“Nem mais um cêntimo para o sul da Europa”, escreve semanário holandês

Um prestigiado semanário holandês condenou uma proposta económica apresentada pela chanceler alemã Angela Merkel e pelo Presidente francês Emmanuel Macron, defendendo que é preciso desmentir a “fábula” de que os países do sul são pobres.

Segundo noticiou esta sexta-feira o Diário de Notícias, a capa desta sexta-feira do semanário Elsevier Weekblad mostra dois nórdicos a trabalhar, enquanto um homem de bigode se espreguiça numa cadeira com um copo de vinho e um café, e uma mulher de biquini fala ao telemóvel. No título: “Nem mais um cêntimo para o sul da Europa”.

O semanário classifica como “perversa” a proposta apresentada por Merkel e Macron de “oferecer 500 mil milhões de euros”, sustentando que 30 mil milhões sairão dos cofres dos Países Baixos.

A publicação holandesa definiu a proposta como uma “doação incondicional” que “representa uma transferência de dinheiro do norte para o sul da Europa”, lamentando que Merkel esteja disposta a transferir fundos para países como a Itália ou Espanha.

Citado pelo Mundo, o Elsevier Weekblad escreveu que os países do sul da Europa não são pobres e podem melhorar a sua economia com reformas, como ocorreu na crise de 2008. Acrescentou que, dividindo o valor do PIB pelo número de habitantes adultos, cada francês tem em média 276 mil euros, um holandês 279 mil e um italiano 234 mil, uma conta feita a partir de dados do banco suíço Credit Suisse.

De acordo com o semanário, apesar a dívida pública holandesa estar nos 59,4%, os níveis de endividamento privado das famílias holandesas é de 241%, enquanto em Itália a dívida pública é de 137% e a privada de 107%.

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. E até que tem razão…. Mas aqui em Portugal sobretudo no norte há muitos que há muito tempo que não vão à praia, e o melhor vinho é tido exportado

  2. A “baixaria” deste país baixo não tem limites! Não há paciência para aturar estes corsários acumuladores de fortunas alheias. Este e outros países nórdicos é que beneficiaram com a UE. Encheram os cofres à custa da devastação da nossa agricultura e da nossa indústria. Quantas empresas nacionais não desapareceram para serem eles a inundarem o nosso país com os seus produtos?! Até a nossa frota pesqueira foi destruída e deram subsídios aos proprietários para não cultivarem as terras! Chamam a isto ajuda? E quanto às mulheres, as nossas ainda estão de biquini, na praia, agora as deles estão, muitas, sentadas em montras, em trajos nocturnos, oferecendo-se descaradamente!! Tenham vergonha!

  3. Concordo. Mas as ajudas as empresas Portuguesas que com Chico esperto e pagam impostos nos países baixos deviam ser problema dos países baixos. Ou seja, quem devia pagar os layoffs e cia do grupo Jerónimo Martins (vulgo Pingo Doce) eram eles, não nós

  4. Maria Martinho, muito obrigado pela sua magnífica intervenção, abençoada seja!Realmente esta “União ” Europeia é só unida mas no papel, porque na prática, é o que se vê, não é preciso dizer nada, todos entendem o que se passa,não há verdadeira união a uma só voz na Europa, e quem disser o contrário , ou não quer entender ou encontra-se em estado de negação compulsivo.Boa tarde!

  5. Temos que exigir queas nossas empresas saiam da Holanda e paguem impostos em Portugal.
    Boicote total era remédio santo!
    O pingo doce foi a última empresa a ir…. Podia dar o exemplo e ser a primeira a regressar ao país!!

  6. Minha sugestão é que se os Países Baixos popularmente conhecido por Holanda, se não concordam com os princípios de solidariedade intrínsecos aos princípios expressos na formação da União Europeia que peçam para sair assim como fez o Reino Unido com o BREXIT (sondagens recentes dizem que a maioria da população do R.U. está arrependida desta decisão). Se veem a União Europeia como apenas um espaço comercial para exportarem os seus excedentes comerciais que saiam e rápido pois estão em colocar em causa a permanência de Itália e Espanha países de economicamente e em termos populacionais e territoriais muito mais importantes que a Holanda, que saiam mas que não após a saída não esperem acordos comerciais vantajosos ou privilégios como assim esperava o Reino Unido e se frustraram. Se quiserem comercializar com países da União Europeia que pagem as mesmas tarifas da China, Índia, Japão e EUA para ter acesso ao mercado europeu de 400 milhões de consumidores. Sou a favor do NEDERLANDEXIT !!!!

