Energia usada pela Netflix poderia iluminar 40 mil casas durante um ano

A Netflix divulgou recentemente o seu consumo total de energia no ano passado, tendo havido um crescimento de 84% em relação a 2018.

A Netflix tornou-se um serviço indispensável em muitos lares de todo o mundo, mas o seu impacto em termos energéticos permanece uma incógnita para a maioria das pessoas.

Apesar do seu crescente números de rivais, este serviço de streaming conseguiu manter-se à tona na sua posição dominante, graças ao número de filmes e séries originais lançados todos os meses. No entanto, a empresa enfrenta outro grande desafio: o crescimento e manutenção da sua infraestrutura.

A Netflix tem a capacidade de suportar milhões de utilizadores ligados simultaneamente. Mas, além da sua infraestrutura de servidores, que é suportada por serviços como a Amazon Web Services e o Google Cloud, outro fator crítico é a energia necessária para se manter ativa.

Segundo dados revelados pela empresa, durante o ano de 2019 a Netflix consumiu um total de 451.000 megawatts-hora – quantidade suficiente para alimentar cerca de 40.000 casas norte-americanas durante ano ou mais.

Num artigo da Variety, a empresa esclareceu que tem em conta o uso de energia dividido em duas categorias: a energia da sua infraestrutura (indireta), que equivale a 357.000 MW; e a energia gasta em escritórios e estúdios de produção e filmagem (direta), equivalente a 94.000 MW.

Os números referentes ao ano passado representam um aumento significativo em relação a 2018, ano em que a Netflix consumiu 245.000 megawatts-hora (194.000 MWh indiretos e 51.000 MWh diretos). O seu consumo aumento, portanto, 84%.

A preocupação com o ambiente é uma constante nos dias de hoje, e a empresa não é exceção. A Netflix está empenhada em dedicar recursos significativos à promoção das energias renováveis, apoiando iniciativas “verdes” em 20 países, incluindo Brasil, Reino Unido e Estados Unidos.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

"Autêntico golpe de Estado". Bases de dados policiais do SEF vão ser controladas pelo Governo

As bases de dados de informações policiais detidas pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) vão passar a ser controladas pelo novo Serviço de Estrangeiros e Asilo (SEA) na "dependência do membro do governo responsável …

Docentes e não docentes deverão ser vacinados com doses da Pfizer este fim de semana

Para este fim de semana, está prevista a vacinação em massa de professores, amas, responsáveis de creches entre outros assistentes de "respostas sociais". Este fim de semana, cerca de 180 mil professores e funcionários dos 2.º …

O seu cão pode ficar com ciúmes só de o imaginar a dar festas a outro

Quase quatro em cada cinco donos de cães relatam casos de ciúmes por parte dos seus amigos de quatro patas. E um novo estudo sugere que este comportamento pode ser desencadeado mesmo quando um suposto …

PSD e CDS dão as mãos para ganhar a Madeira (e fecham a porta ao Chega)

Esta quarta-feira, o PSD e o CDS fecharam a porta ao Chega no acordo de coligação autárquica na Madeira, que ambos os partidos assinaram no Funchal. No início deste mês, o líder do PSD/Madeira Miguel Albuquerque …

"Milagre da multiplicação". Cientistas conseguiram tornar a luz ainda mais brilhante

Uma equipa de cientistas descobriu um fenómeno que aumenta a intensidade da luz emitida por um componente em nanoescala em mais de mil vezes, em relação ao que a teoria afirma ser possível. Os cientistas observaram …

Revelados novos segredos sobre o exoplaneta mais quente já descoberto

Um estudo revela novos segredos sobre o exoplaneta mais quente já descoberto, que supera os 4.700ºC e é considerado um "Júpiter quente". Descoberto em 2016, o longínquo Kelt-9 b, situado a 650 anos-luz da Terra, é …

Comer muitas refeições takeaway pode aumentar a probabilidade de morte

Comer demasiadas vezes refeições takeaway pode afetar negativamente a saúde das pessoas. Isto porque, muitas vezes, a comida em causa é fast food. A pandemia de covid-19 veio intensificar a adoração das pessoas pelas refeições takeaway. …

Fezes de morcego ajudam a decifrar o passado da humanidade

Uma equipa de investigadores australianos usou fezes de morcego para ajudar a entender uma parte do passado dos nossos ancestrais. Para perceber melhor como é que artefactos antigos são alterados pelo sedimento em que estão enterrados …

"É como fogo". Dezenas de pessoas morreram na República Dominicana após ingestão de álcool ilegal

Depois de dezenas de pessoas morreram por intoxicação nas últimas semanas, as autoridades da República Dominicana acabaram por fechar várias lojas de bebidas alcoólicas. As lojas de bebidas clandestinas situavam-se sobretudo na capital, Santo Domingo, mas …

Eis AlphaDog, a resposta da China para o cão-robô norte-americano Spot

A empresa de tecnologia Weilan, sediada em Nanjing, na China, desenvolveu o AlphaDog, um cão-robô que usa sensores e inteligência artificial (IA) para realizar uma série de aplicações, incluindo entrega de encomendas e orientação para …