Natal dos Portugueses na Venezuela sem bacalhau, azeite e castanhas

Paulo Fehlauer / Flickr

-

Os portugueses radicados na Venezuela vão passar um Natal atípico, com os preços altos e a escassez de produtos a afastar da ementa natalícia alimentos que até agora eram de presença obrigatória como o bacalhau, o azeite ou as castanhas.

“Este ano não se conseguiram as castanhas para o São Martinho e o azeite de oliva português desapareceu do mercado e o último preço era de 700 bolívares (89,60 euros à taxa oficial de 6,30 bolívares por cada dólar americano) a garrafinha de meio litro”, disse à Agência Lusa o presidente da Câmara Venezuela Portuguesa de Comércio e Turismo, José Luís Ferreira.

José Luís Ferreira frisou ainda que “o preço do bacalhau oscila entre 800 e 1.000 bolívares o quilograma (entre 102,40 e 128 euros), mas nem por esse valor se consegue“, mesmo sendo este um produto que nos últimos anos, no Natal era usado para “aportuguesar” alguns pratos natalícios venezuelanos como as “hayacas” e para substituir o fiambre fumado do pão de fiambre.

“Agora as pessoas o que procuram é o produto, nem olham para o preço, e a escassez é tão grande nestas coisas”, disse, admitindo que os cidadãos que ganham o salário mínimo de 776 dólares (625 euros) têm dificuldades acrescidas para comprar estes e alguns outros produtos.

A luso-descendente Matilde França explicou à Agência Lusa que a sua ementa de natal “vai ser mais modesta” pois terá que substituir o chouriço da sopa por outro de menor qualidade e reduzir a quantidade de guloseimas que levam leite em pó na sua preparação porque não conseguiu aquele produto em quantidade suficiente.

“Todos os anos, durante a quadra natalícia, preparamos um prato de bacalhau, mas este ano, devido aos altos preços e à escassez, vamos optar pelo tradicional pernil de porco assado à venezuelana. Dizem-me que nos mercados estatais está à venda pernil de Portugal e do Brasil, mas ainda não comprei porque é preciso tempo para fazer as longas filas”, disse.

Na Venezuela são cada vez mais frequentes as queixas dos cidadãos sobre dificuldades para conseguir alguns produtos.

O sector empresarial acusa frequentemente o Governo venezuelano de atrasos na autorização de compra de dólares para fazer as importações e que têm que acudir ao mercado paralelo para conseguir os dólares necessários.

Desde 2003 que vigora um sistema de controlo cambial, que impede a livre obtenção de moeda estrangeira no país. Atualmente existem três tipos de câmbio oficial na Venezuela, 6,30, 12 e 50 bolívares por cada dólar norte-americano, atribuídos a alimentos, medicamentos e importações prioritárias, turismo e outros, respectivamente.

Há ainda um mercado negro onde um dólar ronda os 180 bolívares, mas cujo valor é proibido divulgar localmente.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pegadas com 120 mil anos mostram como é que os humanos saíram de África

Uma equipa de investigadores encontrou centenas de pegadas na Arábia Saudita que podem retratar como é que os antigos humanos saíram de África para a Eurásia. Há cerca de 120 mil anos, naquilo que hoje é …

Nélson Semedo oficializado no Wolves de Nuno Espírito Santo

O Wolverhampton oficializou esta quarta-feira nas redes sociais a contratação do português Nélson Semedo, que terminou o vínculo com o Barcelona. Depois de três épocas ao serviço da equipa catalã, o jogador de 26 anos …

Líder da JSD propõe aliança entre PSD, CDS e IL nas autárquicas de 2021

O líder da JSD, Alexandre Poço, apelou aos presidentes do PSD, CDS-PP e Iniciativa Liberal para um acordo de centro-direita nas eleições autárquicas de 2021, sublinhando que o debate político está cada vez mais …

Jota não entra nas contas de Jesus. Florentino cada vez mais perto do Mónaco

Diogo Jota e Florentino Luís devem deixar a Luz nesta temporada por empréstimo, segundo escreve a imprensa desportiva esta quarta-feira. Jota deverá em breve deixar o Benfica e rumar a Inglaterra por empréstimo, avança o …

Se o próximo Orçamento for "mais do mesmo", PCP vota contra

Se o próximo Orçamento do Estado for mais do mesmo, Jerónimo de Sousa garante que o PCP vai votar contra. Esta manhã, em entrevista à Antena 1, Jerónimo de Sousa admitiu que o PCP poderá votar …

Cientistas desenvolvem adesivo para verificar (sem dor) níveis de glicose

Cientistas desenvolveram um sensor que dizem poder penetrar a pele, sem dor associada, para conduzir testes de diagnóstico para condições de saúde como pré-diabetes. De acordo com o site Science Alert, a equipa de cientistas investigou …

Governo está "preparado" para estender moratórias (e não só)

Esta terça-feira, em entrevista à TVI, o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital disse que o Governo está "preparado para estender as moratórias bancárias" e lançar novas linhas de crédito. Pedro Siza Vieira, …

Açores vão dar incentivo financeiro a quem fizer teste da covid-19 antes de visitar região

O presidente do Governo dos Açores anunciou esta terça-feira que será criado um “incentivo financeiro” para compra de bens ou serviços na região a quem pretender deslocar-se ao arquipélago e fizer o teste de covid-19 …

Venezuela apela à denúncia de pessoas com sotaque estrangeiro no país

O Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), o partido do Governo do Presidente, Nicolás Maduro, apelou na terça-feira aos venezuelanos que informem sobre a presença no país de pessoas com sotaque estrangeiro. O pedido foi feito …

A radiação do seu telemóvel pode estar a matar insetos

Um novo estudo sugere que a radiação dos telemóveis pode ter contribuído para o declínio dramático das populações de insetos na Europa nos últimos anos. A radiação eletromagnética dos telemóveis e as redes Wi-Fi podem ser …