenor e castigo a quem seja devido.

  11. Pode ser que eu me engane mas a foto deve estar manipulada. Vi outra no site de outro jornal e ainda era pior. Parecia que até tinha sangue no cabelo. E tudo muito vermelho. É fácil pintar a cara e mandar fotos para as redes sociais para levar a água ao moinho. Não sei porquê, mas comigo nunca houve problemas desses. Os polícias, sejam de trânsito, seja quais forem são sempre simpáticos. Claro que eu cumpro minimamente a lei e não me meto em alhadas. Nem a PIDE, no tempo dela, me incomodou. Esta gente anda sempre metida em complicações e depois chamam racistas e xenófobos aos outros. Chamam aos outros aquilo que eles mesmo são!

  12. Boa noite.
    É preciso cuidado pois um dia pode estar aflito e a Policia não aparece. Não me ponho nem de um lado nem do outro pois não tenho conhecimentos para me pronunciar.

    • Já há muitos polícias que não “aparecem” em certos locais.
      Não os culpo por não quererem ir. Eu também não quero. Mas eu não fui para polícia.

  13. Polícia da trêta, cheios de medo, preferem passar multas e estar nos quarteis a jogar ás cartas e beber copos de vinho, o estêrco que bateu na moça é um nojento racista, uma vergonha.

    • Ui… parece que a inteligência também teve medo de ti!…
      Uma vergonha é ver certos palermas, que, sem NENHUM elemento sobre o que aconteceu, disparatam em todas as direcções!…

  14. Sem comentários. Caros amigos em 34 anos de serviço já vi tanta coisa, sem ter conhecimento dos factos não consigo pronunciar-me correctamente sobre as supostas agressões. Li vários comentários de pessoas que nada sabem o que se passa durante a noite numa cidade como Lisboa ou Porto. Nem conhecem profundamente as pessoas que povoam a noite nas grandes cidades. Agem por estímulos visuais sem aprofundar a questão em si.

    • Não sou segurança, mas sei de muitas coisas. E assisti a outras. Isto não é só em Lisboa ou no Porto. Passa-se em todo o lado que “há noite” e copos.
      Compreendo uns tabefes bem dados em certas situações, pois muitos bem os merecem. Mas isso tem que ter limites.
      Depois de se defender, antes de entrar em exageros, o procedimento devia ser imobilizar o atacante, e entregar às autoridades. Elas podem não fazer muito, pois os seguranças da noite também não colaboram com eles… Se começasse a haver colaboração de ambas as partes, seria melhor.

  15. Independentemente do que aconteceu a seguir, que obviamente está tudo muito errado. Se eu estivesse noutro País, como já estive, ouvia o segurança, calava-me e depois se pudesse fazia queixa dele por racismo e xenofobia, e isto sim é uma atitude inteligente, responsável e madura. Não consigo perceber como é que esta menina foi mandar um homem visivelmente alterado para a “puta que o pariu”, por muita razão que tenha foi uma atitude no mínimo irresponsável e desaquada e pagou bem o preço por isso como aliás se pode ver pelas fotos. A atitude da PSP, é o normal em Portugal…regra geral tentam esquivar-se ao trabalho da papelada, já aconteceu comigo e com muitas outras pessoas que conheço, tentam sempre esquivar-se.

    • Além das duas vezes que lhe cuspiu na cara!…
      Não que eu esteja a defender o “animal”, mas desconfio que muitos dos que o estão a criticar, numa situação identica, provavelmente, fariam igual!…
      .
      É perfeitamente normal e compreensível que a polícia se tente “esquivar à papelada” – e, muitas vezes, é o melhor para todos!!

  16. Tem alguma razão até porque toda a gente já percebeu que ela é santinha… tudo gente de bem!…
    .
    Agora a sério:
    Não interessa se é mulher ou homem, se tem 20 ou 60, se é preta ou branca, se é namorada, filha, neta; o que interessa é que se portou mal e arcou com as consequências – assim como o “animal” que lhe bateu vai ter de arcar com as consequências da sua falta de bom senso, inteligência, etc!…

  17. Esse tipo de animal precisava de de visitar um país Africano como Angola, Moçambique ou a Namíbia para ver quantos Portugueses estão lá a ganhar o pão e a alíviar a “carga” ao desemprego em Portugal. E se os Portugueses emigrados recebessem o mesmo tratamento, agradava-lhe? Olha que a mesquinhêz e a burríce também tem preço.

    • Estudo um pouco e compare a morte ou agressão de Africanos por brancos e Brancos por africanos.

      A sorte é que África não tem o sistema de noticias ou registo como os estados brancos, senão ia compreender quem é que é racista e quem faz mal a quem.

      vivi 7 anos em África sei do que falo.

RESPONDER

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …