Netflix retira imagens de suicídio de “13 Reasons Why”

(dr) Netflix

Hannah, 13 Reasons Why

A Netflix modificou o episódio da série “13 Reasons Why” onde apareciam imagens do suicídio da protagonista Hannah Baker (Katherine Langford), passando agora essa parte da ação a ocorrer de forma totalmente oculta para os espetadores, anunciou a plataforma de streaming.

A cena, bastante gráfica, tinha a duração de três minutos, e é alterada dois anos depois da sua transmissão original.

“Vários jovens disseram-nos que 13 Reasons Why os encorajou a iniciar conversas sobre assuntos delicados como a depressão e o suicídio e a procurar ajuda – em muitos casos pela primeira vez“, escreveu a Netflix num comunicado.

“Dado que nos preparamos para lançar a terceira temporada este verão, temos estado atentos ao debate em curso acerca da série. E, então, depois de nos aconselharmos com especialistas, (…) decidimos editar a série da primeira temporada em que a Hannah tira a própria vida“, acrescentam.

Esta cena, que agora vai desaparecer, era parte do final da primeira temporada. Agora, os espetadores apenas verão a reação dos pais à morte da protagonista.

A Netflix disse ao The Hollywood Reporter que vai estar também a monitorizar ativamente as versões pirateadas da série, para evitar que sejam disponibilizadas edições do episódio que contenham a cena.

O criador e produtor da série Brian Yorkey também já se manifestou sobre a mudança, através de um tweet em que reafirma o objetivo da série em “ajudar os jovens espetadores a sentirem-se vistos e ouvidos“, bem como a “encorajar a empatia em todos os que a veem“.

“A nossa intenção ao retratar a horrível e dolorosa realidade do suicídio com detalhes tão gráficos na primeira temporada era contar a verdade sobre o horror de um ato assim, e tornar claro que ninguém deveria desejar fazê-lo“, defendeu.

Este ano, um estudo publicado na Revista da Academia Americana de Psiquiatria Infanto-Juvenil conclui que a transmissão da série coincidiu com um grande aumento de suicídios entre os jovens com idades entre os 10 e os 17 anos.

O retrato do suicídio de Hannah Baker foi citado pelos especialistas como um particular fator de risco. Os investigadores sublinharam que apenas podem apontar correlação e não causa, mas este foi um fator suficiente para aprofundar a conversa em torno do impacto potencial da série, que já tinha sido iniciado por altura da sua estreia, em 2017.

A terceira temporada de 13 Reasons Why deverá estrear este verão e apesar de a Netflix ter afirmado que não irá incluir nenhuma dramatização de suicídio, é possível que o regresso da produção volte a trazer à tona a discussão sobre o tema, surgindo esta remoção das imagens como uma forma de reduzir o impacto negativo em torno da série.

PARTILHAR

RESPONDER

Cientista americana diz estar certa de que a Terra será atingida por asteroide

https://vimeo.com/355132338 Uma cientista americana de uma ONG dedicada a proteger a Terra diz que é 100% certo que um asteroide atingirá o nosso planeta. A cientista é Danica Remy, presidente da Fundação B612. Após um asteroide não …

NASA vai mesmo explorar Europa, a lua de Júpiter que pode ter vida extraterrestre

A NASA deu luz verde a uma missão para explorar uma lua de Júpiter que é considerada um dos melhores candidatos para a vida extraterrestre. A Europa - que é um pouco mais pequena do que …

País de Gales cancela plano controverso de criar "casas de banho robô"

O objetivo da construção era impedir atividade sexual, vandalismo e dormidas nas casas de banho públicas. O projeto ia recorrer às tecnologias de piso sensível ao peso, jatos de água, sensores anti-movimento e alarmes. O conselho …

Sem saber, uma mulher viveu durante 17 anos com a sua "gémea" dentro dela

Uma jovem na Índia, sem saber, viveu com uma das condições médicas mais raras e perturbadoras durante quase duas décadas. De acordo com um relatório de caso desta semana, a mulher tinha um saco que continha …

Novo filme da saga 007 já tem nome e data de estreia marcada

O novo filme da saga 007, realizado por Cary Fukunaga chama-se "No time to die" e estreia-se no Reino Unido e nos Estados Unidos em abril de 2020. "Daniel Craig regressa como James Bond, 007 em... …

Comporta pode tornar-se na nova Ibiza (e tudo começou com a queda do BES)

Após anos de um quase esquecimento, em termos de desenvolvimento imobiliário, a Comporta está a atrair investidores internacionais que encaram a pequena vila de Setúbal como uma "nova Ibiza". Um cenário que está a preocupar …

Família de Aretha Franklin cria fundo para a investigação de cancro raro

Um ano após a morte da cantora, a família de Aretha Franklin criou um fundo de apoio à investigação na área dos tumores neuroendócrinos, a doença rara que se revelou fatal para a celebridade, a …

Sporting vai monitorizar tudo o que se diz e escreve sobre jogadores

A empresa Noisefeed tem uma enorme base de dados relativa à atividade nas redes sociais de milhares de jogadores a nível global. Os jogadores de futebol de todo o mundo usam, cada vez mais, as redes …

Boris janta hoje com Merkel para mudar acordo. Maioria quer novo referendo

A pouco mais de dois meses da data marcada para a saída do Reino Unido da União Europeia, uma nova sondagem mostra que a maioria dos britânico quer que qualquer novo acordo vá a referendo. Um …

Oficial: Pardal Henriques candidato a deputado pelo partido de Marinho Pinto

O advogado Pedro Pardal Henriques anunciou esta quarta-feira que aceitou o convite para encabeçar a lista do PDR a Lisboa, deixando de ser porta-voz do Sindicato Nacional dos Motoristas de Matérias Perigosas para "não misturar …