NASA já tem um preço para a próxima alunagem

NASA

O astronauta Eugene Cernan, o último homem na Lua

O responsável pelos voos tripulados da NASA, Doug Loverro, revelou esta semana que a agência espacial vai precisar de  35 mil milhões de dólares nos próximos quatro anos para conseguir voltar a pisar a Lua em 2024.

Em causa está a missão Artémis, com a qual os Estados Unidos pretendem voltar a pousar na Lua. Filha de Zeus e irmã gémea de Apollo, Artémis é a deusa grega da caça, das florestas, da Lua e dos animais. Apollo foi, precisamente, o nome do programa da NASA que possibilitou a chegada do Homem à Lua, em 1969.

Estes 35 mil milhões terão de ser um valor adicional somado ao orçamento base da agência espacial norte-americana, precisou o responsável da NASA.

Os números foram apresentadas por Louverro depois de a Casa Branca ter revelado o orçamento estimado para a agência espacial para o ano fiscal de 2021. A NASA pede ao Senado norte-americano que aprove um aumento significativo: mais 25,2 mil milhões do que no ano passado, de acordo com o portal Ars Techinica.

“O orçamento proposto representa um aumento de 12% [face ao valor do ano passado], fazendo deste um dos orçamentos mais fortes da história da NASA”, disse, citado em comunicado, o administrador da agência espacial, Jim Bridenstine.

“O apoio reforçado do Presidente vem num momento crítico, quando estamos a lançar as bases para o desembarque da primeira mulher e do primeiro homem no pólo sul da Lua até 2024”, notou ainda o responsável.

Para aprovar a verba extra de 35 mil milhões para a missão Artémis, o Congresso precisa também de aprovar os orçamentos da NASA para próximos três anos: 27,2 mil milhões, 28,6 mil milhões e 28,1 milhões para os anos de 2022, 2023 e 2024, respetivamente.

Em 2021, recorde-se, há eleições presidenciais nos Estados Unidos. Um novo Presidente pode não ter tanta “pressa” em levar a cabo a próxima alunagem.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. É preciso fazer tudo outra vez. Os computadores e restante tecnologia que levou o homem à Lua em 1969, já não existem. O código que foi escrito na altura, responsável por todos os cálculos necessários à navegação espacial, não corre em computadores atuais, e provavelmente não há ninguém que conheça esse código e a respetiva linguagem de programação utilizada. É preciso fazer tudo quase como se fosse a primeira vez.

RESPONDER

Milhares pediram o cancelamento do TV Fest. Festival foi suspenso

O Ministério da Cultura criou um festival televisivo exclusivamente dedicado à música portuguesa em parceria com a RTP, mas o formato e os critérios estão a causar forte polémica no meio. Uma petição pública online …

Comércio internacional pode cair para níveis da Grande Depressão

A Organização Mundial do Comércio referiu na quarta-feira que o arrefecimento do comércio internacional provocado pela Covid-19 pode chegar aos níveis registados nos anos 30 devido à Grande Depressão. Segundo noticiou o Observador, na melhor das …

Loja de telemóveis apanhada a vender álcool gel com lucro até 400%

Os inspetores da Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encontraram, em Lisboa, uma loja de reparação e venda de acessórios para telemóveis a vender frascos de gel desinfetante de 500 ml a 24,95 euros …

Em Portimão, uma sirene toca quando alguém sai de casa sem justificação

A sirene do quartel dos Bombeiros de Portimão vai passar a tocar sempre que alguém sair de casa e andar na rua sem justificação. O anúncio foi feito pela Câmara Municipal de Portimão em comunicado. De …

Short Selling - ou como vender ações emprestadas para ganhar muito dinheiro

Vender ações da bolsa que não são suas é uma forma de ganhar bastante dinheiro. Esta forma de negociação, denominada short selling, é muito lucrativa mas implica algum risco, pelo que é prudente aconselhar-se junto …

"Nem mais um abuso". Grupo no Whatsapp servia para planear ataques à polícia em Espanha

Dois homens de 25 e 30 anos, os dois criadores de um grupo de Whatsapp que servia para planear ataques à polícia espanhola, foram detidos esta terça-feira. De acordo com o jornal espanhol El País, o …

Trabalhadores independentes que reduziram descontos da Segurança Social terão apoio mais baixo

Os trabalhadores independentes que optaram por reduzir em 25%, de forma fictícia, o rendimento sobre o qual incidem as contribuições, e que por isso descontaram menos, verão refletida essa diminuição no apoio que podem receber …

Secretas alertaram a Casa Branca para o perigo do coronavírus em novembro

Os serviços de inteligência dos Estados Unidos alertaram o Pentágono e a Casa Branca, no fim de novembro, que o novo coronavírus estava a espalhar-se em Wuhan, avisando que o vírus estaria a mudar o …

Pandemia pode criar mais 520 milhões de pobres

Um estudo da Organização das Nações Unidas (ONU) conclui que a pandemia do novo coronavírus poderá deixar mais 520 milhões de pessoas a viver com rendimentos inferiores a cinco euros por dia, num cenário de …

Cerca de 20% dos eleitores de Bolsonaro estão arrependidos da escolha

De acordo com uma sondagem divulgada esta quarta-feira, 83% dos inquiridos garantiram não estar arrependidos de terem votado em Jair Bolsonaro e 39% consideram "ruim ou péssima" a gestão do Presidente brasileiro face à crise …