Médicos alertam que Navalny pode sofrer paragem cardíaca “a qualquer momento”

Yuri Kochetkov / EPA

O líder da oposição russa, Alexei Navalny

Alexei Navalny está cada vez mais em risco de insuficiência renal. Médicos próximos do opositor russo alertam que pode sofrer uma paragem cardíaca “a qualquer momento”.

Médicos próximos do opositor russo Alexei Navalny, detido e em greve de fome, exigiram este sábado ter autorização para ver o político, alertando que pode sofrer uma paragem cardíaca “a qualquer momento”.

O principal crítico do Kremlin iniciou no passado dia 31 de março uma greve de fome em protesto contra as condições de detenção a que está sujeito, acusando a administração penitenciária de lhe recusar o acesso a um médico e a medicamentos, uma vez que sofre, segundo indicaram os seus advogados, de uma dupla hérnia discal.

A médica pessoal do opositor russo de 44 anos, Anastassia Vassilieva, e outros três médicos, incluindo um cardiologista, estão a exigir ter acesso imediato a Navalny, segundo uma carta enviada aos serviços prisionais russos, publicada hoje na conta pessoal de Anastassia Vassilieva no Twitter.

De acordo com a médica, o nível de concentração de potássio no sangue de Navalny atingiu um nível “crítico” de 7,1 mmol /L (milimoles por litro), “o que significa que tanto a função renal está alterada, como graves problemas de ritmo cardíaco podem ocorrer a qualquer momento”.

“Um paciente com tal nível de potássio deve ser observado nos cuidados intensivos, porque uma arritmia fatal pode desenvolver-se a qualquer momento. Morte por paragem cardíaca”, referiu, por sua vez, o cardiologista Iarolav Achikhmin no Facebook, citado pelas agências internacionais.

Também através do Twitter, a porta-voz do opositor, Kira Iarmych, citou o médico Alexandre Poloupane, que acompanhou o estado de saúde de Navalny noutras ocasiões, afirmando que tais parâmetros apontam para a necessidade de uma hospitalização. “Se o tratamento não começar, ele morrerá nos próximos dias“, indicou a mesma fonte.

Ativista anticorrupção e principal opositor do Presidente russo Vladimir Putin, Alexei Navalny sobreviveu em 2020 a um envenenamento com um agente neurotóxico, do tipo Novichok, da era soviética. O opositor ficou em coma, tendo acusado o Kremlin e os serviços secretos russos do ataque, acusações que Moscovo sempre rejeitou.

Após cinco meses em convalescença na Alemanha, o opositor regressou em janeiro à Rússia e foi imediatamente detido. Posteriormente, foi condenado a dois anos e meio de prisão no âmbito de um antigo processo de fraude, caso que classificou como “político”.

A mulher do opositor, Ioulia, que visitou o marido no início desta semana, relatou que este já perdeu nove quilos desde que começou a greve de fome.

Mais de 70 personalidades internacionais, incluindo os atores Jude Law, Vanessa Redgrave e Benedict Cumberbatch, pediram na sexta-feira, num artigo de opinião publicado no jornal francês Le Monde, que sejam fornecidos os cuidados necessários a Navalny.

Na sexta-feira, o Ministério Público russo pediu que as diversas organizações do opositor detido sejam declaradas como “extremistas”, e, como tal, proibidas na Rússia.

Joe Biden, Presidente dos Estados Unidos, considerou este sábado “totalmente injusta” a situação do opositor russo.

É totalmente injusto, totalmente injusto“, disse Biden aos jornalistas, que o questionaram sobre a situação do principal opositor do Kremlin.

ZAP ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Marcelo convida Ramalho Eanes para presidir comemorações dos 50 anos do 25 de Abril

O presidente da República em funções, Marcelo Rebelo de Sousa, convidou o ex-presidente da República Ramalho Eanes para presidir as comemorações dos 50 anos do 25 de Abril. O convite dirigido ao general Ramalho Eanes, um …

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve

Vacinas contra a covid-19 para menores de 16 anos podem ser aprovadas em breve. Contudo, os especialistas têm dúvidas em relação à necessidade de vacinar os mais jovens. Atualmente há apenas uma vacina contra a covid-19, …

Netanyahu não conseguiu formar Governo em Israel. Segue-se Lapid

Esta quarta-feira, Reuven Rivlin, Presidente de Israel, chamou Yair Lapid, líder do partido Yesh Atid, para lhe entregar a responsabilidade de formar um Governo que consiga o apoio do Knesset (Parlamento). O partido de Yair Lapid, …

Almofada de prevenção contra a pandemia. Câmara de Lisboa quer pedir 20 milhões à banca

A Câmara Municipal de Lisboa quer contrair um empréstimo de 20 milhões de euros junto do BPI, uma almofada de prevenção para fazer face às despesas correntes emergentes do combate à pandemia de covid-19. O Público …

Resort Zmar

BES, falência e um fundo abutre. Resort Zmar "deve 60 milhões de euros ao Estado"

Os proprietários das casas privadas do empreendimento turístico Zmar, na Zambujeira do Mar, em Odemira, continuam a protestar contra o alojamento de imigrantes por causa da covid-19. Isto numa altura em que se revela que …

Há estranhas rádios-fantasma na Rússia (e exploradores entraram numa delas)

Aos 14 anos, um jovem comprou um rádio de ondas curtas e estava a testá-lo quando encontrou a transmissão errada - uma rádio fantasma. Imagine que é um entusiasta da rádio, sozinho à noite, a trabalhar …

Deputado do Bloco acusado de violência doméstica avança com queixa em tribunal

Catarina Alves, ex-namorada do deputado Luís Monteiro, acusa-o de violência doméstica. O bloquista nega as acusações e diz que vai apresentar queixa no tribunal. Luís Monteiro vai apresentar queixa contra a ex-namorada que o acusou de …

Gestão do Novo Banco vai receber bónus de 3,9 milhões em 2022

A equipa de administração do Novo Banco tem à sua espera um bónus de 3,9 milhões de euros no próximo ano. O banco registou prejuízos de 1.329 milhões de euros no ano passado. O Novo Banco …

Ainda não há planos para vacinar voluntários com AstraZeneca e J&J (nem dados sobre combinação de vacinas)

A vacinação de voluntários com menos de 60 ou 50 anos que aceitem receber as vacinas da AstraZeneca ou da Johnson & Johnson ainda não tem planos ou datas para arrancar. A Comissão de vacinação …

Celebrar ou cancelar Napoleão? 200.º aniversário da morte do imperador desperta debate em França

No 200.º aniversário da morte de Napoleão Bonaparte, o presidente francês Emmanuel Macron optou por fazer o que os seus antecessores evitaram. Ao escolher colocar uma coroa de flores esta quarta-feira no túmulo de Napoleão sob …