Negociações com o Irão abrem divisão entre EUA e Israel

Pete Souza / Whitehouse

Barack Obama com Netanyahu (foto: Pete Souza / Whitehouse)

Barack Obama com Netanyahu (foto: Pete Souza / Whitehouse)

Poucos dias depois da primeira rodada de conversações entre as maiores potências mundiais e o Irão em Genebra, começam a aparecer divisões entre Israel e seu principal aliado, os Estados Unidos. Neste domingo, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, exortou os EUA a aumentarem sua pressão sobre o Irão, enquanto altos funcionários norte-americanos assinalaram com a possibilidade de reduzir as sanções económicas contra Teerão.

O jornal israelita Haaretz, por sua vez, publicou o que seriam as linhas gerais da proposta iraniana no processo de negociação, cuja próxima rodada está marcada para começar em 7 de novembro.

Em entrevista à rede NBC, o secretário do Tesouro dos EUA, Jacob Lew, disse que é “prematuro” falar em relaxamento das sanções económicas impostas ao Irão. Lew sugeriu que os EUA vão adotar um ponto de vista mais gradualista ao responder a gestos iranianos e não endossou a linha dura defendida por Israel, que acusa o Irão de estar desenvolvendo um programa nuclear com fins militares.

Outros altos funcionários norte-americanos disseram que a Casa Branca está a debater a possibilidade de oferecer ao Irão uma oportunidade para receber de volta biliões de dólares em ativos congelados nos EUA, caso Teerão aceite reduzir o seu programa nuclear. As sanções económicas seriam mantidas, mas o descongelamento dos ativos tomados pelos EUA ajudariam a aliviar as dificuldades económicas enfrentadas pelo Irão.

Também entrevistado pela NBC, Netanyahu afirmou ser contra um “acordo parcial”. “Acho que nesta situação, enquanto não virmos ações, ao invés de palavras, a pressão internacional precisa continuar a ser aplicada, e mesmo aumentada. Quanto mais pressão, maior a chance de que haverá um genuíno desmantelamento do programa nuclear militar iraniano”, disse o primeiro-ministro mais tarde, durante uma reunião com seu gabinete.

O Irão afirma que seu programa nuclear é estritamente civil, para gerar energia e produzir isótopos para uso médico. Como signatário do Tratado de Não Proliferação Nuclear, o país  submete-se a inspeções da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA). Israel, por sua vez, é considerado o único país do Oriente Médio a ter armas nucleares; por não ter assinado o Tratado de Não Proliferação, o país não permite a inspeção de suas instalações nucleares, existentes desde o começo dos anos 1970, por agências internacionais.

Netanyahu afirma que a pressão sobre o Irão precisa de ser mantida até que o governo de Teerão suspenda todo o enriquecimento de urânio, remova do país todo o seu urânio enriquecido e feche todas as instalações de enriquecimento de urânio, entre elas uma que poderia, segundo Israel, ser usada para produzir plutónio.

Outro jornal israelita, o Yediot Ahronot, noticia que parece inevitável uma “explosão” entre Netanyahu e o presidente dos EUA, Barack Obama. Segundo o jornal, altos funcionários do círculo mais próximo de Netanyahu “mantêm uma preocupação profunda de que o presidente norte-americano esteja preparado para reduzir as sanções contra o Irão mesmo antes de as conversações serem concluídas”.

Ephraim Asculai, ex-funcionário da Comissão de Energia Atómica de Israel e atualmente investigador do Instituto de Estudos para a Segurança Nacional, disse que é cedo demais para falar numa divisão entre Israel e os EUA, porque a posição norte-americana ainda não está clara. Para ele, o mais importante é “impedir que o Irão ganhe tempo enquanto avança com seu programa de armas”.

MA / AE-AP, Agência Estado

PARTILHAR

RESPONDER

Estrela morta emite cocktail de radiação nunca antes visto

Um grupo internacional de cientistas explorou o potencial do telescópio espacial de raios gama da Agência Espacial Europeia (ESA) - e outros telescópios e instrumentos - para detetar um cocktail de radiação inédita de uma …

Ator francês Dieudonné banido do Facebook por comentários antissemitas

O ator francês foi banido definitivamente do Facebook e do Instagram por causa dos comentários sobre as vítimas do Holocausto marcados por termos e expressões "desumanizantes contra os judeus". O anúncio do afastamento permanente de Dieudonné …

Última temporada de "La Casa de Papel" terá filmagens em Portugal

A rodagem da quinta temporada da série espanhola "La Casa de Papel", de Álex Pina, começa esta segunda-feira e terá filmagens em Portugal, revelou a plataforma Netflix. Em comunicado, na última sexta-feira, a Netflix explica que …

Janelas com vista para o Espaço. Virgin Galactic revela interior de nave espacial para turistas

A Virgin Galactic acaba de revelar o luxuoso design do interior da cabine do primeiro veículo SpaceshipTwo - o VSS Unity - que permitirá a astronautas e entusiastas explorar o Espaço com conforto. A Virgin Galactic, …

Irão garante ter detido líder de "grupo terrorista" dos EUA

Este sábado, o Irão anunciou a detenção do líder de um "grupo terrorista" norte-americano alegadamente responsável por um bombardeamento mortal, em 2008, numa mesquita da cidade de Shiraz, entre outros ataques. "Jamshid Sharmahd, líder do grupo …

Engenheiro reconstrói máquina que decifrou os códigos alemães Enigma na II Guerra Mundial

Hal Evans construiu a primeira réplica funcional de um ciclómetro: uma máquina construída no início da década de 1930 (e usada na II Guerra Mundial) por matemáticos polacos para ajudar a decifrar as mensagens secretas …

Governo britânico paga metade da conta para atrair clientes aos restaurantes

A medida para fazer os britânicos regressar aos restaurantes e, assim, ajudar o setor, que foi um dos mais afetados pela pandemia de covid-19, começa esta segunda-feira e vai prolongar-se até ao fim de agosto. De …

Revelados os segredos originais do "Cordeiro Místico"

Uma equipa de cientistas belgas e norte-americanos radiografou a pintura A Adoração do Cordeiro Místico para descobrir como era a obra de arte flamenga, pintada pelos irmãos Hubert e Jan Van Eyck, quando foi concluída, em …

Trump abre a porta à compra do TikTok pela Microsoft

A rede social deve ser vendida até 15 de setembro para se manter em operação nos Estados Unidos, disse, esta segunda-feira, o Presidente norte-americano. Depois de, na sexta-feira, ter anunciado que iria proibir a TikTok nos …

Egito convida Musk a verificar pessoalmente que as pirâmides não foram construídas por alienígenas

O Egito convidou o multimilionário Elon Musk a verificar pessoalmente que as míticas pirâmides do país não foram construídas por alienígenas, ao contrário do que sugeriu o CEO da Tesla e da SpaceX na rede …