Navio nazi afundado na II Guerra é uma “bomba-relógio” no fundo do Báltico

Um navio alemão afundado pela Rússia no Mar Báltico no final da Segunda Guerra Mundial está a preocupar os ambientalistas, que consideram que a embarcação naufragada é uma “bomba-relógio” ecológica.

O petroleiro alemão foi atingido por torpedos russos a 8 de abril de 1945 no Golfo de Gdansk, na Polónia. A embarcação nazi, apelidada de Franken, era um posto de combustível ambulante, tendo afundado com 3 mil toneladas de petróleo.

De acordo com a BBC, metade do combustível queimou durante o naufrágio, mas a outra metade continua afundada juntamente com a embarcação, sendo, por isso, uma “bomba-relógio” escondida no fundo do mar.

Os ambientalistas temem que a corrosão parta a meio o navio, que se encontra a 70 metros de profundidade, uma vez que o casco está claramente a deteriorar-se.

Equipas de mergulhares e cientistas já analisaram os destroços de forma a tentar evitar um desastre. Os especialistas acreditam que a divisão do navio naufragado poderá levar a um derramamento, que seria uma catástrofe para a vida marinha do mar Báltico, bem como para as comunidades vizinhas.

Há anos que os ecologistas alertam para um possível vazamento de combustível, que pode devastar o ambiente natural. Por isso, vincam, é absolutamente necessário proceder à drenagem do combustível que ainda se encontra no navio.

Segundo a Poland in English, em abril deste ano, a Fundação MARE – especializada na proteção da vida marinha, descobriu que ainda há 1,5 milhões de litros de petróleo a bordo do navio. Algum combustível já terá mesmo vazado do petroleiro, nota.

O petroleiro alemão é a maior embarcação naufragada na baía de Gdańsk, sendo considerada uma potencial ameaça ao ambiente marinho, de acordo com a classificação de naufrágios feita pelo Instituto Finlandês do Meio Ambiente.

“A questão não é se o desastre acontecerá, mas quando acontecerá”, advertiu Benedykt Hac do Instituto Marítimo de Gdansk, em declarações ao Deutsche Welle.

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Li a notícia com apreensão mas não consegui entender como o navio está a 70 quilómetros de profundidade quando a terra tem o seu ponto mais profundo que não atinge os 12 mil metros ( 12 quilómetros ) !

  2. Sim mas não devia errar. Quem escrve notícias tem de ter mais cuidado.
    Aqui tenho lido demasiados erros em unidades, como se não tivesse importância nenhuma, é uma questão de revisão do texto. Desculpem mas é a minha opinião.
    Quanto ao navio, é realmente um perigo ambiental, mas este é um dos muitos navios afundados nesse tempo, e muitos deles ainda não se sabe onde estão.

  3. Os polacos sao uns animais, essa gente arrogante nao interessa a ninguem. Que rebente essa porcaria toda lá em Gdansk. Ainda ficam com petroleo de borla ja que ele flutua e pode ser facilmente recolhido, mas os gajos nao devem ter cerebro pra aproveitar isso.
    Tá resolvido o problema

Responder a ds Cancelar resposta

Depois da polémica, Hank Azaria deixa de dar voz a Apu dos "Simpsons"

O ator que dá voz à personagem indiana Apu Nahasapeemapetilon, da série "Os Simpsons", anunciou que vai deixar de o fazer, depois de vários anos de polémica. Segundo a BBC, Hank Azaria anunciou, este fim-de-semana, que …

"Parasite" vence prémio principal do Sindicato dos Atores dos EUA

O filme do realizador sul-coreano Bong Joon-ho venceu, no domingo, o prémio mais importante do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG), tornando-se o primeiro filme em língua estrangeira a receber tal distinção. A comédia negra …

Cientistas criam método inovador para tratamento de lesões agudas da pele

Investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra desenvolveram um método “inovador e sensível à luz”, que poderá ser útil no tratamento de lesões agudas da pele. Um grupo de investigadores do CNC …

Elon Musk quer enviar 10 mil pessoas a Marte até 2050

O CEO da Space X, Elon Musk, quer construir cem naves por ano e levar pelo menos dez mil pessoas a Marte até 2050, embora os protótipos das naves espaciais Starship ainda estejam sujeitos a …

Como será um iPhone daqui a um milhão de anos? Artista mostra o impacto de lixo eletrónico

https://vimeo.com/386000590 A exposição The World After Us: Imaging techno-aestethic futures tem instalações onde se pode ver a natureza a tomar conta de telemóveis, computadores, tablets e outros dispositivos, mostrando que dificilmente se desintegrarão nos próximos anos. Os …

Marca japonesa acusada de apropriação cultural por perucas de modelos

A marca japonesa Comme Des Garçons foi acusada de apropriação cultural devido às perucas usadas pelos seus modelos caucasianos num desfile na Paris Fashion Week, em França. De acordo com a BBC, as perucas com tranças …

Índia suspende a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop

As autoridades estatais do estado indiano de Maharashtra decidiram suspender a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop, que iria ligar as movimentadas cidades de Bombaim e Pune. O Governo local decidiu não avançar para …

Regina Duarte inicia "período de testes" na Secretaria da Cultura do Brasil

A atriz brasileira afirmou, esta segunda-feira, que iniciou um "período de testes" na Secretaria Especial da Cultura, pasta que foi convidada a liderar após a exoneração de um governante que parafraseou um discurso nazi. "Nós vamos …

Malásia devolve 150 contentores ilegais de lixo a países desenvolvidos

As autoridades da Malásia anunciaram, esta segunda-feira, que devolveram 150 contentores ilegais de lixo para os seus países de origem e afirmaram que não se querem tornar num "aterro sanitário" dos países desenvolvidos. Os países da …

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

O maior grupo de telecomunicações do Vietname vai implementar este ano o 5G com recurso à sua própria tecnologia, contornando os chineses da Huawei, num sinal das implicações geopolíticas da rede de quinta geração. A empresa …