Negociações com o Irão abrem divisão entre EUA e Israel

Pete Souza / Whitehouse

Barack Obama com Netanyahu (foto: Pete Souza / Whitehouse)

Barack Obama com Netanyahu (foto: Pete Souza / Whitehouse)

Poucos dias depois da primeira rodada de conversações entre as maiores potências mundiais e o Irão em Genebra, começam a aparecer divisões entre Israel e seu principal aliado, os Estados Unidos. Neste domingo, o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, exortou os EUA a aumentarem sua pressão sobre o Irão, enquanto altos funcionários norte-americanos assinalaram com a possibilidade de reduzir as sanções económicas contra Teerão.

O jornal israelita Haaretz, por sua vez, publicou o que seriam as linhas gerais da proposta iraniana no processo de negociação, cuja próxima rodada está marcada para começar em 7 de novembro.

Em entrevista à rede NBC, o secretário do Tesouro dos EUA, Jacob Lew, disse que é “prematuro” falar em relaxamento das sanções económicas impostas ao Irão. Lew sugeriu que os EUA vão adotar um ponto de vista mais gradualista ao responder a gestos iranianos e não endossou a linha dura defendida por Israel, que acusa o Irão de estar desenvolvendo um programa nuclear com fins militares.

Outros altos funcionários norte-americanos disseram que a Casa Branca está a debater a possibilidade de oferecer ao Irão uma oportunidade para receber de volta biliões de dólares em ativos congelados nos EUA, caso Teerão aceite reduzir o seu programa nuclear. As sanções económicas seriam mantidas, mas o descongelamento dos ativos tomados pelos EUA ajudariam a aliviar as dificuldades económicas enfrentadas pelo Irão.

Também entrevistado pela NBC, Netanyahu afirmou ser contra um “acordo parcial”. “Acho que nesta situação, enquanto não virmos ações, ao invés de palavras, a pressão internacional precisa continuar a ser aplicada, e mesmo aumentada. Quanto mais pressão, maior a chance de que haverá um genuíno desmantelamento do programa nuclear militar iraniano”, disse o primeiro-ministro mais tarde, durante uma reunião com seu gabinete.

O Irão afirma que seu programa nuclear é estritamente civil, para gerar energia e produzir isótopos para uso médico. Como signatário do Tratado de Não Proliferação Nuclear, o país  submete-se a inspeções da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA). Israel, por sua vez, é considerado o único país do Oriente Médio a ter armas nucleares; por não ter assinado o Tratado de Não Proliferação, o país não permite a inspeção de suas instalações nucleares, existentes desde o começo dos anos 1970, por agências internacionais.

Netanyahu afirma que a pressão sobre o Irão precisa de ser mantida até que o governo de Teerão suspenda todo o enriquecimento de urânio, remova do país todo o seu urânio enriquecido e feche todas as instalações de enriquecimento de urânio, entre elas uma que poderia, segundo Israel, ser usada para produzir plutónio.

Outro jornal israelita, o Yediot Ahronot, noticia que parece inevitável uma “explosão” entre Netanyahu e o presidente dos EUA, Barack Obama. Segundo o jornal, altos funcionários do círculo mais próximo de Netanyahu “mantêm uma preocupação profunda de que o presidente norte-americano esteja preparado para reduzir as sanções contra o Irão mesmo antes de as conversações serem concluídas”.

Ephraim Asculai, ex-funcionário da Comissão de Energia Atómica de Israel e atualmente investigador do Instituto de Estudos para a Segurança Nacional, disse que é cedo demais para falar numa divisão entre Israel e os EUA, porque a posição norte-americana ainda não está clara. Para ele, o mais importante é “impedir que o Irão ganhe tempo enquanto avança com seu programa de armas”.

MA / AE-AP, Agência Estado

PARTILHAR

RESPONDER

Grande tempestade de areia pode ter ditado o fim de um império da Mesopotâmia

O Império Acádio da Mesopotâmia entrou em colapso devido a uma enorme tempestade de areia, sugeriu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão. Em comunicado, os especialistas explicam …

Encontrado templo milenar usado em rituais pagãos de veneração da água

O local tem 3.000 anos, onde investigadores encontraram 21 sepulturas, bem como várias peças de cerâmica e anéis de cobre. O templo era usado em rituais pagãos de veneração da água. Uma equipa de arqueólogos encontrou …

Elon Musk diz que inovações da Neuralink vão conseguir curar o autismo

Musk disse que a sua empresa Neuralink iria "solucionar uma série de doenças neurológicas", entre as quais o autismo. Contudo, o autismo não é uma doença relacionada com o cérebro, mas sim uma perturbação do …

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …

Coreia do Norte detonou bomba atómica equivalente a 17 "Hiroshimas"

Dados de um satélite japonês revelam que a explosão de um teste nuclear na Coreia do Norte, em 2017, terá sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou que …

Invenção financiada por Bill Gates pode invisivelmente resolver a malnutrição

Uma invenção financiada por Bill e Melinda Gates pode ser a solução para resolver o problema da malnutrição a nível mundial. O próximo passo é conseguir o apoio dos Governos locais. A malnutrição é um problema …

Com a ajuda de um radar, cientistas revelaram pegadas de mamutes e humanos pré-históricos

Espalhados pelo Monumento Nacional de White Sands, nos Estados Unidos, encontram-se os "rastos fantasma" de mamutes mortos há milhares de anos. Agora, investigadores conseguiram revelar pegadas de humanos. De acordo com o Science Alert, esta descoberta, …

A desertificação está progredir na Índia. Mas a solução pode estar no conhecimento tradicional

Quase 45% da área de Maharashtra está a transformar-se em deserto, assim como uma grande parte da Índia. De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o ritmo da desertificação no país é agora …

Um dos videojogos mais famosos do mundo é acusado de propaganda anti-Rússia

Call of Duty é uma das franquias de maior sucesso na história dos videojogos, mas atualmente existem pedidos para boicotar o seu último lançamento devido à descrição de conflitos militares do jogo. Call of Duty: Modern …

Nova aplicação rastreia todos os seus passos em troca de descontos

Todas as pessoas gostam de aproveitar descontos, negócios e saldos. A Miles é uma nova aplicação que lhe oferece isso em troca de algo: a sua privacidade. A app rastreia todos os seus movimentos, disponibilizando descontos …