Nevoeiro e uma manif a duas Línguas no arranque da cimeira Portugal-Espanha

JuanJo Martín / EPA

Os primeiros-ministros de Portugal e Espanha, António Costa e Pedro Sánchez, na Cimeira Ibérica na Guarda.

O forte nevoeiro na região da Guarda atrasou, neste sábado de manhã, a aterragem dos helicópteros que transportaram a delegação espanhola para a 31.ª cimeira ibérica. Os primeiros-ministros português e espanhol foram recebidos por uma manifestação de portugueses e espanhóis.

Portugal e Espanha devem aprovar, na cimeira ibérica que decorre neste sábado, uma estratégia conjunta para a recuperação económica, bem como a chamada Estratégia Comum de Desenvolvimento Transfronteiriço (ECDT).

A ECDT vai beneficiar 1.551 freguesias, cerca de metade delas portuguesas, abarcando uma área correspondente a 62% do território nacional. Mais de 1,6 milhões de portugueses serão beneficiados e cinco milhões de habitantes dos dois lados da fronteira.

Essa estratégia para as regiões que estão entre as mais pobres dos dois países prevê, entre outras matérias, a criação de grupos de trabalho que vão estudar a criação da figura de trabalhador transfronteiriço e de um documento único de circulação para harmonizar a passagem de menores entre Portugal e Espanha.

Para este sábado, estão marcadas várias reuniões bilaterais sectoriais, uma delas entre António Costa e Pedro Sánchez, os primeiros-ministros português e espanhol.

A comitiva de Espanha é a mais numerosa, com o primeiro-ministro, Pedro Sánchez, quatro vice-presidentes, seis ministros, seis secretários de estado e o embaixador espanhol em Portugal, enquanto do lado português, António Costa vai estar acompanhado de oito ministros, uma secretária de Estado e o embaixador de Portugal em Madrid.

O arranque da cimeira ficou marcado por alguns minutos de atraso devido ao nevoeiro que obrigou os helicópteros com a comitiva espanhola a aterrarem num local diferente do previsto.

Manifestantes exigem fecho de Almaraz, fim de portagens e reposição de comboios

Os manifestantes assobiaram e gritaram palavras de ordem quando Costa e Sanchéz chegaram ao local onde se realiza este sábado a 31.ª Cimeira Luso-espanhola.

Manifestantes exigem fecho de Almaraz, fim de portagens e reposição de comboios

Cerca de meia centena de sindicalistas, trabalhadores, activistas e ambientalistas de Portugal e Espanha manifestaram-se no local da cimeira para exigir aos dois Governos o encerramento da central nuclear de Almaraz, a redução de portagens e a reposição dos comboios internacionais.

Os protestos decorreram próximo do chafariz de Santo André, o local onde Costa e Sánchez iniciaram a 31.ª Cimeira Luso-espanhola.

Os manifestantes, que empunhavam cartazes e tarjas com as suas reivindicações escritas em Português e em Espanhol, assobiaram e gritaram palavras de ordem quando Costa e Sanchéz chegaram ao local.

Durante o protesto gritaram frases como “Não ao nuclear, encerrar a central de Almaraz”, “Sim à vida, não à mina”, “Governo escuta, os trabalhadores estão em luta”, “Comboios sim, portagens não” e “[Comboio] internacional a circular, para o ambiente melhorar”.

O Movimento Ibérico Antinuclear (MIA) em Portugal entregou um documento aos governos dos dois países a apelar ao fecho da central de Almaraz (situada a cerca 100 quilómetros da fronteira) e da exploração de urânio em Retortillo (a cerca de 30 quilómetros da fronteira), referiu à Lusa José Janela, da comissão coordenadora do MIA em Portugal.

O ambientalista disse que portugueses e espanhóis estão “contra a continuação” da central de Almaraz e pedem o seu fecho definitivo, alegando que “constitui um perigo” para as zonas fronteiriças.

O mesmo elemento do MIA pede a Costa que dê “um cotovelada mais vigorosa” a Sánchez e lhe diga que “agora é que é mesmo para encerrar Almaraz”.

A Plataforma P’la Reposição das Scut´s nas autoestradas A23 e A25 voltou a exigir o fim das portagens nas antigas vias sem custos para o utilizador.

