“13 Reasons Why” ligada a aumento de suicídios entre jovens nos EUA

(dr) Netflix

Um novo estudo concluiu que a série 13 Reasons Why está associada ao aumento de 28,9% nos índices de suicídio entre crianças e adolescentes nos Estados Unidos em abril de 2017, o mês seguinte à estreia do programa da Netflix.

A investigação foi realizada em conjunto por diversas universidades e hospitais dos Estados Unidos e o Instituto Nacional de Saúde Mental (INSM) e levou em conta as tendências de variação nas taxas de suicídio no país.

A INSM é uma das instituições que compõem a agência Institutos Nacionais de Saúde, ligada ao Departamento de Saúde e Serviços Humanos do governo americano e a principal responsável na administração federal por pesquisas nas áreas de saúde e biomedicina.

O estudo, publicado na revista Journal of the American Academy of Child and Adolescent Psychiatry, mostrou que o número de mortes por suicídio em abril de 2017 superou o registado em qualquer outro mês durante o período de cinco anos analisado.

Ao individualizar os índices de acordo com o sexo da vítima, foi notado um aumento significativo entre homens jovens no mês seguinte à estreia. Houve um crescimento entre o sexo feminino, mas foi considerado estatisticamente insignificante.

“Os resultados devem servir de alerta de que os jovens são especialmente sensíveis ao que é exibido pelos media“, disse Lisa Horowitz, cientista do INMS e autora do estudo. “Todos os profissionais, inclusive dos media, devem preocupar-se em serem construtivos e cuidadosos ao lidar com temas relacionados a crises de saúde pública.”

À BBC, a Netflix disse estar a analisar os resultados do estudo. “É um tema de extrema importância e temos trabalhado muito para assegurar que estamos a lidar de maneira responsável com esta questão sensível”, informou a empresa em nota.

Segundo a companhia, o estudo contradiz outro realizado pela Universidade da Pensilvânia e divulgado na semana passada. De acordo com a investigação em questão, estudantes que assistiram a toda a segunda temporada da série estavam menos propensos a considerar o suicídio.

3ª maior causa de morte entre jovens americanos

A primeira temporada de 13 Reasons Why foi para o ar em 31 de março de 2017. Ela conta a história de uma adolescente que se suicida e deixa 13 gravações que explicam os motivos pelos quais o decidiu fazer. A segunda temporada foi lançada em maio de 2018, e uma terceira está em produção.

O programa foi bem recebido pela crítica e celebrado por promover a consciencialização sobre questões que afetam os jovens, como violação, bullying e autoflagelação. Mas também gerou um debate em torno da forma como retratou o suicídio e os efeitos disso sobre o público jovem.

O suicídio é a terceira maior causa de morte entre jovens americanos com idades entre 10 e 24 anos. São registados cerca de 4.600 casos por ano, de acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças, principalmente entre vítima dos sexo masculino.

Um outro estudo recente, realizado por investigadores da Áustria, da Bélgica e dos EUA, concluiu que, entre estudantes que assistiram a toda a segunda temporada, relatos de que pensavam em infligir ferimentos em si próprios ou em suicidar-se eram menos frequentes. Os cientistas concluíram que isto aconteceu porque o assunto era tratado abertamente pelos personagens do programa.

Ao mesmo tempo, estudantes que pararam de assistir a temporada a meio eram menos otimistas em relação ao seu futuro e tinham mais probabilidades de cometer suicídio. Os cientistas dizem que isto ilustra como a série pode ter simultaneamente efeitos positivos e negativos sobre os espetadores.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas criam tinta ultra-branca que ajuda a arrefecer as superfícies

Cientistas criaram uma nova tinta ultra-branca que pode refletir 95,5% da luz solar que chega à sua superfície. De acordo com o site IFLScience, esta propriedade permite que algo revestido com esta tinta ultra-branca, como, por …

Morreu Sindika Dokolo, marido de Isabel dos Santos

O empresário Sindika Dokolo faleceu, nesta quinta-feira, no Dubai, aos 48 anos de idade, durante a prática de mergulho. A morte do empresário de origem congolesa já foi confirmada à Lusa por uma fonte ligada à …

Lagostins autoclonados invadiram (e conquistaram) um cemitério na Bélgica

Um cemitério na Bélgica foi completamente invadido por lagostins marmoreado. De acordo com o Instituto Flamengo para Pesquisa da Natureza e da Floresta (INBO), a espécie representa uma grande ameaça para a biodiversidade local. Segundo o …

Benfica 3-0 Standard Liège | “Águia” voa de forma imperial

A noite foi de festa no Estádio da Luz para os cerca de 4875 espectadores – 7,5% por cento da lotação – que se deslocaram ao reduto dos “encarnados” esta quinta-feira. O Benfica venceu por 3-0 …

Urnas abertas no Minecraft. Servem para ensinar os jovens a votar nas eleições

A organização não partidária e sem fins lucrativos Rock the Vote e a empresa criativa Sid Lee uniram-se para criar um servidor de "casa de votação" no popular jogo Minecraft antes das eleições presidenciais de …

Zorya Luhansk 0-2 Braga | “Nota artística” em triunfo minhoto

Dois jogos, duas vitórias para o Sporting de Braga no Grupo G da Liga Europa. Uma entrada de rompante em jogo, com dois golos espectaculares nos primeiros 11 minutos, permitiram aos “arsenalistas” controlar e lidar …

Amostra de ADN desvenda homicídio cometido há quatro décadas

Uma amostra de ADN, colhida de um norte-americano da Carolina do Sul após este ser detido por apontar uma arma, permitiu às autoridades desvendar um caso antigo, identificando-o como principal suspeito do homicídio de uma …

Investigadores portugueses criam simuladores para treinar médicos à distância

Investigadores da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) desenvolveram, durante o confinamento, um método para os estudantes treinarem para cenários de emergência sem saírem de casa. Em declarações à Lusa, Carla Sá Couto, do …

Restam apenas dois rinocerontes brancos do norte (mas há uma esperança para salvar a espécie)

Com a morte do último macho em 2018, o rinoceronte branco do norte chegou ao ponto em que não pode ser salvo naturalmente. Com apenas duas fêmeas restantes, a subespécie é agora tida como oficialmente …

Há uma região na América do Norte sem qualquer caso de covid-19. Tem a dimensão do México

Nunavut, uma região localizada no norte do Canadá, continua sem registar nenhum caso de covid-19. A receita para o sucesso tem vários ingredientes, mas as caraterísticas especiais da região e as medidas rígidas tomadas logo …