Nasceu o SOS Vizinho, a plataforma criada para ajudar quem mais precisa durante a quarentena

“No andar, no prédio, no bairro, na freguesia. Vamos ajudar quem precisa.” O SOS Vizinho é uma plataforma online para apoiar pessoas com doenças crónicas ou que estejam doentes e isolados.

“A Netflix pode esperar, os portugueses que são grupo de risco e necessitam de alimentar-se não. Nasceu assim o SOS Vizinho!” Este é o mote do projeto SOS Vizinho, que tem como objetivo a criação de uma rede de distribuição composta por voluntários. A ideia partiu de Henrique Paranhos, o voluntário que, em menos de 24 horas, juntou mais de 50 pessoas de todo o país.

Segundo o Observador, o projeto surgiu online, organizou-se remotamente e “lançou-se entre a manhã de sábado e este domingo”, lê-se no comunicado enviado ao diário.

O SOS Vizinho vai existir em site e, possivelmente, através de telefone. O site, que pode ser consultado aqui, permitirá dois tipos de inscrição: uma para voluntários, que se predisponham a ajudar, e outra para idosos (com mais de 65 anos) e “doentes crónicos ((como hipertensos, pessoas com problemas cardíacos e cardiorespiratórios, diabéticos, pessoas imunodeprimidas e com doenças autoimunes, entre outras)” que queiram requerer ajuda para evitar sair de casa.

Além disso, explica o diário, o SOS Vizinho contará ainda com um “Manual do Voluntário”, que recordará os inscritos dos “procedimentos de segurança nos vários cenários, desde a receção do pedido de apoio até à sua concretização junto do beneficiário”.

O projeto “já é do conhecimento do ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social”, tendo obtido “apoio da CASES – Cooperativa António Sérgio para a Economia Social”.

Há quem disponibilize casas a profissionais de saúde

São vários os proprietários de alojamento local ou de casas desocupadas que estão a disponibilizar gratuitamente habitação a médicos, enfermeiros e outros profissionais de saúde que estejam na linha da frente no combate à Covid-19, uma vez que estes profissionais se debatem com a questão: “devo voltar para casa, sob risco de contagiar a minha família?”.

Segundo o Observador, no grupo de Facebook “COVID19 – Alojamento SOLIDÁRIO para profissionais de saúde” foram publicadas, em apenas 11 horas, quase 200 ofertas de proprietários e pedidos de trabalhadores.

No mesmo grupo, são também vários os apelos de profissionais de saúde a pedirem um local onde possam ficar enquanto durar a pandemia, para evitarem contagiar a família e amigos.

“O objetivo é tentar proteger os que mais gostamos e que nos são próximos, sobretudo os mais idosos, e descansar o máximo possível, nas poucas horas que vamos ter disponíveis para tal”, diz uma enfermeira, citada pelo diário.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Centeno deixa aviso à Zona Euro. Futuro da UE depende da resposta que der à pandemia

Mário Centeno escreveu aos ministros das Finanças da Zona Euro para os alertar que o futuro da União Europeia depende da forma como conseguir lidar com a crise económica devida à pandemia de Covid-19. Uma …

Governo quer desempregados e trabalhadores em lay-off a reforçar lares e hospitais

O Governo criou uma medida de Apoio ao Reforço de Emergência de Equipamentos Sociais e de Saúde com o objetivo de apoiar as entidades do setor social e solidário. De acordo com o ECO, o Governo …

Recibos verdes podem pedir apoio a partir desta quarta-feira. Será pago ainda este mês

O apoio por quebra de atividade destina-se a trabalhadores independentes que nos últimos 12 meses tenham tido obrigação contributiva em pelo menos 3 meses consecutivos. O formulário para os trabalhadores independentes pedirem apoio por redução de …

"Este mês é perigosíssimo!" Costa avisa que "não podem ir à terra" na Páscoa

"As pessoas não podem ir à terra!" O alerta é de António Costa que avisa que este mês de Abril "é perigosíssimo" por causa da Páscoa. O primeiro-ministro recomenda também aos emigrantes que não venham …

13% dos casos de covid-19 em Portugal são profissionais de saúde. Há 10 médicos nos cuidados intensivos

Um em cada oito infetados com o novo coronavírus em Portugal é profissional de saúde. O número de médicos, enfermeiros, auxiliares e outros trabalhadores de hospitais e centros de saúde que estão contagiados não pára …

Curva em Itália parece estar a aplanar. Confirmado primeiro caso num campo de refugiados grego

A Itália registou mais 4.053 casos positivos e mais 837 mortes em 24 horas, valores semelhantes aos de segunda-feira e que sugerem que a curva da covid-19 parede estar a estabilizar. De acordo com o Observador, …

Há mais de 8 mil infetados e 187 mortes por covid-19 em Portugal

Há mais 27 mortes em relação a terça-feira, aumentando o número total de óbitos para 87. O número de casos confirmados em Portugal já ascende as 8 mil pessoas. O boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da …

Há falhas no sistema que regista casos de covid-19. A "esmagadora maioria" não vai ser contabilizada

O sistema que regista os casos de covid-19 em Portugal é "um pesadelo burocrático", denunciam os infecciologistas. A "esmagadora maioria" dos casos vai acabar por não ser notificada, acrescentam. O problema tornou-se público quando a Direção-Geral …

Mais de 3600 empresas já pediram acesso ao lay-off simplificado

O Governo já recebeu 3600 pedidos de empresas para aderirem ao regime lay-off lançado na semana passada, disse, esta terça-feira, a ministra do Trabalho e da Segurança Social. Ana Mendes Godinho, que falava aos jornalistas no …

Em tempos de crise, os emprestados podem ser a solução do Benfica

Bruno Varela, Cristián Lema, Filip Krovinovic, Gedson Fernandes e Diogo Gonçalves são hipóteses que Bruno Lage tem a seu dispor para regressar dos empréstimos. A suspensão das competições desportivas deixa muitos clubes entre a espada e …