“Nós aqui estamos, mais uma vez, para sinalizar que o problema das portagens não vai morrer”, disse à Lusa o porta-voz Luís Garra.

No protesto também participaram trabalhadores e dirigentes do Sindicato da Hotelaria do Sul, que exigiram a reposição dos comboios internacionais, uma vez que os trabalhadores da Serviral, empresa concessionária que explora os comboios internacionais que fazem os percursos Lisboa-Madrid e Lisboa-Hendaye (Lusitânia e Sud-Express), estão com os contratos de trabalho suspensos desde 17 de Março, altura em que os comboios internacionais pararam.

“É inconcebível que as fronteiras em toda a União Europeia estejam abertas para os comboios e a única que está fechada é [entre] Portugal e Espanha“, explicou Fernando Pinto.

O sindicato defende a reabertura de “todos os serviços actualmente encerrados nos comboios Lusitânia e Sud-Express”.

A União de Sindicatos da Guarda também aproveitou a ocasião para entregar ao Governo um documento com medidas para “valorizar quem trabalha e a produção nacional”, pela defesa dos serviços públicos e das funções sociais do Estado.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Reparem na imagem e digam como é que a Espanha não há-de ser grande se o António Costa com barriga de pipo dá em máxima altura pelo ombro ao Pedro Sanchez. Ai costa…

RESPONDER

Encontrada parte da matéria perdida do Universo

As galáxias podem receber e trocar matéria com o seu ambiente externo graças aos ventos galácticos criados por explosões estelares. Devido ao instrumento MUSE do VLT (Very Large Telescope) do ESO, uma equipa internacional liderada …

A Lilium testou o seu táxi voador de quinta geração — com direito a vídeo e som

Empresa alemã quer tornar-se uma referência do transporte aéreo de nova geração, pelo que se tem esforçado por responder a todos os pedidos e solicitações de melhorias enviadas por possíveis compradores. O modelo eVTOL da empresa …

Irão disponível para negociações sobre acordo nuclear nas próximas semanas

O Irão retornará às negociações sobre a retomada do acordo nuclear de 2015 nas próximas semanas, avançou o Ministério dos Negócios Estrangeiros esta terça-feira, apesar das suspeitas das potências ocidentais sobre a estratégia de Teerão …

Depois do Loon, nasce o Taara. Projeto usou lasers para transmitir 700TB de dados

Depois da morte do Projeto Loon, no início do ano, nasceu o Projeto Taara, que utilizou lasers para transmitir 700TB de dados através do rio Congo. O projeto muda, o nome é diferente, mas a missão …

Vizela - Paços de Ferreira bateu recorde de assistência na I Liga

Maior número de adeptos do campeonato também foi registado nesta jornada, no Benfica-Boavista; mas em termos de ocupação do estádio, o Vizela deixou longe toda a concorrência. Desde os anos 80 do século passado que não …

150 anos antes da viagem histórica de Colombo, um frade italiano escrevia sobre a America

Por volta do ano 1340, Galvano Fiamma registou, na sua Cronica universalis, a existência de terras a oeste da Gronelândia habitadas "por gigantes". Trata-se da primeira menção documentada do continente americano no Mediterrâneo, cerca de …

Os antigos compadres zangaram-se de vez. Trump puxa os cordelinhos nos bastidores para correr com McConnell

A relação de altos e baixos entre os dois azedou de vez depois de McConnell ter reconhecido a vitória de Joe Biden. Trump quer agora que um Republicano concorra contra McConnell pelo cargo da liderança …

Bombeiros embrulharam a maior árvore do mundo em papel de alumínio. Tudo para a proteger

O incêndio consumiu milhares de acres na Califórnia e o National Park Service viu-se obrigado a intensificar os seus esforços para proteger as jóias naturais, incluindo as maiores árvores do mundo. Os incêndios Colony e Paradise …

EUA trocaram "guerra implacável" por "diplomacia implacável" no Afeganistão, diz Biden

O Presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, disse esta terça-feira à Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) que o país se está a concentrar na "diplomacia implacável" e no encerramento de uma era de …

Presidente de El Salvador autodenomina-se "Ditador de El Salvador"

O Presidente de El Salvador, Nayib Bukele, alterou no domingo a descrição do seu perfil no Twitter para "Ditador de El Salvador", passando depois para "Ditador mais 'cool' do mundo mundial", situação registada após os …