  7. Os maiores parasitas da UE são também os mais desavergonhados!!
    Como é que o país europeu que mais dinheiro recolhe desviado de outros paises para o seu paraiso fiscal, ainda tem a lata de fazer estas caricaturas??
    .
    “Holanda é dos países que mais enriquece com o projeto europeu”
    21 Abril, 2020
    zap.aeiou.pt/holanda-paises-enriquece-projeto-europeu-320414

  8. Adorei ver o Costa no campo pequeno, a ver um pimba. Julgo que o seu nível cultural se ajusta a estes programas. Que volte lá. Agora vai o seu diretor de comunicação sediado em Belem

RESPONDER

Morreu um dos jovens infetados com peste negra na Mongólia

Morreu um dos jovens infetados com peste bubónica, também conhecida como peste negra, na Mongólia. O rapaz contraiu a doença depois de ter comido carne de marmota. Um jovem de 15 anos morreu, esta segunda-feira, vítima …

PCP quer Costa no Parlamento de 15 em 15 dias (e não vai contribuir para acabar com os debates quinzenais)

O PCP não concorda que será o fim da democracia caso os debate quinzenais passem a mensais. No entanto, não vai contribuir para acabar com este modelo. Ao Expresso, o deputado comunista António Filipe Duarte garantiu …

"Espero contar tudo o que sei". Cientista chinesa fugiu da China para alertar que "não temos muito tempo"

A virologista chinesa Li-Meng Yan, que fugiu para os Estados Unidos, deu uma segunda entrevista à Fox News, na qual alertou que "não temos muito tempo".   Li-Meng Yan, especialista em virologia e imunologia, era uma …

Galp perde 60 milhões de euros em negócios não autorizados

A Galp perdeu 60 milhões de euros em negócios não autorizados com licenças de CO2. A petrolífera já avançou com ações disciplinares e uma auditoria. A Galp informou que foram identificadas transações, não autorizadas pela empresa, …

"Bandeira vermelha". Tóquio em alerta máximo após aumento de novas infeções

A capital do Japão, Tóquio, com 14 milhões de habitantes, está no nível mais alto de alerta para o novo coronavírus após um aumento dos casos registados. “Os especialistas disseram-nos que a situação das infeções está …

Operação Saco Azul. Empresas "zombie" terão desviado 1,8 milhões do Benfica

O presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, e a SAD do clube lisboeta foram constituídos arguidos pelo crime de fraude fiscal, no âmbito da operação ‘saco azul’, confirmou esta terça-feira à agência Lusa fonte oficial …

Maçãs com preços em alta, menos vinho e cerveja a estragar-se (os efeitos da pandemia)

A pandemia de covid-19 está a levar milhares de litros de cerveja a estragar-se, enquanto os produtores de vinho temem uma quebra na produção e, logo, nos lucros. Enquanto isso há menos maçãs e mais …

TAD anula sanção de cinco jogos à porta fechada ao Benfica

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deu provimento ao recurso do Benfica e revogou a sanção de cinco jogos à porta fechada imposta pela Federação Portuguesa de Futebol (FPF) ao clube, pelo apoio prestado a …

Costa vira à esquerda, mas Catarina Martins diz que "não pode ser só conversa"

Esta quarta-feira, António Costa lança as negociações para o Orçamento do Estado para 2021 com os partidos que, até aqui, foram seus aliados. O primeiro-ministro insiste que o caminho da sua governação passa por entendimentos à …

No novo ano letivo, a Educação Física continua a ser maior incógnita

No início de julho, o Ministério da Educação anunciou algumas orientações sobre o próximo ano letivo que não contemplavam a Educação Física e o futuro da disciplina continua a ser uma incógnita.  Nas escolas, a falta …