“13 Reasons Why” ligada a aumento de suicídios entre jovens nos EUA

(dr) Netflix

Um novo estudo concluiu que a série 13 Reasons Why está associada ao aumento de 28,9% nos índices de suicídio entre crianças e adolescentes nos Estados Unidos em abril de 2017, o mês seguinte à estreia do programa da Netflix.

A investigação foi realizada em conjunto por diversas universidades e hospitais dos Estados Unidos e o Instituto Nacional de Saúde Mental (INSM) e levou em conta as tendências de variação nas taxas de suicídio no país.

A INSM é uma das instituições que compõem a agência Institutos Nacionais de Saúde, ligada ao Departamento de Saúde e Serviços Humanos do governo americano e a principal responsável na administração federal por pesquisas nas áreas de saúde e biomedicina.

O estudo, publicado na revista Journal of the American Academy of Child and Adolescent Psychiatry, mostrou que o número de mortes por suicídio em abril de 2017 superou o registado em qualquer outro mês durante o período de cinco anos analisado.

Ao individualizar os índices de acordo com o sexo da vítima, foi notado um aumento significativo entre homens jovens no mês seguinte à estreia. Houve um crescimento entre o sexo feminino, mas foi considerado estatisticamente insignificante.

“Os resultados devem servir de alerta de que os jovens são especialmente sensíveis ao que é exibido pelos media“, disse Lisa Horowitz, cientista do INMS e autora do estudo. “Todos os profissionais, inclusive dos media, devem preocupar-se em serem construtivos e cuidadosos ao lidar com temas relacionados a crises de saúde pública.”

À BBC, a Netflix disse estar a analisar os resultados do estudo. “É um tema de extrema importância e temos trabalhado muito para assegurar que estamos a lidar de maneira responsável com esta questão sensível”, informou a empresa em nota.

Segundo a companhia, o estudo contradiz outro realizado pela Universidade da Pensilvânia e divulgado na semana passada. De acordo com a investigação em questão, estudantes que assistiram a toda a segunda temporada da série estavam menos propensos a considerar o suicídio.

3ª maior causa de morte entre jovens americanos

A primeira temporada de 13 Reasons Why foi para o ar em 31 de março de 2017. Ela conta a história de uma adolescente que se suicida e deixa 13 gravações que explicam os motivos pelos quais o decidiu fazer. A segunda temporada foi lançada em maio de 2018, e uma terceira está em produção.

O programa foi bem recebido pela crítica e celebrado por promover a consciencialização sobre questões que afetam os jovens, como violação, bullying e autoflagelação. Mas também gerou um debate em torno da forma como retratou o suicídio e os efeitos disso sobre o público jovem.

O suicídio é a terceira maior causa de morte entre jovens americanos com idades entre 10 e 24 anos. São registados cerca de 4.600 casos por ano, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, principalmente entre vítima dos sexo masculino.

Um outro estudo recente, realizado por investigadores da Áustria, da Bélgica e dos EUA, concluiu que, entre estudantes que assistiram a toda a segunda temporada, relatos de que pensavam em infligir ferimentos em si próprios ou em suicidar-se eram menos frequentes. Os cientistas concluíram que isto aconteceu porque o assunto era tratado abertamente pelos personagens do programa.

Ao mesmo tempo, estudantes que pararam de assistir a temporada a meio eram menos otimistas em relação ao seu futuro e tinham mais probabilidades de cometer suicídio. Os cientistas dizem que isto ilustra como a série pode ter simultaneamente efeitos positivos e negativos sobre os espetadores.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Os Simpsons podem ter previsto o surto do novo coronavírus da China

A série de televisão animada "Os Simpsons" é conhecida por ter feito profecias que, com o passar do tempo, se tornaram mesmo realidade. Agora, os fãs do programa parecem ter encontrado um episódio que prediz …

Identificada nova espécie de dinossauro que viveu há mais de 150 milhões de anos

Paleontólogos identificaram, nos Estados Unidos, uma nova espécie de dinossauro do género dos alossauros, que viveu há mais de 150 milhões de anos. A espécie, que tem o nome de Allosaurus jimmadseni, foi identificada a partir …

Escorpião com 436 milhões de anos foi dos primeiros animais a pisar a Terra

Cientistas descobriram um escorpião com 436 milhões de anos que terá sido um dos primeiros animais da Terra a migrar dos habitats aquáticos para os terrestres. Foram encontrados dois fósseis da espécie num antigo mar tropical …

Bruno de Carvalho disposto a liderar SAD do Sporting com Varandas

O ex-presidente do Sporting admitiu, esta sexta-feira, estar disposto a liderar a SAD do clube, mesmo com Frederico Varandas como presidente. No seu comentário semanal na Rádio Estádio, Bruno de Carvalho disse estar disposto a regressar …

A Inteligência Artificial teria resolvido o mistério da fuga de Alcatraz

Um programa de Inteligência Artificial (IA) poderia ter resolvido o mistério da fuga dos irmãos irmãos John e Clarence Anglin e Frank Morris da prisão de Alcatraz, que foi considerada uma das mais seguras dos …

Mais de 30 militares dos EUA ficaram com lesões cerebrais após ataque iraniano

Mais de 30 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque iraniano na base militar de Ain al-Assad, no Iraque. 34 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque levado …

Homem que torturou suspeitos de planear o 11 de setembro diz que o voltaria a fazer

James Mitchell torturou os cinco suspeitos de terem planeado o ataque de 11 de setembro de 2001. Em tribunal, disse que não tem remorsos e que o voltaria a fazer. James Mitchell foi o psicólogo responsável …

Belenenses e Belenenses SAD chegam a acordo para suspender ações judiciais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta sexta-feira, que foi alcançada uma suspensão das ações judiciais entre o Belenenses e a Belenenses SAD. Em comunicado publicado na sua página oficial, a FPF informou que o …

Amazon quer que os clientes paguem com as mãos

A gigante tecnológica Amazon quer que os  clientes comprem e efetuem o pagamento com um aceno da mão em vez de passar um cartão numa máquina. De acordo com o Wall Street Journal, que cita fontes …

59 autarcas constituídos arguidos na Operação Éter

O Ministério Público constituiu 74 arguidos, 59 dos quais autarcas e ex-autarcas de 47 câmaras do Norte e Centro, no processo da investigação às Lojas Interativas da Turismo do Porto e Norte, realizada no âmbito …